CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Boa tarde, caro amigo e ilustre editor (não panfletário)

Estou passando a suas mãos, o pronunciamento que amigo de longas datas, que remontam praticamente de nossa infância ou pré-adolescência, titulado em Farmácia há mais de 50 anos e professor, hoje aposentado ou jubilado da Universidade Federal da Paraíba, mas não afastado das lides profissionais.

A quem passei, como sempre o faço com os artigos dos mais importantes e esclarecedores que se publicam no Jornal da Besta Fubana, fez em complemento ao artigo “Sabotagem da mídia – suja – da hidrocloroxina”, da médica Cristiana Altino de Almeida e publicado no JBF.

Ele me diz o que se segue:

Realizar uma pesquisa sobre hidroxicloroquina e ivermectina com bases científicas levaria muito tempo e resultaria em muitas mortes de paciente. A classe médica entende que estamos em uma guerra onde não se vê o inimigo. sabe-se que é uma guerra devido ao grande número de mortos e infectados. Urge, portanto, se tomar medidas capazes de curar e minimizar o número de infectados através de medicamentos que, através da observação prática tenha levado a se conseguir bons resultados. É o que ocorre com os dois medicamentos citados anteriormente. Mais a ivermectina, porque tem-se o fenômeno inusitado que ocorre na Etiópia. Um país pobre, despreparado com uma população paupérrima, sem uma preparação educacional, nem sanitária, suficiente, mas que é o país que apresenta o menor índice de mortalidade de pessoa s contam inadas pelo corona. Isto porque vem sendo administrado em todo país a ivermectina para combater a filariose, verminose, oncocercose (doença do rio), etc. desde 1997. Já foram administradas por lá mais de 69 milhões de dosagens na população, até hoje. Por isto, os especialistas concluíram que a única explicação para o corona não ter se difundido pelo país foi a administração da ivermectina. O resto, meu amigo, são barreiras impostas pelos adversários políticos do Presidente no intuito de baldear a caminhada pra um futuro melhor para todos nós. Aliás, um jornalista da folha de São Paulo, Helio Schwartsman, desejou a morte de Bolsonaro, para que sirva de exemplo. Pode? Um abraço

Como não estou autorizado pelo remetente, não acrescento sua assinatura. Mas “in pectore“, para você, informo que o comentarista é o professor Wilmar Nunes de Brito, graduado em Farmácia, pela própria UFPb, de cuja escola de Farmácia – à época e hoje integrada ao Centro de Ciências Médicas da referida Universidade, da qual foi professor por mais de 30 anos.

É prazeroso vermos pronunciamento dessas natureza, notadamente quando contrapomos o pensamento dessa médica inconsequente e indigna do juramento que fez, com apologia ao mal.

Mas, infelizmente, também como professor aposentado, com mais de 35 anos de batente, na mesma UFPb, tenho a lamentar tal procedimento, que considero decorrente da política de desqualificação do ensino e formação do pessoal de nível superior, submetido intensa propaganda proselitista, que nos conduz a isto.

Em tempo: Permita-me um adendo.

O Altamir Pinheiro é muito bom falando de cinema, mas incursionando por outros assuntos é uma lástima. Devia se mancar!!!

Abraço cerimonioso, 

10 pensou em “ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

  1. Prezado Arael Costa,

    Dos dois PP eu não sei qual deles você se referiu. Se foi do primeiro, Política, quero dizer que você está redondamente enganado, haja vista que, quando escrevo sobre política eu não sou ótimo, sou bótimo!!! Quanto ao outro P, Putaria, bote na sua cachola de uma vez por toda que há pessoas ao ler determinado texto que é desfavorável ao seu queridinho político, se não dá para ele contestar o ARGUMENTO, tenta desmoralizar o ARGUMENTADOR, entendeu?!?!?! Outra: Não se deve tratar com cordialidade aquele que nos trata com ignorância, arrogância, com vagabundagem virtual ou mugindo nas redes sociais. Por isso afirmo categoricamente: certas qualidades de energúmeno comigo a comida que lhe dou é mastigar brita; o ponche é piche e a sobremesa é prego caibar ou ripar…

