WELLINGTON VICENTE - GLOSAS AO VENTO

Ilustração do artista plástico Paulo Byron

Fiz tudo para ficar,
Não deu certo, vou embora.

Mote do poeta Daudeth Bandeira

Desprezei a boemia,
Dos amigos me afastei
E nunca mais frequentei
O campo da freguesia
Pra que minha companhia
Estivesse a toda hora
Sendo a base de escora
Da tua forma de amar.
Fiz tudo para ficar,
Não deu certo, vou embora.

O futebol do domingo
Até deixei de assistir,
Só para contigo ir
À quermesse jogar bingo.
Nunca mais bebi um pingo
De cachaça “Nova Aurora”
Pra não ver minha senhora
Dar sermão pra eu parar.
Fiz tudo para ficar,
Não deu certo, vou embora.

Hoje estou no meu limite,
Vou voltar pra mim de novo,
Pouco importa se o povo
Queira dar qualquer palpite.
Vou atender o convite
Da boemia de outrora,
Só o violão agora
Pode me acompanhar.
Fiz tudo para ficar,
Não deu certo, vou embora.

Deixe uma resposta