DEU NO TWITTER

DEU NO TWITTER

QUE PORRA É ISTO???!!!

CHARGE DO SPONHOLZ

E PARA “COMEMORAR” OS 6 ANOS DA LAVA JATO…

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região decidiu nesta quarta-feira (11/3) enviar de Curitiba para a Justiça Federal em São Paulo as investigações do empresário Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, sobre o recebimento de propina da telefônica Oi.

Para os desembargadores, não há uma conexão entre os fatos apurados e a Petrobras. A decisão unânime da 8ª Turma representa uma derrota para a Lava Jato, que chegou a usar um termo de autodeclaração enviado por Sérgio Cabral para defender a competência dos investigadores de Curitiba na Operação Mapa da Mina, que atinge o filho mais velho do ex-presidente Lula.

Lulinha recorreu ao TRF4 para anular as investigações sob argumento de que o caso não deveria ser tocado pela Lava Jato no Paraná.

Os procuradores defenderam que o depoimento de Cabral reforça a competência da Justiça Federal em Curitiba, uma vez que o ex-governador do Rio diz que parte dos valores ilícitos foram pagos mediante “compensações” de recursos que eram desviados da Petrobras.

Segundo o MPF, “essas declarações corroboram vários elementos de prova já indicados na investigação em tela, indicando – ao contrário do que quer fazer crer a defesa – que há, no caso concreto, elementos de segura conexão com recursos desviados da Petrobras e repassados nas práticas ilícitas investigadas no feito originário”.

“Absolutamente prematuro cogitar em suspensão das investigações ou deslocamento de competência em caso no qual há dados concretos e objetivos a indicar que a competência é do juízo impetrado”, diz a Procuradoria.

AUGUSTO NUNES

A MALDIÇÃO DO POSTE

Haddad profetiza que o Brasil nunca saberá o que é justiça e jamais viverá em paz

“O Brasil só vai encontrar paz quando encontrar justiça. E a justiça só será feita quando Lula subir a rampa do Palácio do Planalto”.

Fernando Haddad, sem ocupação conhecida desde o fiasco nas urnas de 2018, afirmando que o Brasil nunca saberá o que é justiça e jamais viverá em paz.

DEU NO JORNAL

PODIA APROVEITAR E CORTAR TAMBÉM A BIMBA

O deputado federal Boca Aberta, do Pros do Paraná, protocolou na Câmara um projeto de lei em que propõe “a amputação das mãos de político condenado por crime de corrupção contra o patrimônio público”.

O projeto recebeu o número 582, de 2020.

* * *

Eu fiquei de boca aberta com este projeto do Deputado Boca Aberta.

Que nome parlamentar da porra.

Vôte!!!

Deputado Boca Aberta de boca fechada

Agora, eu pergunto:

E no caso do ladrão, já condenado por crime de corrupção, ter apenas 9 dedos, qual a mão que vai ser cortada?

Uma coisa é certa:

Se esta lei for aprovada, eu vou fazer concurso público pra ser o carrasco.

Cortar mão de político ladrão levanta a auto-estima e o astral de qualquer contribuinte.

Uma foiçada no punho dum corrupto seria um ato de grande cidadania.

Quem quiser ler a íntegra do projeto, é só clicar aqui.

COLUNA DO BERNARDO

PERCIVAL PUGGINA

SOBRE ÉTICA LULA LEU ARISTÓTELES EM GREGO, DE CABEÇA PARA BAIXO

É chocante para a população de um país que convive com tantas dificuldades postas interna e externamente à ascensão social e econômica de seus cidadãos, ver tantos gastos com prerrogativas e privilégios concedidos a uma parcela de sua elite política. Raros serão os usufrutuários que tenham, de algum modo, contribuído para agregar à renda nacional o valor necessário para sustentá-los em jatinhos, helicópteros, voos em primeira classe e luxuosas hospedagens. Em outras palavras: só podem dispor disso se por nossa conta.

Em 22 de julho de 2005, discursando a petroleiros, o ex-presidente Lula disse: “Neste país de 180 milhões de brasileiros, pode ter igual, mas não tem nem mulher nem homem que tenha coragem de me dar lição de ética, de moral e de honestidade”. Esse depoimento do ex-presidente me voltou à cabeça quando fiquei sabendo de sua nova agenda europeia na qual receberia homenagem em Paris e iria à Suíça para reunião com o Conselho Mundial de Igrejas e dali a Berlim para um ato em favor da democracia. Sempre à nossa custa, claro, falando bem de si mesmo e mentindo sobre o Brasil e sobre sua situação perante a justiça brasileira. Acompanhado de quatro assessores, também pagos por nós.

Não sei se existe algum brasileiro disposto a topar o desafio e discutir ética com Lula. Afinal, o ex-presidente, a despeito de todos os processos que contra ele rolam no judiciário nacional, já deixou bem claro em ocasiões anteriores a frouxidão de seus conceitos sobre ética. Divagando sobre eles, Lula se imagina cravando picaretas, cunhas e cordas nas escarpas da vida até o cume da moralidade nacional… É possível que o leitor destas linhas não conheça, ou não lembre mais dos conceitos do ex-presidente sobre si mesmo a esse respeito. Parece que o líder petista leu Ética a Nicômaco, de Aristóteles, em grego e de cabeça para baixo:

“Sou filho de pai e mãe analfabetos, minha mãe não era capaz de fazer o “o” com um copo. E o único legado que deixaram, não apenas para mim, mas para a família, era que andar de cabeça erguida é a coisa mais importante que pode acontecer com um homem e uma mulher. Conquistei o direito de andar de cabeça erguida nesse país e não vai ser a elite brasileira que vai ‘fazer eu’ baixar minha cabeça”.

Pronto! Eis aí, entre erros gramaticais, o certificado de garantia da própria idoneidade que nos fornece o esclarecido ex-chefe de Estado. A mãe não sabia fazer o “o” com um copo e, junto com o marido, o ensinou a andar de cabeça erguida.

É altamente improvável que os leitores destas linhas tenham recebido tais lições de seus pais. Analfabetos ou não, em português correto ou não, possivelmente lhes terão passado preceitos assim:

a) deves buscar o bem e evitar o mal;

b) não faz aos outros o que não gostarias que te fosse feito;

c) exerce tua liberdade com responsabilidade;

d) não justifica teus erros com os erros alheios;

e) diz sempre a verdade;

f) evita as más companhias.

Correto?

Se você, leitor, checar essa lista, enquadrará o ex-presidente como infrator de todos esses princípios. Mas isso não o impede de jactar-se mundo afora. Realmente não dá para discutir ética com esse homem imaculado, que já se proclamou sem pecados, santificado por um fio de prumo. Talvez seja por essa empinação toda, de tanto olhar para cima, que seu governo, levando o país junto, se tenha estatelado no chão da moralidade.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

OMERO SOUZA LIMA – RIO DE JANEIRO-RJ

Pode ser inacreditável mas…

Será que não existe alguém (lá dentro) pra mostrar a eles que é possível ser crítico, “fazer oposição”, sem demonstrar desequilíbrio, desespero?…

E só porque cortaram a(s) mamata(s) ???

PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

NANÃ – Patativa do Assaré

É triste a flor que desabrocha sem carinho
E sem carícia do sereno da manhã…
Assim nasceu, lá no sertão, minha Nanã,
Sem uma luz que iluminasse o seu caminho.

Com o pobre pai a morar num tosco ninho,
A desventura foi a sua negra irmã,
Enquanto a sorte protegia a cortesã,
A desdita lhe dava um pão magro e mesquinho.

Depois veio a seca cruel e assoladora,
Contra aquela linda florzinha encantadora
E a coitada morreu, mirrada pela fome.

Hoje, um poeta chora triste esta saudade
E as aves cantam a chamar na solidão:
Nanã! Nanã! Nanã! seu doce e belo nome.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

XICO BIZERRA – JABOATÃO DOS GUARARAPES-PE

Meu Papa,

se houver espaço, peço divulgar o lançamento do Livro da Lucília, ilustrado pelo Jô Oliveira, ARIANO SUASSUNA, editado por uma das maiores editoras do Nordeste, a IMEPH, de Fortaleza, comprometida com a cultura e as coisas boas (né por nada não, mas a IMEPH estará lançando, muito em breve, 2 livrinhos infantis desse modesto escrevinhador).

Desde já, meu agradecimento.

Espero nos encontrarmos por lá, na sexta.

Ariano Suassuna de Lucília Garcez é uma biografia que nos conduz, com suavidade e encantamento, pelo universo da cultura brasileira com a qual o menino Ariano conviveu em sua meninice. Com as mágicas palavras de Lucília e o traço único e incomparável de Jô Oliveira, saltam das páginas diretamente para o nosso coração, as figuras dos brasões nos ferros de marcar os bois, as vestes enfeitadas dos vaqueiros, os desafios de viola, as cantorias, as xilogravuras dos folhetos de cordel, o circo e o teatro popular, o teatro de bonecos e os mamulengueiros, os blocos de carnaval, os grupos de caboclinhos, o maracatu pernambucano, a representação da malhação do Judas, a banda de pífanos, as festas juninas, o Bumba Meu Boi, o Pastoril, numa riqueza de colorido e numa brasilidade nordestina que nos ilumina de alegria.

R. Espaço pra divulgar coisa boa é o que não falta aqui nesta gazeta escrota, meu caro amigo e colunista fubânico.

Esta dupla, a brilhante escritora Lucília Garcez e o grande artista ilustrador Jô Oliveira, eram da minha patota nos tempos em que eu morava em Brasília.

Lucília é casada com outro amigo, outra grande figura, o cineasta Vladimir Carvalho, paraibano que é um ícone desta Nação Nordestina.

Sexta-feira estarei lá na Livraria Jaqueira para participar deste magnífico evento e reencontrar meus estimados amigos.

Os leitores fubânicos do Recife já estão convidados para a festa.

E já estou no aguardo dos dois livros infantis que você vai lançar pela Editora IMEPH.

Até lá!!!