JESSIER QUIRINO - DE CUMPADE PRA CUMPADE

DEU NO JORNAL

SOLTADOR SUPREMO

Gilmar Mendes, entrevistado por Pedro Bial, disse:

“Houve um lavajatismo militante da mídia. E ficamos como os bandidos da história”.

Não há a menor dúvida sobre isso.

Gilmar Mendes e seus parceiros ficaram como os bandidos da história.

* * *

De fato, não há qualquer dúvida quanto a este fato.

Gilmar é um Bandido da História, com H maiúsculo.

E bandido da pesada, descumpridor da lei e acima da lei.

Gilmar Boca-de-Priquito é um bandido soltador de outros bandidos.

PERCIVAL PUGGINA

É HORA DE A SOCIEDADE AGIR

Só não sabe quem não quer saber. A atual composição do STF, marcada por condutas e decisões que envergonham e indignam a nação, é um dos graves problemas nacionais e dos piores esqueletos no armário da herança petista. Garantista e esquerdista, assume-se, o Supremo, como substituto do Congresso Nacional e exerce, de modo poderoso e ilegítimo, a função de Poder Moderador, inexistente no nosso ordenamento constitucional. O STF brasileiro é uma Corte dissonante com a nação, pois não há nele um único liberal e um único conservador. Daí a necessidade, imperiosa, de que seja aprovada a PEC 159/2019. Há que abrir portas e janelas, e oxigenar o Poder.

A referida Proposta de Emenda à Constituição revoga o preceito que elevou para 75 anos a idade de aposentadoria compulsória para ministros dos tribunais superiores e TCU, antes fixada em 70 anos.

O quadro daquela corte ficou como se sabe. Recentemente, ao que foi herdado das gestões anteriores, Temer ainda acrescentou o ministro Alexandre de Moraes, que vem atuando como uma espécie de agente de segurança da Corte.

A PEC 159/2019 visa a retornar à situação anterior. Compulsória aos 70 anos! É fórmula prática para oxigenar o Tribunal com algum contraditório e alinhá-lo minimamente com a visão de Brasil e o ideário que venceu as eleições de 2018. Mérito à iniciativa da deputada Bia Kicis que propôs a PEC e coletou 175 assinaturas (o mínimo é 171) necessárias para sua tramitação. Aprovada, a PEC aposenta imediatamente os ministros Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Marco Aurélio Mello e Rosa Weber. Melhor que isso nem uma bandeja de doces portugueses.

É obvio que a renovação do Supremo contraria a turma de rabo preso, os adversários da Lava Jato, os “intelectuais” protetores de bandidos que falam em superencarceramento enquanto criminosos soltos trocam tiros nas periferias urbanas, cometem 60 mil homicídios/ano e meliantes de rua atacam e assaltam crianças nas esquinas. Os adversários da PEC devem ser convencidos ou vencidos, têm cadeira no Congresso Nacional e votarão essa matéria.

Por isso, é importante divulgar a lista dos que já aderiram à proposta para que sua convicção favorável seja valorizada e para que a sociedade cobre posição dos que não assinaram. “Seu nome não consta aqui, por que não, deputado? De que modo lhe servem a atual composição do Supremo e seu desprezo ao sentimento nacional? O senhor concorda com um STF onde tantos se empenham em anular as condenações da Lava Jato? Saiba: o Brasil que o senhor quer, se preservar a composição do Supremo, terá todos esses corruptos de volta aos negócios e à impunidade!”.

São perguntas e afirmações que todos devemos fazer aos deputados não signatários da PEC 159/2019.

Conheça e divulgue a lista dos que assinaram a CPI clicando aqui (abre uma página da Câmara dos Deputados).

DEU NO TWITTER

DALINHA CATUNDA - EU ACHO É POUCO!

UMA GLOSA PARA NOSSA SANTA

O anjo bom da Bahia
Hoje é santa no altar

Mote da colunista

Foi fazendo caridade
Acolhendo cada irmão
Que seu nome correu chão
Irmã Dulce era bondade
Sua força de vontade
Era firme ao abraçar
Viveu para amenizar
Do pobre sua agonia
O anjo bom da Bahia
Hoje é santa no altar

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

DEU NO JORNAL

LEITE MAMÁVEL PROPINALMENTE

O ex-ministro Antonio Palocci revelou relações promíscuas da cúpula do PT até com empresas de lacticínios, em seu depoimento à Polícia Federal.

Ele contou haver recebido propina de R$ 100 mil para interferir junto ao então presidente do Banco do Brasil, Rossano Maranhão Pinto, atual executivo do Banco Safra (citado 68 vezes na delação de Palocci), para liberar uma linha de crédito à Parmalat, mesmo a operação sendo prejudicial ou “desfavorável” ao BB.

Palocci relatou à PF que tinha “ascendência forte” sobre Rossano Maranhão porque o havia nomeado para presidir o Banco do Brasil.

O ex-ministro foi procurado pelo dono do fundo Latin America Equity Partners (Laep) Investments, Marcos Elias, que comprou a Parmalat.

Para comprovar o que delatou, Palocci entregou o contrato com o Laep, notas, extrato e o procedimento de liberação de crédito do BB.

* * *

Faz sentido…

A matéria prima da Parmalat é o leite.

E mamar um leitinho nos úberes fartos de um propinoduto é atividade intrínseca e intimamente ligada ao PT.

Sendo que o leite integral suborna petistas integralmente.

ALEXANDRE GARCIA

COMENTÁRIOS SELECIONADOS

VAMOS DEIXAR ASSIM?

Comentário sobre a postagem PESQUISA

Vilma:

Este Toffoli e demais ministros do STF são funcionários públicos que recebem o mais alto salário do país e falam abertamente em acabar com a Lava Jato, acabar com prisão em segunda instância, trabalham diariamente para prejudicar seu próprio país, contra o povo brasileiro que paga seu salário.

Falam em libertar ladrões condenados com provas em três instâncias, agem contra a nossa Constituição, quando deveriam defendê-la!

Criam leis próprias!!

Como se o restante do Brasil já não soubesse a verdade!! não fôssemos capazes de diferenciar o certo do errado!

Como se 200 milhões de brasileiros estivessem em coma!

Estamos cansados? Vamos deixar assim?

Um país onde a justiça só beneficia os padrinhos ladrões?

Um país sem futuro?!?

* * *

FALA, BÁRBARA !