GUSTAVO GAYER

DEU NO TWITTER

J.R. GUZZO

A IMPRENSA DE LULA

Num país onde está em vigor há dois anos um inquérito supremo para combater “atos antidemocráticos”, com prisão de gente, incluindo deputados federais, bloqueio de recursos financeiros dos acusados e poderes de AI-5, é extraordinário que nenhuma das nossas autoridades superiores tenha se interessado até agora por um ataque grosseiro à democracia feito por um dos candidatos à Presidência da República nas eleições de 2022 – justamente aquele que, segundo os institutos de pesquisa de opinião, já ganhou a eleição de lavada.

O candidato é Lula e o seu ataque à democracia é a promessa, mais uma vez, de acabar com a liberdade de imprensa neste país se for eleito – acabar na prática, no mundo das ações concretas, com a desculpa de que vai “melhorar” a integridade da comunicação social no Brasil. Melhorar o quê? Lula não diz nada a respeito, não em voz alta. Apenas se declara insatisfeito com a imprensa brasileira tal como ela é hoje – muito direitista, no seu modo de ver as coisas, desligada dos interesses do “campo popular” e, mais do que tudo, insatisfatória no apoio incondicional que ele se julga no direito de receber.

É sabido, há 500 anos, que ninguém jamais melhorou a qualidade da imprensa, nem a tornou mais justa ou mais honesta, escrevendo decretos bem-intencionados sobre o assunto. O que acontece, na vida real, é exatamente o contrário: toda vez que o governo se mete a fazer regras para os meios de comunicação, as liberdades saem perdendo – não se conhece um único caso em que tenham ganhado. É por isso, exatamente, que regimes democráticos não mexem nessas coisas – e é por isso, da mesma forma, que elas são a primeira coisa em que as ditaduras querem mexer. Lula está querendo há muito tempo.

Desde o seu primeiro governo, tentou criar o “controle social dos meios de comunicação” – nome de fantasia para a censura, a punição a jornalistas e a liquidação da imprensa livre. Deu errado – e ele próprio diz que esse foi um dos piores erros que praticou. Agora, com a eleição no bolso – segundo a promessa das pesquisas – volta à sua velha obsessão.

Seu último surto foi uma entrevista coletiva dada dias atrás, na qual comunicou ao País o novo “marco regulatório” (depois de ouvir essa história de “marco regulatório”, Lula nunca mais largou o osso) que está querendo socar na imprensa brasileira.

Não será, segundo diz, uma “regulamentação” como a que existe em Cuba ou na China – ele chama de “regulamentação” duas das máquinas de censura mais iradas que já se viu na história da humanidade. Que alívio, não é mesmo? Então não vai ser desse jeito. De que jeito, então? Segundo o candidato, vai ser “como a imprensa inglesa”, “como a imprensa alemã”. Que raio quer dizer isso? Quais são os “modelos” da Inglaterra ou Alemanha? Por acaso ele lê jornal alemão? Conversa. O que Lula pretende é deixar a imprensa sob o comando do governo e dos “movimentos sociais” que ele controla.

Na mesma oportunidade, aliás, Lula deixou claro o que realmente quer para os meios de comunicação brasileiros – o esquema que existe hoje na Venezuela, onde a liberdade é zero e o governo manda em cada palavra que chega até o público. Foi uma necessidade. Imaginem que Chávez, coitado, sofreu o diabo com a imprensa venezuelana – ele, que chegou ao poder através de um golpe militar e criou uma ditadura que dura até hoje. “Eu vi como a imprensa destruía o Chávez”, conta Lula. Como assim, “destruía”? Destruída foi a imprensa: a ditadura Chávez-Maduro acabou com todos os jornais, tevês e emissoras de rádio do país. A única voz que existe, hoje, é a do governo.

Pregar isso, no Brasil de hoje, não é um ato antidemocrático.

DEU NO TWITTER

É DIFÍCIL PARA UM JORNALISTEIRO OPERAR A CALCULADORA

PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

MISTÉRIO – Florbela Espanca

Gosto de ti, ó chuva, nos beirados,
Dizendo coisas que ninguém entende!
Da tua cantilena se desprende
Um sonho de magia e de pecados.

Dos teus pálidos dedos delicados
Uma alada canção palpita e ascende,
Frases que a nossa boca não aprende,
Murmúrios por caminhos desolados.

