CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Começo dia estupefacto ou estupidificado com a notícia que transcrevo (nota abaixo), tirada da página do UOL, sobre mais essa aberração.

Parte da multa pelo fechamento da exposição Queermuseu em Porto Alegre, em 2017, vai custear a Parada do Orgulho LGBTI+ deste ano e das edições de 2022 e 2023 na capital gaúcha. O evento presencial foi cancelado no ano passado devido à pandemia do coronavírus, mas as entidades que o organizam já se preparam para a edição em 2021. A mostra foi cancelada pelo Santander Cultural um mês depois da abertura, devido a protestos de grupos conservadores que consideraram o conteúdo imoral, ofensivo e incentivador da zoofilia e da pedofilia. A exposição acabou ocorrendo no Rio de Janeiro quase um ano depois.

Não é possível, na minha concepção, procedimento dessa natureza, notadamente envolvendo aqueles que por dever de ofício deveriam resguardar os princípios de moralidade da sociedade que lhes dá função de destaque e ótimos salários.

Hoje, a partir das sete e meia da noite, é dia da esculhambação geral e estarei lá.

Abraços, 

Inté mais tarde…

4 pensou em “ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

  1. Sr. Arael Costa.
    Há três décadas e meia, acompanhamos e testemunhamos a derrocada desse País.
    Promovida por esses comunistas covardes, sorrateiros e satânicos.

    Infiltraram-se nas entranhas da nossa Nação, iguais cupins. Destruindo tudo, de dentro pra fora.

    Para combater câncer em metástase, não existe panaceia que cure. O mais indicado é que se extirpe. Concorda?

  2. Arael, tem algum muito errado nisso aí que está errado. Eu não queria ser professor de português para corrigir provas com o tal do TODES. Roque Nunes e Renata Duarte, que são craques nisso. E aí Roque? Se a prova do Enem vier com essas pérolas e você for corrigir?

    • Maurício… no primeiro TODES que visse já dava menos três para o aluno. Zero na prova e ainda ficava me devendo três pontos já na prova. Essa linguagem xibunga os ditos “pogreçistas” querem empurrar… é para o filho dos outros. Para os deles, se os tiverem, só serve a boa Inculta e Bela. É semelhante ao sistema público educacional de Cuba. Escola militante, doutrinadora e alienadora serve para os escravos do socialismo, mas para os filhos dos dirigentes e carrasco da ilha prisão, só serve se for na Basileia, em Eaton, ou na Benjamin Franklin. Jamais eles colocarão os filhos deles em uma escola concebida para o povão.

Deixe uma resposta