    P.S.: – Jamais, o Altamir Pinheiro tomou a INICIATIVA de agredir colunistas ou comentaristas do JBF, jamais!!! Desafio o administrador do JBF, “cascaviar” nos arquivos do blog para ver se encontra uma INICIATIVA de agressão desse respeitador escriba que ora escreve essas verdadeiras linhas. duvido encontrar ou provar-me que fui indelicado com alguém!!! PAGO PRA VER!!! Agora, se me agridem o troco é dado na hora, feito caldo de cana, sem contemplação alguma, pois, comigo é um trem por dentro d’outro. Ou seja: quem for podre que se quebre e quem perdeu que chore… Tenho dito!!!

    • Altamir, eles não gostam que você mostre e demonstre que o rei está nu. Olhar lá fora e ver que uma rosa é uma rosa é uma rosa é muito chato; eles tem que acrescentar algum adjetivo besta.

      • Não bastasse esse imbecil de Garanhuns cagando abundantemente pela boca, agora apareceu mais um da laia dele para conversar merda também.

        Vai ter que desinfetar o JBF desses vermes.

        Só é bom para nosotros podermos ver a que níveis de imbecilidade um pretenso humano pode chegar.

        Preparem-se agora para a diarreia verbal!!!!!

  2. Coitado do Adônis, além de ser um corno conformado (ele mesmo nos confidenciou!!!), pois não é que descobri que ele adora levar jato de esperma no fucinho… Tadinho!!!

    P.S.: – Já pensou se esse híbrido de égua fosse um CORNO REVOLTADO, hein?!?!?! Conforme ele mesmo declarou que é um corno conformado e procede desta maneira, imaginem se fosse um pontudo REVOLTADO, aí seria intragável!!!

    • Altamir,

      Quem adora viver com a boca cheia de esperma é você. Além de só falar de corno e de outras imbecilidades mais.

      Vai te tratar, cara! Teu caso é típico de quem foi criado no ambiente desregrado de um puteiro.

      Isso aqui não é ambiente para lixo humano como você. Dê-se o respeito e respeite as nossas leitoras, Elas não devem ser submetidas ao desprazer de ter de aturar todos os dias as montanhas de frases abjetas saídas de tua mente doentia.

  3. Ele agora mudou de tática: passou a tentar fazer média com as leitoras do JBF. Que cavalheirismo de araque, não?!?!?! É ser muito cara de pau!!! Deixe estar que elas sabem o que você fez no verão passado…

    P.S.: – Oh, tomador de porra na fuça!!! Como se escreve mimimimimimimmimimimi em inglês, hein?!?!?!

  4. De acordo com o nobre sidekick do lendário Dom Quixote, também criador do Olimpo Fubânico, tem que levar em indubitável consideração o que o correspondente atestou no final.

    Tem que ser muito doido pra ficar comprando briga com o Sol.

    Vôti!

  5. E você é tomador de porra no cu, seu filho de uma puta gonorrenta.

    Não sei onde foi que Berto estava com o juízo quando chamou um bosta desses para fazer parte de grupo tão seleto.

    Você dá nojo!!!!

    De hoje em diante, a única resposta que você receberá de mim será silêncio e desprezo. Fique se comprazendo, com sua verborragia fescenina, com a puta que lhe pariu e com os da mesma laia que você.

  6. Têm horas que fico aqui matutando com os meus botões de chifres de boi: qual é a cachaça que esse corno fuma, hein?!?!?! Ô, qual é a maconha que essa peste bebe… Outras horas fico a meditar solitariamente no meu divã: isso de marcha-à-ré deve ser tão voluptuoso, libertino e soltador de gritinhos histéricos e incitantes que precisa ser algemado nos punhos e nos pés…

    P.S.: – Ainda bem que essa peste é CORNO. Se fosse PUTA era daquelas da base do dinheiro na mão, calcinha no chão. Dinheiro não viu, calcinha subiu!!!

Deixe uma resposta