Pelo meu rosto branco, sempre frio,
Fazes passar o lúgubre arrepio
Das sensações estranhas, dolorosas…

Talvez um dia entenda o teu mistério…
Quando, inerte, na paz do cemitério,
O meu corpo matar a fome às rosas!

Florbela Espanca, Portugal (1894-1930)

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

MAURÍCIO ASSUERO – RECIFE-PE

Prezado Editodos,

hoje das 19h30 às 20h30, o Cabaré do Berto vai receber a jovem poetisa Dayane Rocha, um show de talento.

Dayane é uma das pérolas tabirense.

Melhor dizendo, é uma rima rica do berço da poesia de Pernambuco.

Dayane, desafiada por outro grande poeta tabirense, Giuseppe Mascena – colunista fubânico e que esteve aqui conosco recentemente – glosou este mote:

“Não consigo namorar
tendo uma tela no meio”.

E Dayane respondeu com essa glosa magnífica:

Tentei uma siririca
Com um caba do outro lado
Vendo ele todo armado
Molhei mais que mixirica
A minha mão se estica
O dedo fica sem freio
Mas não tem toque no seio
Nem consigo lhe chupar
Não consigo namorar
Tendo uma tela no meio

Todo mundo convidado.

Para participar basta clicar aqui.

Grátis e tudo patrocinado pela Kasa do Keijo, comandada por Alexandre Malta.

Imperdível !!!!!

Abaixo, uma foto da beleza brejeira de Dayane Rocha:

R. Êita peste!

Pelo que tô vendo, hoje o bambu vai gemer e a jeripoca vai piar.

Estaremos todos lá gozando (êpa!) no nosso encontro semanal.

Este cabaré, competentemente gerenciado pelo colunista fubânico Maurício Assuero, é aguardado com muita ânsia durante toda a semana.

Mais tarde a gente se encontra.

Até lá!!!

DEU NO TWITTER

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

SPOCK LEE – NEW CASTLE, DELAWARE – USA

Gúdi Mórni,

Ilustre Editor Mor, dessa Gazeta que tanto alvoroço causa, com notícias pra lá de apimentadas, nos furicos dos tabacudos desprovidos de pregas… com a moralidade, justiça e a verdade!!!

Salve!!!

Segue alguns recortes das últimas Manchetes nos iStêites:


“Joe Biden diz que não deve responder a perguntas, e se recusa a responder a perguntas.”

Ele fica dizendo que “eles” não vão permitir que ele faça perguntas !!! Que tipo de “presidente” faz isso ?? !! Tire ele, Kamala e Nancy agora !!

“A maior parte da grande mídia é cúmplice desta desastrosa presidência.”

– Mesmo os mais entusiastas partidários de Joe Biden na mídia “não podem mais esconder” a “pura incompetência” do presidente dos Estados Unidos, de acordo com a apresentadora do Sky News, Rita Panahi.

“Eu gostaria de ouvir todas as celebridades de Hollywood que o apoiaram.”

“Este homem é uma vergonha para a América … todas as pessoas que o elegeram devem estar muito orgulhosas dele.”

Estilo Simone Tebet (MDB) – Biden recebe ajuda para responder às perguntas dos repórteres em seu “aparelho auditivo”. Basta perceber a cadência hesitante de sua voz quando há surge algo mais embaraçoso.

“Algo está acontecendo com ele. Ele está agindo como se estivesse drogado. Não é só sua idade. Não é apenas demência ou senilidade. Não é natural estar tão fora de si!!!”

“As eleições têm consequências. Eleições roubadas têm consequências catastróficas. ” – Stephen K Bannon

A frase abaixo é uma singela homenagem prá Turma Fubânica lá do “Tururu do Janga” (que não deixa passar nada!!!) e D. Rosa Bié – Jardim Atlântico – Olinda.

“Tenho medo de Vossa Excelência, porque Vossa Excelência provoca em mim os instintos mais primitivos.” From Macunaíma Country by Roberto Jefferson

RODRIGO CONSTANTINO

DEU NO JORNAL

LEGÍTIMAS, CLARO!

O líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), lembrou ontem no plenário do Senado que são legítimas as manifestações de apoio ao governo Bolsonaro marcadas para o dia 7.

* * *

E precisa lembrar?

Num intendi…

Claro, lógico, evidente que as manifestações do próximo dia 7 são perfeitamente legítimas.

Além de legais, constitucionais.

Será que existe neste país algum descerebrado que ache que são ilegítimas???!!!!

Bom, em se tratando da oposição babaca e idiota que conhecemos, num duvido nada.