PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

CATAR FEIJÃO – João Cabral de Melo Neto

Catar feijão se limita com escrever:
joga-se os grãos na água do alguidar
e as palavras na da folha de papel;
e depois, joga-se fora o que boiar.
Certo, toda palavra boiará no papel,
água congelada, por chumbo seu verbo:
pois para catar feijão, soprar nele,
e jogar fora o leve e oco, palha e eco.

Ora, nesse catar feijão, entra um risco:
o de entre os grãos pesados entre
um grão qualquer, pedra ou indigesto,
um grão imastigável, de quebrar dente.
Certo não, quanto ao catar palavras:
a pedra dá à frase seu grão mais vivo:
obstrui a leitura fluviante, flutual,
açula a atenção, isca-a com o risco.

DEU NO TWITTER

COLUNA DO BERNARDO

DEU NO TWITTER

BANDIDO FALANDO DO XERIFE NO EXTERIOR

DEU NO TWITTER

DEU NO JORNAL

UMA PARELHA PERFEITA

O ex-senador Lindbergh Farias e a deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann, estão namorando.

A informação é da colunista Mônica Bergamo, do jornal “Folha de S.Paulo“.

Amante e Lindinho: dois pombinhos vermêio-istrelados

* * *

Êita parelha certa que só a porra!

Os dois dão certinho.

A corda e a caçamba. A istrêla e o vermêio.

Esta dupla é assim feito pinico e urinol: a mesma coisa.

Se ela não botar nele os chifres que botou no corrupto Paulo Bernardo – graças aos quais ganhou o codinome de “Amante” na lista de propinas da Odebrecht -, o casamento promete ser duradouro.

De minha parte desejo que continuem falando merda, como sempre fizeram, nunca deixando faltar assunto nesta gazeta escrota pra gente se divertir e baixar o porrete.

Que vivam muito.

Muito tempo.

O tempo suficiente pra pagar as merdas que fizeram na vida pública do Brasil.

Ofereço uma linda marcha para esta parelha perfeita.

CHARGE DO SPONHOLZ

DEU NO TWITTER

AUGUSTO NUNES

ILUSÃO DE ÓTICA

Ciro Gomes jura que foi a retroescavadeira de Sobral que acabou com a greve de policiais militares no Ceará

“Aprende, Bolsonaro e seu capanga Moro: no Ceará está o seu pior pesadelo! Generais, aqui manda a Lei!”.

Ciro Gomes, eterno candidato à Presidência da República, que resume seu programa de governo no binômio Bravata & Baderna, jurando que a greve dos policiais amotinados do Ceará, encerrada depois do envio ao Estado de tropas do Exército e da Força de Segurança Nacional, acabou quando seu irmão Cid Gomes, mais conhecido como o black bloc de Sobral, avançou com uma retroescavadeira sobre um grupo de policiais armados.

DEU NO TWITTER