DALINHA CATUNDA - EU ACHO É POUCO!

Mote desta colunista:

Mas da saúde mental
Não podemos descuidar.

Sei que o tempo é de aspereza
De dor e de solidão
Não vou ficar de plantão
Alimentando tristeza
A vida é nossa riqueza
Por ela vamos zelar
Devemos nos resguardar
Sei que o descuido é fatal:
Mas da saúde mental
Não podemos descuidar.

6 pensou em “UMA GLOSA

  1. mas tá tão duro cuidar
    do abalado juízo
    inda que seja preciso
    tá difícil pra danar
    outro assunto não há
    que não seja esse ‘danado’
    a vida ruim um bocado
    sei que o descuido é fatal
    mas a saúde mental
    não posso deixar de lado
    xb

    • Tá difícil, mesmo, Xico, eu estou dando uma de abestada, pra não perder o resto de juízo, que mamãe já me dizia que não era muito. Xêro.

Deixe uma resposta