CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Margaridárida lança videoclipe produzido durante o isolamento em prevenção ao coronavírus.

Compartilhe e siga nosso canal 🙂

letra: vitor miranda e touché
música: touché

voz: touché
violão, guitarra e produção musical: giovani nori
baixo: bê muller
bateria sampler: rodrigo marques

meu guru

já desliguei o aquecedor da piscina
já fiz o dólar subir mais do que libra esterlina
já demiti o ministro que não receitou cloroquina
já contratei um novo que parece que veio da ruína

agora me diga você, meu guru
o que devo fazer?

agora me digam vocês, meus guris
o que devo fazer?

já até rejeitei abraçar árvore em Londrina
já abracei meu caçula que beijou todas menina
já acabei com a cultura contratando a Regina
já passei na farmácia tirei selfs e comprei aspirina

agora me diga você, meu guru
o que devo fazer?

agora me digam vocês, meus guris
o que devo fazer?

10 pensou em “VITOR MIRANDA – SÃO PAULO-SP

  1. Essa música parece ter sido feita pelo Goiano.

    Chata e sem sentido.

    “já fiz o dólar subir mais que libra esterlina”

    Tem que refletir muito para escrever uma pérola dessas.

    • Tem muito merda por aí com saudade do fedor da cloaca lulalá. Deve ter votado no Haddad e fica todo úmido ao lembrar da deusa-mandioca de Dilma. JBF fica nos devendo esta. Lamentável.

      • …já acabei com a cultura contratando a Regina.

        Regina Blois Duarte, que conheci quando ela era apenas Ritinha, em Irmãos Coragem (meu irmão era figurante do bando do João Coragem). Que mulher doce, encantadora, maravilhosa. Pena que em nenhum momento fomos apresentados…

        Recorro a Augusto Nunes para falar sobre Regina Duarte:

        Disse Augusto: Conheci pessoalmente Regina Duarte às vésperas da estreia da minissérie Chiquinha Gonzaga. Diretor de redação da revista Época, marquei um encontro no Rio com a estrela da Globo para preparar a reportagem de capa. A conversa vespertina em seu apartamento durou duas horas. Quando terminou, bateu-me a sensação de que, pela primeira vez em muitos anos, havia entrevistado alguém que dissera a verdade o tempo todo. Naquele momento, à admiração que sempre tive pela grande atriz somou-se o encantamento pela bela mulher que alcançara a graça a tão poucos concedida: a integridade absoluta.

  2. Já acabei com a cultura contratando a Regina . Parece algo hipócrita. Li a letra , se não for sarcasmo , não me chamem de preconceituoso , pois ela está cheia do mesmo. Repito , se não for sarcasmo é realmente um prato cheio para quem tem as mesmas idéias do Goiano. O vídeo então é um primor tipo “vênus enferrujada” .

      • Se não está feliz, já sabe né? Muda para os EEUU…

        “Estou muito decepcionado com a China”, disse Donald Trump durante uma entrevista à Fox Business Network.

        O presidente norte-americano (amado pela esquerda mundial, que possui verdadeira fixação pelo DONALD), foi perguntado sobre qual seria o relacionamento com os chineses daqui em diante, e então respondeu que os EUA economizariam dinheiro rompendo as relações. “Há muitas coisas que poderíamos fazer. Poderíamos interromper todo o relacionamento. Economizaria US$ 500 bilhões”.

  3. Óia, vou dizer pouca coisa e só vou dizer porque mencionaram meu nome algumas vezes: Uma letra banal pode adquirir força, beleza e consistência se a melodia ajudar. Também pode ocorrer que uma melodia pobre ganhe força com uma boa letra. No caso da musiquinha que ouvimos, a letra e a música são simples, mas o resultado dá para o gasto, em razão do fim a que se destina, que é uma crítica de natureza política; e aí mora o principal problema para o resultado ótimo, que é justamente o fato de tratar diretamente do assunto político, o que já cuida de diminuir o encanto. Mas, nem sempre a perda acontece, como era o caso do bardo Juca Chaves com Brasil já vai a guerra, comprou porta-aviões, ou bossa-nova mesmo é ser presidente esta terra descoberta por Cabral (o Pedro Álvares, não o outro rsrsrs).
    Enfim, a musiquinha aí, Meu Guru, não merece pedradas, cumpre o seu papel crítico sem aspirar a ser uma obra de Chico Buarque ou Mercede Soza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *