CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Caro editor,

Moro em São Paulo há 37 mas sou pernambucana de nascimento.

Veja que este emocionante depoimento de um conterrâneo meu.

Achei ótimo!!!!

Obrigado e que Deus lhe abençoe.

17 pensou em “LEILA ANDRADE – SÃO PAULO-SP

  1. A simplicidade de chamar o Bolsonaro pra comer uma fruta colhida por um filho da terra… Como dizer que isso não é orgânico, que é bot de robô?

  2. Leila está se esquecendo de alguma coisinha, pequeno detalhe insignificante:
    Obrigado, presidente Lula! Todos sabem que foi você que resolveu e fez a transposição do rio São Francisco, cujas obras começaram em 2007 e que atrasos, especialmente de ordem técnica, ou seja, problemas encontrados na execução, atrasaram a conclusão que estava prevista para 2012. Todos sabem que quando Jair Messias Bolsonaro assumiu o governo, mais de 94% da transposição já estava pronta. Esse pernambucano do vídeo, conterrâneo de Lula, é um ingrato, não disse uma palavra de agradecimento a quem realmente fez a transposição e em vez disso fica babando o ovo de quem praticamente só a inaugurou.
    Quem ignora as coisas pode ser chamado do quê?

    • De acordo com o duplo padrão do Boiano:

      Filho bastardo de bem: mérito do progenitor que foi comprar cigarro.
      Filho bastardo marginal: demérito do padrasto que decidiu lidar com a parada.

      PS: “atrasos de ordem técnica” no dicionário boiânico: LADROAGEM! MUITA LADROAGEM”!

    • Cirúrigica como sempre, professoral como nunca. E como sempre, o “menino” Goiano lê o que a tia escreve na lousa (quadro negro) e não aprende a lição. Dá zero pra ele, Tia!!!!!

      • Quem acompanhou sabe: a complexidade da obra trouxe surpresas técnicas que determinaram atrasos da conclusão prevista para 2012. Entretanto, chegaram ao governo de Jair Messias Bolsonaro com 96 a 97% prontas e então, em vez de atribuir a ele os méritos da transposição do rio São Francisco deve-se dizer que o responsável pela obra é intendente da comarca do Crato, no Ceará, Marcos Antônio de Macedo, primeiro a propor um projeto para trazer água do São Francisco para o seu estado, em 1847. O canal partiria de Cabrobó, em Pernambuco, para abastecer o rio Jaguaribe, um dos principais do Ceará.
        Ou então, atribuir ao imperador Dom Pedro II, que trinta anos depois tomou conhecimento do ousado plano, ou seja, até que o Nordeste enfrentasse outro período de secas, entre 1877 e 1879. Desistiu de retomá-lo, porém, porque estudos feitos pelo Barão de Capanema demonstraram não haver recursos técnicos para fazer com que as águas transpusessem a Chapada do Araripe, localizada na divisa dos estados do Ceará, Piauí e Pernambuco.
        Lula, portanto, ao decidir realizar a gigantesca e importantíssima obra, sonhada desde o século dezessete, segundo os bolsonaristas não tem os méritos, porque ele só fez o que outros pensaram e além do mais só realizou noventa e sete por cento das obras, quem merece os méritos, aplausos, beijos nos ovos e carinho do povo é Jair Messias Bolsonaro, em cujo governo se realizaram três por cento e quando as obras puderam ser inauguradas. E nós, os petistas burros, que fizeram a coisa toda, temos de ficar assistindo o festival de ignorância e de ofensas.

        • Boiano, vulgo divindade greco-fubânica da esbórnia infinita,

          esses “96%” têm aquele mesmo lastro dos “70% anti-Bolsonaro”?

          Fazer o quê, né? Afinal quem tem como representante uma ruminante que 13 menos 4 dá 7 é por que, inclusive, já desviava dois.

          Nem na aritmética petista deixa de roubar.

  3. Para o Goiano hoje 20/07 o JB não é mais Presidente do Brasil.

    Ele jurou que até 17/07 Bolsonaro caia.

    Vou perguntar os números da loteria para ele, o cara é bom

    • Nobre Janjão,

      buracos negros e burrice canhota têm algo em comum.

      Buracos negros quando se fundem, apenas têm como resultado um buraco negro maior.

      Portanto, Artemísia não sumiu: desde que esta supostamente se escafedeu, teve sua burrice transferida para o Boiano.

  4. Caro doido João Francisco, Jair Messias Bolsonaro caiu dentro do prazo previsto. As predições muitas vezes não são bem explicadas para o vidente, o que aconteceu neste caso: Bolsonaro caiu no dia 7 de julho de 2020, vítima de Covid 19. Entrou em seu lugar o general Mourão, que está exercendo a presidência da república. Ou seja, que caiu, caiu. Se vai se levantar, só o futuro dirá. Se receber novas mensagens, passarei em primeira mão para a comunidade fubanista.

  5. Doente da cabeça e vc Goiano. Com vc o necessário e transposicao de cérebro. Pra substituir este seu cérebro de pombo o de um macaco já tá bom demais. Fico com pena do macaco

  6. Gonzaga, bolsonaristas são iguais a macacos jogando sinuca, ficam se esfregando nas bolas, lambem os tacos, atrapalham o jogo e saem pelas ruas sem máscara espalhando Covid.

Deixe uma resposta