CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Berto,

A tabela abaixo mostra o efeito midiático do combate ao coronavírus, mostrando os mortos por milhão de habitantes, que é como devem ser comparados os dados.

Dos países listados só o Brasil e EUA adotaram modelos mais flexíveis de confinamento, um fracasso segundo a mídia.

Já os demais fizeram lockdown, sucesso segundo a mídia.

Basta ver a mortalidade e ver quem está mentindo.

E, não constam os dados da Suécia e Uruguai, países que não fecharam nada, nem escolas, nem comércio, nem restaurantes. Resultado: menos de 10 mortos por milhão de habitantes, um fracasso, genocídio, segundo a imprensa.

A velha sabedoria popular já nos alertava que a imprensa mente, os números jamais.

Divulga ai no JBF.

Um abraço

10 pensou em “RODRIGO BUENAVENTURA DE LEÓN – PELOTAS-RS

  1. Sem dúvida, a imprensa pública o que ela quer ou que lhe convém. Mas tem uma pequena falha no seu texto. A Suécia aparece no quadro de mortos com 297 por milhão.

  2. Uma correção os dados da Suécia estão ali na tabela, se assemelham aos dados americanos e irlandeses, mas muito abaixo de França, Bélgica Itália e Espanha. Mas qual é a vantagem da Suécia? Não fecharam nada, tudo funcionando, com cuidados, mas tudo funcionando. Escolas, restaurantes, lojas e shoppings. Não parou nada e teve indíces semelhantes ao resto da Europa, uma sinalização de ineficácia do confinamento.
    Já quanto ao Uruguai que não adotou confinamento também, é aquilomesmo 10 mortospor milhão.

  3. Berrar números sem contexto é coisa que jornalista adora.

    Em notícias antigas, de quando não se falava em Corona vírus, a OMS dizia que todo ano morrem de gripe mais de seiscentas mil pessoas.

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2018/06/20/interna_ciencia_saude,689636/gripe-mata-mais-de-650-mil-pessoas-por-ano-por-falta-de-prevencao.shtml

    Estamos chegando na metade do ano e a tal da covid matou duzentos e cinquenta mil. Ou seja, está sendo um ano igual a todos os outros.

    • Isso sem contar que os números de China, Cuba, Russia, Irán, Corea del Norte, Nicaragua, Argentina, Venezuela y México me parecem tão confiáveis como amor de quenga por freguês novo.

  4. Uma correção se faz necessária: A Ingleterra, por causa do Boris Johnsson, também é considerado fracasso. Os jornais europeus adoram defenestrar o Boris e Donald. Se a Europa soubesse algo sobre a América do Sul colocaria o Brasil do tal Jair como um fracasso TOTAL.

    • Ou seja, a imprensa funciona igual a filme de Hollywood: o mocinho, mesmo que esteja errado, está sempre certo. O bandido, mesmo que esteja certo, está sempre errado.

Deixe uma resposta