A PALAVRA DO EDITOR

Hoje, dia 25 de novembro, a Academia Brasileira de Letras vai eleger seu mais novo membro.

Depois de Gilberto Gil e de Fernanda Montenegro, agora os acadêmicos terão a oportunidade de eleger um verdadeiro homem de letras.

Estou falando do colunista fubânico José Paulo Cavalcanti Filho, grande jurista brasileiro e intelectual de altíssimo nível.

Quem quiser saber mais sobre a sua obra, reveja uma postagem feita no último dia 13 deste mês de novembro, na seção de cartas aqui do JBF.

Basta clicar aqui.

Falei ontem com José Paulo e avisei pra ele que já estou providenciando um terno, pra ir todo bonitinho e arrumado, de paletó e gravata, à sua posse no Rio de Janeiro.

Sucesso, meu querido amigo!!! 

Casos têm semelhança absoluta”, observa José Paulo Cavalcanti - Blog da  Folha - Folha PE

José Paulo Cavalcanti, colunista fubânico e candidato a ABL

10 pensou em “UM FUBÂNICO NA ABL

  1. o colunista fubânico J. P. Cavalcante é um excelente cronista, com um humor fino e inteligente.

    Não li sua obra, porém, avalizado que foi pelo grande Berto, já o acho merecedor da vaga de acadêmico da ABL.

    Não creio que tenha problemas quanto ao perfil de escritor necessário atualmente para pertencer ao panteão dos Imortais da ABL. A questão política é muito importante também, já que fazem parte da turma, Sarney, FHC e Merval; cuja habilidade política deve ser muito maior que sua obra literária.

  2. Se o critério da ABL tiver alguma seriedade ele será eleito. Bagagem cultural ele tem de sobra.
    Muito embora o histórico eletivo da ABL tenha deixado a comunidade cultural acadêmica, de queixo caído.

  3. Aí tá certo!
    Li apenas uns poucos livros de José Paulo, além das suas crônicas postadas aqui no JBF. Mas, como ensina a sabedoria popular, pelo dedo se reconhece um gigante.
    E é isso que José Paulo é: um gigante intelectual, que consegue abordar assuntos altamente complexos em textos de agradável leitura.
    Como os grandes craques do futebol, faz parecer fácil o que para a maioria das pessoas é impossível.

  4. Aqui da longínqua província torço e rezo pela justa e merecida imortalidade de Dr Zé Paulo. Será o reconhecimento do seu talento e da qualidade de sua obra literária. Tomaremos chá em comemoração.

  5. Que a ABL seja arguta e eleja um intelectual de mesmo para seus quadros imortais. Estarei torcendo pela vitória do Zé Paulinho, um fernandopessoano ouro de lei!!! Que o Governo de Pernambuco lhe conceda o fardão da posse e a Prefeitura do Recife promova uma baita festança pós pandemia, com o lançamento do Box JPCF!!

  6. A Academia Brasileira de Letras, há muito carente de representante de escritores e intelectuais nos moldes da Academia Francesa, agora elegeu um representante que faz jus à Língua Portuguesa.

    Parabéns Dr. José Paulo Cavalcanti Filho. A Academia Brasileira de Letras se sente honrada; e nós também.

  7. Vixe, Maria!

    Fico todo ancho com a indicação e certo da aprovação.

    Lembro do dia em que estávamos na aula de Literatura Portuguesa, da saudosa poetisa e professora Lucila Nogueira, no CAC, da UFPE, quando tivemos a honra de receber um convidado muito especial para todos nós, o Dr. José Paulo Cavalcanti Filho, para falar do seu livro sobre Fernando Pessoa, mas foi muito mais que isso. Além das histórias enriquecedoras, vimos o próprio Pessoa desfilando em seus versos que revelavam uma quantidade de heterônimos que desconhecíamos até então.

    Naquele dia tivemos uma aula inesquecível.

    Vez por outra, encontramos Pessoa e alguns dos seus heterônimos que ficaram impregnados nos corredores do Centro de Artes e Comunicação e continuam nas nossas mentes.

    Ao final da aula, a radiante professora estava com os olhos “atlanticamente” marejados. Foi uma grande viagem. Alguns alunos, também emocionados, acompanharam-na, inclusive eu.

    Repito o que naquele dia, a turma inteira, com um grande e efusivo aplauso, repetia e ainda hoje ressoa:

    ― Gratidão, Dr José Paulo.

    Sucesso na nova empreitada!

    Grande abraço!

Deixe uma resposta