COMENTÁRIOS SELECIONADOS

Comentário sobre a postagem VIADOS, GRELOS E HONESTIDADE

Marcos André:

Ocorre que a dissonância cognitiva blinda o raciocínio dos militontos, levando-os a ignorar o que os olhos veem.

Estão convictos de que existem para a salvação e o melhor para todos.

É mole???

* * *

“Os esquerdistas são o sal da Terra, são as conquistas de esquerdas que fazem o avanço do mundo, do humanismo, da solidariedade, da igualdade.”

Colunista fubânico Goiano, em comentário no JBF

* * *

O avanço do humanismo, da solidariedade, da igualdade em Cuba e Venezuela

11 pensou em “O SAL DA TERRA

  1. O comentário do GBH resume exatamente a esquerda: “o sal da terra”…
    Aprendi desde criança que, ao jogar sal na terra, esta tornar-se-ia estéril, mais nada produzindo…
    Isso é a esquerda. A improdutividade, a inveja de quem prospera por méritos, o ódio e o rancor à quem produz. A esquerda odeia quem não se vitimiza…
    Movimentos “democráticos” esquerdistas, tais como o BLM, não deram um pio quando uma brasileira negra foi degolada por um fanático da turma da toalha na cabeça. E é melhor nem procurarmos algum esquerdista falando sobre o assunto. É certo que acharemos quem relativize tal barbárie!!
    São uns cretinos e hipócritas mal intensionados!!

  2. O socialismo foi a forma como o demônio encontrou para dominar a humanidade.

    Apresenta-se como a solução, o humanismo e na verdade escraviza as almas.

  3. Sou filho de agricultor e aprendi com meu velho pai que sal (sal grosso) a gente colocava no cocho do gado com cuidado para não cair no solo, pois ao jogar sal na terra, esta tornar-se-ia estéril, nada mais produzindo. Será que meu amado pai não entendia nada de sal?

  4. Tal qual erraram ao traduzir, do livro de Isaías, a palavra Hebraica “almah”, que significa, inequivocamente, “jovem mulher”, sem nenhuma implicação de virgindade, pois se o texto original tivesse a intenção de dizer “virgem”, poderia ter empregado o termo “bethulah”. Essa mutação ocorreu quando a tradução Grega pré-cristã do Antigo testamento, conhecida como Septuaginta, interpretou “almah” como “parthenos”, termo que na realidade designa, usualmente, uma virgem. O mesmo ocorreu com a palavra ”pó” que foi transliterada para “sal”.

  5. Ou seja: “Do pó viestes e ao pó retornarás, e no intervalo ilumine a terra (Iluminar tem um sentido diferente de Lux, por favor não confundam)!

      • Apesar de não dispor de tanto sal para perder lançando-o ao meu ancho jardim, nem sei como o poderio militar romano atendeu aos pleitos de Catão para “Delenda Carthago est” e ter sido exposta ao sal, já que outras obrigações solicitavam minha presença à outras plagas, não me permitiram acompanhar tal efeméride, então, em verdade, não pude apreciar o banho de sal. Mas acredito que resultado de sua sugestão seja o mesmo destino de Carthago.

  6. “Terra que esquerdista pisa, não nasce mais grama”
    Margareth Thatcher.

    Ou seja, não precisa nem jogar sal.
    É só pisar….

  7. Pingback: A DAMA DO “FERRO NO FURICO DELES” | JORNAL DA BESTA FUBANA

Deixe uma resposta