COMENTÁRIOS SELECIONADOS

A FOLHA FAZ JORNALISMO SÉRIO E RESPONSÁVEL

Comentário sobre a postagem CREDIBILIDADE BOLIVARIANA

Anderson Matheus:

Quanta raiva do jornalismo sério e responsável…

Acho que você só aceita quando lambe a bota do Bolsonaro, né?

* * *

Jornalismo sério, imparcial e independente só na Folha de S. Paulo. Aqui no JBF, a Editoria é pura lambe-botas. Palmas para o nosso antenado leitor. Ele merece!!!

* * *

A PALAVRA DO EDITOR

UM CU PETISTA FAZ INDIGNADO PROTESTO

O fato assucedeu-se numa celebração maconhal-cocainaica acontecida no último final de semana.

Foi no dia em que Lula, o nosso Corrupto-Mor, completava exatamente um ano de cadeia.

A erva correu solta e encheu de inspiração os talentosos artistas que se apresentaram.

Uma destas artistas, famosa no mundo todo, e que atende pelo nome de Letícia Novaes (vocês devem conhecer…), fez uma lancinante declaração, gritando que ela, a sua declaração, tinha vindo do cu“.

Isso mesmo: a declaração saiu do olho do cu da talentosa cantora, mesmo local por onde saem as suas bostas.

Do cu, do cérebro e do pentelho“, disse a brilhante guerreira lulaica, nivelando alguns dos órgãos do seu corpo num patamar coerente com o tipo de militância por ela exercido.

Enfim, o grito de guerra da moça, a bosta e o seu cérebro fazem parelha.

Este tocante apelo sensibilizou o homenageado, o presidiário Lula, que se encontra cumprindo pena por corrupção e lavagem de dinheiro, na acolhedora Curitiba, enquanto aguarda as próximas sentenças.

Pois o prisioneiro, proprietário do PT e homenageado com um protesto saído pelo cu, ficou tão comovido e com o coração em lágrimas, que reproduziu as palavras da moça no seu Twitter, @LulaOficial.

Vejam que lindo, vejam que momento de fantástico brilho banânico-macunaímico, digno e à altura do linguajar petêlho:

 

A PALAVRA DO EDITOR

CREDIBILIDADE BOLIVARIANA

Após as fantásticas e surrealistas conclusões dos últimos números divulgados pelo Datafolha, este banânico instituto de “pesquisas”, de propriedade da igualmente canalha Folha de S.Paulo, já recebeu uma destinação.

Uma destinação que lhe foi dada pelas pessoas que pensam, que enxergam a realidade corretamente e que fazem uso da razão.

Vejam que lindo:

PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

O CATA-VENTO – Otacílio de Azevedo

Alto, de frente ao revoltoso oceano
e exposto à eterna rigidez do vento,
levanta-se ao prestígio soberano
dos músculos de ferro, o cata-vento.

Pulsa-lhe a vida a cada movimento
e parece oxidar-lhe o desengano,
quando se lhe transforma num lamento
todo o seu vão clamor, vezes humano.

Pregado ao solo, numa infinda mágoa,
de mil sonhos, talvez, sobre os escombros,
chora, enchendo de pranto a caixa-d’água ….

É que ele, preso à angústia de existir,
sente a revolta de suster, aos ombros,
asas de ferro, e não poder subir!

Colaboração de Pedro Malta

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

PAULO MOURA – RECIFE-PE

Amigo Berto,

veja ai o lançamento do DVD de Raphael Moura em Berlim, no evento Psiu Forró!

O menino tá mostrando a que veio…

Curta e, se gostar, compartilhe esse trabalho maravilhoso do poetinha!

Um abraço grande!

R. É o sangue, meu caro.

Tá na veia. De pai pra filho.

Fazer gringo dançar forró lá no estrangeiro é um negócio arretado.

Sucesso pro pimpolho Raphael!!!

Para ver na íntegra o vídeo que Paulo Moura nos mandou, basta clicar na imagem abaixo:

A PALAVRA DO EDITOR

FRANCISCO ITAERÇO - MEUS RISCOS E RABISCOS

CARNE FRACA

Se a carne não fosse tão fraca
Não fosse tão curto o teu vestido
Se você não fosse tão bonita…
Nada disso teria acontecido

Não houvesse tanta maçã madura
Pendendo dos galhos da macieira
Se teu corpo não fosse essa loucura
E se não faltasse folhas de parreira

Se teus joelhos não se separassem
Quando você senta nesta cadeira
Resolveria, talvez, este impasse

Se só, no Paraíso, Deus me deixasse
Sem cobra, sem maçã, sem companheira
Talvez, quem sabe, eu inda me salvasse

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

MÁRIO MONTALVÃO – CAMPINAS-SP

Caro Editor Berto,

Peço que publique no nosso jornal de estimação este vídeo da jovem e destemida deputada Carla Zambelli.

Votei nela ano passado. Voto bem dado!!!

Publique aí para conhecimento dos diletos comentaristas do JBF.

Abraços e muito sucesso

PENINHA - DICA MUSICAL