RODRIGO CONSTANTINO

SEM POSTO IPIRANGA, MAS COM GASTANÇA DESCONTROLADA!

Em minha coluna nesta quarta, usei um trecho de uma carta de um dos maiores gestores do país para mostrar que a ficha já está caindo em relação ao verdadeiro Lula, bem diferente daquele pintado pela velha imprensa borracheira.

Hoje, vejo na coluna de Lauro Jardim que a Faria Lima estaria de “mau humor” com o petista:

A Faria Lima foi dormir ontem de mau humor com Lula. A causa mais evidente foi a entrevista coletiva dada por Lula no início da noite, em Brasília. Nela, entre outras coisas, diz o seguinte:

– Nós não podemos ficar chorando: ‘ah, vai gastar’. Eu quero dizer o seguinte: muita coisa que as pessoas falam que é gasto eu acho que é investimento. A saúde é investimento, investimento numa pessoa pra ela não ficar doente. Farmácia popular é investimento pra cuidar da vida das pessoas. Investir na educação não é gasto, é investimento. Então, você precisa mudar algumas nomenclaturas, porque tudo que a gente quer fazer é gasto, é gasto, é gasto. Pra quê? Pra guardar dinheiro pra pagar juros aos banqueiros? Não. Nós precisamos ter uma divida social, tem uma divida social histórica de 500 anos com o povo pobre e nós, como já fizemos uma vez, vamos começar a atacá-la.

Segundo Lauro Jardim, o trecho de sua entrevista reproduzido acima foi recortado e o vídeo circulou até não poder mais entre os grupos de WhastApp de executivos do mercado financeiro.

Os comentários eram sempre em tom de preocupação, decepção e ironia. Um deles: “Dormimos com Geraldo (Alckmin) e acordamos com Aloizio (Mercadante)”. Outro, desta vez em relação ao mistério sobre o novo ministro da Fazenda: “Estão fazendo o orçamento da empresa, sem diretor financeiro nomeado”.

O horror do mercado financeiro tem nome e sobrenome: a previsão de um gasto extra-teto de R$ 700 bilhões (ao longo de quatro anos) para o Bolsa Família que consta na PEC da Transição.

Luis Stuhlberger, da Verde Asset, por exemplo, escreveu aos seus investidores dias atrás que “a tal ‘PEC da Transição’ está se tornando (mais um) trem da alegria de crescimento dos gastos descontrolado, e a mídia já fala de mais de duzentos bilhões de gastos, algo completamente descabido, para falar o mínimo. Essa espécie de ‘la garantia soy yo’ periga ter vida bastante curta se não for seguida de decisões e comportamentos que a corroborem”.

No entorno de Lula, há um consenso de que Lula não se elegeu “para fazer as vontades dos bancos”, na definição de um deles. E “vai não vai deixar os programas sociais à míngua”. como diz outro assessor do presidente.

Quando leio esse tipo de coisa, vem um misto de espanto com comiseração. Como pode gente tão bem sucedida, rica, refinada, ainda cair em ladainhas tão bobocas?! O sujeito é multimilionário, tem informação do mundo todo, analistas que ganham fortunas, e mesmo assim acredita no Lula moderado inventado pelo Globo?!

Acharam mesmo que haveria uma gestão responsável do ponto de vista fiscal, com a turma do PT? Acreditaram de fato que a “frente ampla” era outra coisa além de um agrupamento de chacais e hienas sedentos pelo butim da coisa pública?

Por ressentimentos pessoais, tucanos demonizaram Paulo Guedes. E agora vão ter de engolir Mercadante, Mantega e companhia. Lula ainda nem apresentou o seu Posto Ipiranga, mas já quer um cheque em branco para gastar como se não houvesse amanhã. Para a turma petista, não há mesmo. Eles vivem apenas o presente, o hoje, o aqui e agora. São como piratas numa pilhagem. Nunca foram capazes de construir nada sustentável, pois o parasita não se importa com a saúde do hospedeiro.

Aviso aos tucanos do mercado: com esse pessoal que vocês ajudaram a recolocar no poder, o Brasil não corre o menor risco de dar certo!

DEU NO JORNAL

CORRENTE DE FORÇA POSITIVA

O presidente eleito Lula (PT) não se fez de rogado e, mais uma vez, optou por se hospedar na capital no Meliá Brasília, um hotel cinco estrelas cuja diária da suíte presidencial custa R$ 6.550,95.

Há quatro meses, quando esteve na capital, ele ocupou essa suíte e o PT nem se preocupou em esconder, como agia no passado.

O partido, na ocasião, confirmou inclusive que a permanência de sua principal estrela no hotel de luxo seria custeada com recursos públicos do Fundo Partidário.

Para se hospedar no Meliá Brasília, ninguém paga menos do que uma diária de R$ 649, que inclui pernoite e café da manhã.

Lula aprecia delícias do poder. Celebrou a vitória de 2002 com vinho Romanée Conti, cujo preço da garrafa equivale a uma casa popular.

Apreciador de vinhos caros, o presidente eleito mantinha alentada adega em sua casa de Atibaia, aquela.

* * *

Um cela no prédio da Polícia Federal em Curitiba, em abril de 2018, custou bem menos do que esta fantástica diária do Hotel Meliá, em Brasília.

É muito mais econômico pra nós outros, os contribuintes, a hospedagem deste descondenado num quartinho de 15 metros quadrados, espaço que foi concedido na capital paranaense a este então condenado em TODAS as instâncias.

Vamos sonhar com o fato de tirar o “ex” da palavra ex-presidiário.

Para uma corrente de força positiva, acho que a gente deveria usar, a partir de agora, a expressão “futuro presidiário”.

Seria bem mais barato para o erário.

DEU NO X

DEU NO X

DEU NO JORNAL

DEU NO X

UM LADRÃO COM CARA-DE-PAU

* * *

Vale a pena repetir uma expressão que está nessa postagem aí de cima:

“Nomeado presidente”.

Isso mesmo: nomeado presidente pelo PTSE.

Leandro acertou em cheio!

JESSIER QUIRINO - DE CUMPADE PRA CUMPADE

DEU NO JORNAL

UM MILITANTE LULEIRO NUM TRIBUNAL ESTADUAL

O desembargador Bartolomeu Morais Bueno, do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJPE), atacou os manifestantes dos protestos contra a vitória do presidente eleito Lula (PT).

“Os babacas de direita estão rezando no muro dos quartéis, pedindo a intervenção das Forças Armadas”, escreveu Bueno, no Facebook, na terça-feira, dia 8.

O juiz do TJPE fez ainda apologia da violência.

“É hilário. Eu quero é pau nessa direita idiota.”

O post foi removido.

* * *

Se fosse mesmo um cabra macho e com vergonha no fucinho, não teria removido a postagem.

Mas mijou pra trás e se cagou na toga.

Esse meu conterrâneo petralha é um excelente exemplo do judiciário dos dias de hoje.

Eu também vou convocar o pau.

Mas é o pau do jumento Polodoro socado no furico de tudo quanto é militante petralha estadual.

Já não bastam os federais…

Putz!

COMENTÁRIO DO LEITOR

A DECISÃO SUSPEITA DA MINISTRA

Comentário sobre a postagem HÁ TRÊS ANOS LULA SAÍA DA CADEIA

Marcon Beraldo:

Excelente a análise do deputado eleito Deltan Dallagnol.

Eu, humildemente, gostaria muito que ele e o senador eleito Sérgio Moro tentassem apurar o seguinte: por que a ministra Carmen Lúcia mudou o seu voto (que acabou sendo decisivo no placar de 6 a 5 a favor da extinção da prisão após a condenação em segunda instância), sem que houvesse qualquer fato relevante que justificasse a mudança do voto?

Para mim, das comunicações, e para muita gente da esfera judiciária, essa questão é primordial para que se possa ser entendido no País o rumo dos acontecimentos subsequentes, principalmente na esfera política.

Eu acho que esse é o ponto principal para que se possa entender o que vem acontecendo e o que pode vir a acontecer no País, independentemente de qualquer análise política, sociológica, ou o que seja.

Essa (muito suspeita, no mínimo) decisão da ministra Carmen Lúcia pode, inclusive (por que não?), provocar um estado de guerra civil no País e até fornecer munição a movimentos separatistas, principalmente na região Sul. A história do Brasil no século XX está repleta de exemplos.

BERNARDO - AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS