MARCELO BERTOLUCI - DANDO PITACOS

A Suécia é tida por muitos como um exemplo de país desenvolvido, justo, democrático e ecologicamente correto. Bem, a Suécia já foi pobre, e é comum que países pobres sejam exportadores de matéria-prima. Há cento e poucos anos atrás, metade das exportações da Suécia era madeira. Hoje a Suécia é um país industrializado, mas a madeira ainda é uma parte importante da economia. Isso significa que eles estão devastando suas florestas? Não, pelo contrário: a área coberta por floresta vem aumentando faz décadas.

Existe alguma diferença fundamental entre as florestas da Amazônia e as da Suécia? Há uma muito importante: 97% da área florestal da Suécia é propriedade privada. Apenas 3% é do estado, basicamente parques nacionais. Em outras palavras, a floresta tem dono, e quem é dono cuida. Do lado de cá, apenas 35% da Amazônia é área particular, e só metade disso está com a “papelada” em ordem; a outra metade está enrolada com posseiros, grileiros, brigas judiciais, essas coisas todas. Ou seja, 65% da Amazônia é terra devoluta, pertence ao estado ou é reserva indígena. Na prática, não tem dono. E se não tem dono, ninguém cuida.

Deixe uma resposta