CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Nessa minha quarentena
Não acho caminho aberto
Me dano nesse canal
Que conheço bem de perto
Ficando no meu conforto
Lendo esse jornal escroto
Ditado por Papa Berto

R. Êita peste!

Quarentena com o Jornal da Besta.

Uma receita arretada, meu caro leitor. Esta gazeta escrota é um antivírus muito eficaz.

Campina Grande, terra de magia, terra de gente boa.

Terra de nascença de dois amigos muito queridos, os geniais poetas Orlando Tejo e Jessier Quirino.

Gratíssimo pela força e pela audiência, meu caro.

E transmita um grande abraço pra todos os fubânicos daí dessa cidade encantada de Campina Grande.

E, pra fechar a postagem e dando uma de inxirido, duas fotos aqui do meu arquivo.

Este Editor no carnaval de 2012, devidamente paramentado como Papa da Igreja Sertaneja, tendo a sua “água benta” na mesa.

Ao lado, o glorioso estandarte do Bloco da Besta Fubana, que desfilou impávido no Bairro do Recife Antigo no Carnaval daquele ano.

2 pensou em “VALDEIR MORAIS – CAMPINA GRANDE PB

Deixe uma resposta