DEU NO TWITTER

O TIRO FOI DE DENTRO PRA FORA

ARISTEU BEZERRA - CULTURA POPULAR

FRASES BEM-HUMORADAS SOBRE O CASAMENTO

“Os homens se casam, imaginando que a mulher nunca vai mudar. Já as mulheres, se casam na esperança de mudar o marido. Invariavelmente, os dois se decepcionam.”

“Quando um homem segura a mão de uma mulher antes do casamento, é amor, depois do casamento, é autodefesa.”

“Para ter um casamento feliz é simples: Basta que os dois desejem ter um casamento feliz. O casamento só acaba quando um deles deixa de querer isso.”

“Muitos abandonam o casamento alegando que o amor acabou. Quando acaba a gasolina do seu carro, você abandona ou abastece novamente?”

“Preciso de um advogado, tem um pra me indicar? Eu não, mas minha ex-mulher conhece um ótimo!”

“Se a pessoa mal chegou na sua vida e já está controlando até as suas curtidas, imagine então se você casar com ela.”

“Angelina Jolie entenda que por mais que você agora esteja solteira, eu continuo casado, por gentileza não me procure, pois minha mulher é ciumenta. Obrigado!”

“No casamento você tem que mostrar quem é o chefe. Por isso olhe bem no fundo dos olhos dela e diga: Você é o chefe!”

“Tirou o fone de ouvido para conversar comigo, eu já vou preparar tudo para o casamento, porque essa é a pessoa da minha vida.”

“O mais legal de ver álbuns de casamentos no Facebook é que tem sempre aquela madrinha que usa um vestido cor azul Carrefour.”

“Rico quando faz aniversário de casamento comemora fazendo outro casamento, pobre comemora indo na lanchonete comer burgão.”

“Casamento é, basicamente, ter alguém pra te ajudar a resolver problemas que você não teria se fosse solteiro.”

“Quando eu era criança minha mãe me mandava desligar a televisão e ir dormir. Agora já sou adulto… e minha esposa é quem manda!”

“Eu e minha noiva nunca brigamos com esse negócio de data de casamento. Já está decidido. Ela escolhe o dia e o mês… e eu escolho o ano!”

“Não adianta perder tempo arrumando uma desculpa por chegar tarde. Se sua mulher estiver acordada não vai querer escutar, se estiver dormindo, você não precisará de desculpa.”

“Minha mulher deve estar planejando uma viagem surpresa. Ela deixou um bilhete na cama dizendo que eu tenho atá amanhã para fazer minhas malas.”

“Hoje de noite um amigo de antigamente me perguntou se ele podia dormi no sofá da minha casa. Tive de explicar que agora sou casado, portanto lá é onde eu durmo.”

“Falei pro meu chefe que quero no trabalho a mesma autonomia que tenho em casa. Amanhã minha mulher começa como nossa gerente.”

“Disse o padre: Quem tiver alguma coisa contra este casamento, que fale agora ou se cale para sempre! Você não meu filho… você é o noivo.”

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

CARLOS AIRES - PROSEANDO NA SOMBRA DO JUAZEIRO

UM APELO AO TEMPO

Tempo ingrato, mordaz e inclemente,
Tu, com tua atitude inconsequente,
Corroestes tão progressivamente
O luzir dos meus dias joviais!
Sem dar chance pra uma escapatória
Desmanchastes a minha farta história
Meus momentos de êxito, de vitória,
Tu levaste, e não trará jamais.

Minha face contém profundas rugas
As carquilhas, as pregas e verrugas,
Não me dão uma chance para fugas,
Minha cara já está desfigurada,
O espelho é sincero! Não me ilude,
Já me disse que agiste em plenitude,
Enviando-me para a decrepitude
De uma forma brutal, despudorada.

Deste cabo da minha mocidade
Sem ternura, sem maviosidade,
E o transporte sem freio da idade
Pela estrada da vida me conduz,
Vou seguindo em paz, resignando,
No caminho por Deus determinado,
Redimido, contido e sufocado,
Com o peso excessivo dessa cruz.

Mas em meio a tanto desalento,
Não reclamo, lastimo nem lamento,
Ao tempo, eu apelo no momento,
Pra que tenha comigo a sensatez,
De um viver que contenha qualidade
Dando a aura, a possibilidade,
Pra ceder-me a oportunidade
De chegar ao final com lucidez.

DEU NO JORNAL

AJUDA NÓIS, PETROBRAS!

A média anual de patrocínios da Petrobras na era Dilma chegou a R$ 248 milhões.

Com Michel Temer, caiu para R$ 152 milhões.

E R$ 49 milhões no primeiro ano de Bolsonaro.

* * *

Alô, alô, Petrobras!!!

Vê se descola uma verbinha aqui pra essa gazeta escrota.

Garanto que vai ter propaganda da nossa estatal o dia todo e todos os dias.

Qualquer merrequinha será bem vinda.

MARCELO BERTOLUCI - DANDO PITACOS

ALEXANDRE GARCIA

DEU NO TWITTER

ALTAMIR PINHEIRO - SEGUNDA SEM LEI

QUEM É O MELHOR JAMES BOND (AGENTE 007) DE TODOS OS TEMPOS?

O agente secreto mais famoso do cinema está completando 60 anos desde sua primeira aparição nas telas. Sedutor, mulherengo, elegante e rico, JAMES BOND imprimiu uma marca singular na história da cultura mundial com a franquia “007”. O personagem já foi interpretado por seis atores. Na ordem: SEAN CONNERY, George Lazenby, ROGER MOORE, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e Daniel Craig. A série de filmes é a mais lucrativa da história: todos juntos já arrecadaram mais de 12 bilhões de dólares. “007 – Contra a Chantagem Atômica” foi o que mais arrecadou bilheteria, tendo ultrapassado a marca de US$ 1 bilhão. Ao todo, foram lançados 22 filmes oficiais sobre Bond ao longo de quase 60 anos. James Bond é um só. Por isso, há muita discussão sobre quem foi o melhor ator que interpretou o agente secreto mais famoso das telonas. Dos seis que tiveram o privilégio de estar na pele do antológico personagem, dois se destacaram: Sean Connery e Roger Moore.

Quem melhor interpretou o agente inglês James Bond, sem sombra de dúvida foi o escocês Sean Connery que está prestes a completar 90 anos. O pesquisador Nahud filho descreve o ator escocês como o mais espetacular 007 que o cinema já viu. Sexy, valente, atrevido, destemido e elegante espião a serviço de sua majestade britânica, tornou-se um dos nomes fundamentais da cultura pop dos anos 1960. Frio na hora de matar e galanteador com as mulheres, o ícone nunca foi uma unanimidade, acusado de violento e machista, mas se beneficiou de um fã célebre – o presidente dos EUA, John Kennedy, notório mulherengo, que declarou não haver filme melhor para dissipar ou clarear as pressões do cargo do que assistir filmes de espionagem com 007. Afinal, quem não recorda a frase emblemática: “Meu nome é Bond. James Bond”?

Em uma de tantas entrevistas que já deu, Sean Connery afirmou que odiava o personagem James Bond. “Fiquei terrivelmente deprimido por anos, pensando em como Bond havia tomado minha vida. Digo, não é que eu não gostasse do dinheiro que ganhei ou de toda a atenção que eu estava recebendo, eu só me sentia frustrado por ser identificado constantemente com esse personagem – o que, se você é um ator sério, é tipo a morte. Eu me senti preso e passei muito tempo amargurado. Mas com o passar do tempo fiz as pazes com Bond. Ele é tipo um velho camarada que se parecia comigo. Por fim, nesta mesma entrevista perguntaram-lhe: como você classificaria James Bond?!?!?! Como um sexy filho da puta!!! (Ri e levanta-se para apertar a mão do entrevistador)”.

Outro ótimo James Bond foi o ator inglês ROGER MOORE, que morreu a pouco mais de dois anos aos 90 anos de idade. Depois de Sean Connery, foi o melhor e mais fiel personagem que interpretou o lendário James Bond. Roger Moore foi o mais popular 007 entre outras razões porque contava com mais recursos visuais em seus filmes. Mesmo tendo participado de mais de 80 produções nos cinemas e na televisão, o nome de Roger Moore está muito ligado a um personagem específico que é James Bond. O ator interpretou o espião mais famoso da sétima arte em sete longa. Assumiu o papel de 007 em 1973, atuando em Com 007 Viva e Deixe Morrer. Sua última participação na franquia aconteceu em 85, com 007 Na Mira dos Assassinos. O ator possui uma estrela na Calçada da Fama em Hollywood e recebeu o título de Cavaleiro da Coroa Britânica em 2003.

O cinéfilo Paulo Telles tem uma ponderada opinião quando diz que é verdade que Sean Connery é considerado o PRIMUS INTER PARES entre todos os intérpretes, contudo, Connery dava ao seu James Bond um ar de implacabilidade e virilidade para o papel. Não que Moore não fosse implacável como 007, e muito menos não fosse viril. Mas Moore dava mais sofisticação ao papel, e, além disso, o charme que encantou todas as mulheres se tornou uma marca imprescindível na atuação do ator para com o personagem. Se por sua vez Connery era irônico em certas situações, Roger assumia uma postura debochada, se tornando muitas vezes, um simpático fanfarrão.

Curiosamente, Roger Moore foi o ator mais velho a personificar 007 (era quase dois anos mais velho que Sean Connery), e o que mais tempo durou interpretando o papel do agente secreto britânico, ao longo de doze anos e sete filmes, entre 1973 a 1985. 007 NA MIRA DOS ASSASSINOS (1985), último filme de Roger Moore no papel de James Bond. Roger Moore confere humor, elegância e charme letal à sua última interpretação como o personagem. Com pouca agilidade (afinal, Moore já contava com 58 anos de idade e já se iniciava a próxima “caçada” para o novo Bond, ocupado dois anos depois por Timothy Dalton), mas sem perder qualquer brilho.

Entre tantas curiosidades do Agente 007, o seu criador, IAN FLEMING, tirou o nome do personagem criado por ele de um livro que estava lendo em suas férias na Jamaica, em que o autor da obra também se chamava James Bond; “Bond, James Bond” é uma das frases mais conhecidas da história do cinema. Ela foi dita pela primeira vez aos 5min38s de “007 – Contra o Satânico Dr. No” (1962), o primeiro filme da série; O biquíni branco usado pela atriz Ursula Andress em “007 – CONTRA O SATÂNICO Dr. NO” foi leiloado em 2001 por 60 mil dólares; no campo musical Já gravaram canções de “007” grandes nomes da música mundial, como Paul McCartney, Tina Turner e Madonna.

Ainda sobre as curiosidades do personagem, o último James Bond, Daniel Craig, foi bastante criticado por ser loiro e baixo para o papel. Entretanto, o sucesso de “007 – Cassino Royale” fez com que ele fosse mais aceito pela crítica e fãs; O ator Pierce Brosnan, o penúltimo James Bond, era o favorito do produtor Albert Broccoli para interpretar o personagem desde 1985, quando Roger Moore aposentou-se aos 58 anos de idade. Entretanto, um contrato de televisão vigente com a NBC impediu o ator de aceitar o convite e quem substituiu Roger Moore foi Timothy Dalton; Os filmes ’007′ foram por diversas vezes acusados de serem machistas, por conta da quantidade de mulheres seminuas que transaram com Bond.

O criador dor personagem IAN FLEMING utilizou como matéria-prima para seus romances muitas das experiências que teve na Inteligência Naval durante a Segunda Guerra Mundial. Ele escreveu um total de 14 livros de Bond, dois deles coleções de histórias curtas. O último foi “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro” e foi lançado em 1965. Há vários flagrantes na série onde se vê o agente demonstrando ser leitor da revista Playboy em dois filmes: “007 a Serviço Secreto de Sua Majestade” (1969) e “007 – Os Diamantes São Eternos” (1971). O único Oscar de James Bond foi conquistado por “007 – CONTRA GOLDFINGER” (1964), na categoria Efeitos Especiais.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

MÁRCIA GALVÃO – FORTALEZA-CE

Berto,

Veja esta foto com três lindos irmãozinhos: Ivo, Cid e Ciro.

Faço um desafio para os leitores do JBF.

Desses três que estão na foto, quem é o Cid?

O leitor que acertar vai ganhar uma retroescavadeira.

Bom dia e bom carnaval!!

R. Que coisinhas lindas!

Fofinhos demais.

Três idiotinhas com brilhante futuro pela frente.

Um futuro zisqerdóide ababacado, como ababacado é tudo que vem dos canhotos.

Três tabacudinhos fadados a brilharem na política desta nossa republiqueta banânica, eleitos com os votos dos descerebrados do estado onde nasceram.

Um fenômeno que acontece em todos os outros estados desta nossa federação surreal.

Vou fechar a postagem com um vídeo em homenagem à mamãe que aparece na foto.

Um vídeo produzido pela talentosa turma do Hipócritas.

Veja que lindo: