DEU NO JORNAL

Estudante do Colégio Militar do Recife é aprovado na Universidade de Harvard

O brasileiro João Victor Arruda, 17 anos, participou da seleção mais concorrida da história da Universidade de Harvard.

Foram dez mil inscritos para disputar as 747 vagas.

A grande concorrência não o impediu de conquistar seu lugar na instituição norte-americana, onde irá cursar Ciências Políticas.

E ele ainda terá bolsa de estudo de 100% pelo programa Education USA.

* * *

Parabéns, meu jovem conterrâneo. 

Você botou pra torar!

A arrochada e suada didática conhecida por “Colégio Militar” é assim mesmo: deixa o estudante no ponto pra entrar até na lendária Universidade de Harvard, uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior do mundo.

Bem diferente daquela didática idiota chamada de “Paulo Freire”, que só forma descerebrados e militontos, que não conseguem ser aprovados nem no exame da carta de ABC da escolinha de Dona Marili, em Palmares.

Sucesso, seu pernambucano arretado da gôta serena!!!

Vá lá pros Zisteites, mostre raça e brilhe muito.

7 pensou em “UM CONTERRÂNEO QUE ORGULHA PERNAMBUCO

  1. Tá vendo! Para aqueles que acham que Pernambuco só produz Paulo Freire e Noblat; temos este menino que orgulha o Estado, o NE e o Brasil. Não é à toa que a esquerda odeia os colégios militares.

    Avante PE.

    E parabéns ao João Victor e sua família.

  2. Toda vez que vejo ou leio o nome de uma pessoa com a grafia de MARILI, fico com a impressão que os pais estão fazendo uma homenagem a atriz norte-americana MARILYN, a fantástica Marilyn Monroe.

    P.S.: – O erro de grafia deve ser falha do cara do cartório local…

  3. Esse menino é fora de série.
    Espetáculo de pessoa, aluno brilhante e excelente filho.
    Os pais são parte essencial na formação dele.

Deixe uma resposta