CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

LUIZ CARLOS – RIO DE JANEIRO-RJ

Berto!

Nosso editor preferido!

Peço que publique, se possível, este vídeo.

Não pude ficar indiferente a indignação dessa Patriota.

Lis Macedo é o seu nome.

Jornalista da cidade de Juiz de Fora – MG.

Jovem, verdadeira, corajosa.

Soltou o verbo contra o antro castiço rabugento político de sua cidade.

DEU NO TWITTER

PROMOÇÕES E EVENTOS

PARA OS LEITORES DE BRASÍLIA – EMPREENDIMENTOS WG

REFORMAS PREDIAIS, COMERCIAIS & INDUSTRIAIS

Estamos capacitados para atender os nossos clientes com a melhor capacitação e retorno em suas demandas para:

Pintura Mecanizada – Sistema Airless
Acabamentos Finos de alto padrão
Revestimento
Pinturas EstilizadasTexturas
Demolições
Instalações Elétricas
Impermeabilização de Precisão
Trabalhos Verticais & Alturas
Técnicas de Alpinismo Urbano e Industrial (diminuição de custo)
Pintura e Impermeabilização
Fachadas Prediais
Manutenção, Reforma, Limpeza & Vistoria Técnica
Ensaio sonoro: verificação de desplacamento.

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E ENTRE NA NOSSA PÁGINA:

DEU NO TWITTER

COLUNA DO BERNARDO

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

SAMUEL MOTTA RODRIGUES – ARARAQUARA-SP

Editor Berto,

Aqui vai uma ideia para a nossa gazeta.

Vamos fazer um concurso para escolher qual deles chora melhor.

Promova uma votação com os leitores e faça uma grande pesquisa.

Espero que goste da minha sugestão.

Sucesso para o JBF!

R. Pronto, meu caro leitor.

A ideia está lançada. Agora é só o pessoal se manifestar.

Todavia, eu gostaria de fazer uma ressalva:

Levem em conta que o sofrimento do gunvernador DemagoDoria foi muito grande.

O bichinho sofreu demais…

Ele levou um arrocho tão forte e tão apertado que chega ficou com o rego da bunda arroxeado.

Levem isso em conta antes de votar.

DEU NO TWITTER

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

JOSÉ DOMINGOS BRITO – SÃO PAULO-SP

Caro Berto

Fiz um comentário no texto do nosso amigo Carlos Eduardo dos Santos sobre o assunto em pauta e recebi meia dúzia de e-mails de amigos e parentes de Garanhuns pedindo mais detalhes sobre o tal Monumento do Ipiranga lá existente desde 1922, conhecido como “pirulido”, pois poucas pessoas sabem que aquele obelisco refere-se ao centenário da Independência do Brasil.

Pois bem, redigi um “texticulo” com fotos e depoimentos dos turistas e pergunto-lhe ou peço-lhe para ser publicado no JBF como correspondência ou do jeito que você achar melhor.

Assim, envio o texto anexo e fico-lhe agradecido de antemão pelo que puder ser feito.

Abraços

* * *

Comemoração do Bicentenário da Independência do Brasil em Garanhuns, Pernambuco

O “Monumento à Independência do Brasil” ou “Altar da Pátria” ou simplesmente “Monumento do Ipiranga” foi inaugurado, ainda incompleto, em 1922, frente ao edifício-monumento, o Museu do Ipiranga. A inauguração teve que ser feita às pressas, na comemoração do centenário da Independência, e só foi concluído em 1926.

Outro modesto “Monumento do Ipiranga” foi erguido no mesmo ano em Garanhuns, PE. Naquele ano de 1922 foi inaugurada a Igreja de São Sebastião, criando o bairro da Boa Vista próximo ao centro da cidade, e o prefeito José de Almeida Filho teve a ideia de aproveitar a data para erguer ali, no platô de uma das sete colinas da cidade, pouco acima da Igreja, o “Monumento do Ipiranga”.

O engenheiro-arquiteto da Prefeitura -Ruben van der Linden- vale dizer, um dos pioneiros do “urbanismo” no Brasil, captou a mensagem e levantou o obelisco em cima de um pedestal de concreto. Durante muito tempo o local ficou marcado como o centro de um rodeado de casas simples com um obelisco no meio, conhecido na cidade como “pirulito”. Na época em que o conheci, anos 1958-1964, era meio abandonado e creio que ninguém sabia o que representava o tal obelisco.

Ao revê-lo 60 anos depois vejo que melhorou um bocado: está cercado, tem placa com o nome; canteiros de flores mal cuidadas e razoavelmente limpo. Porém continua pouco divulgado no guia turístico da cidade e quando é visitado pelos turistas, é muito mal avaliado, conforme depoimentos colhidos na Internet:

(1) “É uma das colinas de Garanhuns, porém não vale a visita. Não há nada o que ver. Apenas um obelisco, porém falta manutenção e atrativos”.

(2) “O local favorece uma grande vista da cidade, a falta de conservação e a má iluminação deixa o local inseguro”.

Continue lendo

DEU NO TWITTER

PROMOÇÕES E EVENTOS