ROQUE NUNES – AI, QUE PREGUIÇA!

Há algum tempo eu venho me provocando a escrever um texto em que busco fazer uma análise política a partir de um viés teológico e que envolve visões particulares, ou seja, minhas visões, sobre a esquerda contemporânea no mundo e o cumprimento das profecias bíblicas. Nada dessa conversa boba de “a chegada do apocalipse”. Apocalipse significa revelação, ou seja, são revelações divinas do que iria ocorrer no fim dos tempos e quem seria o grande protagonista desse final de tempos.

Dessa forma, eu convido o meu leitor a ter paciência com este “velho” escriba. Caso queira se aventurar e refletir comigo, seja bem vindo. Caso não queira, eu te entendo e compreenderei se deixar esta coluna de lado e ir fazer coisas mais importantes. Entretanto, minha análise é feita sobre como o esquerdismo vem se desenvolvendo e ressurgindo no mundo, e como ela se liga às profecias dos Livros de Daniel e do Apocalipse de João.

O primeiro tópico a ser analisado é compreender quem é o anticristo que João fala em sua terceira epístola e como ele a vê no Apocalipse. João diz que o anticristo escatológico iria se levantar e se opor a tudo aquilo que se refere a Deus e à religião, buscando destruir o fundamento dessas confissões de fé. A pandemia de 2020 e seu agravamento em 2021 gerou o primeiro movimento desse anticristo: a proibição de cultos religiosos com a desculpa de evitar aglomerações. Essa proibição não será levantada. Não será anulada, pois o movimento do anticristo é banir Deus da vida do homem. Reflitam no que digo. Prestar culto a Deus, independente de religião será um ato criminoso e perseguido. Já está em andamento. Os primeiros movimentos já foram feitos pelo sistema que apoia o anticristo. Só se agravará no futuro próximo.

O apóstolo Paulo, na sua segunda carta aos Tessalonicenses, capítulo 2 revela que, o anticristo, ou “o homem do pecado”, o “filho da perdição”, como ele o nomina, se levantará contra tudo aquilo que se chama Deus, ou é objeto de culto. Vejam como estão os protestos ditos progressistas encabeçados pela esquerda. O primeiro alvo desses protestos são os cristãos, a religião cristã e as igrejas cristãs. Fazem “mostras culturais” enrolando e fumando folhas da Bíblia, pulverizam imagens sacras e as cheiram como se fosse cocaína. Enfiam imagens sacras em seus orifícios anais e vaginais, defecam sobre imagens do sagrado. “Levanta-se contra tudo o que se chama Deus, ou se é objeto de culto”.

Mas, vamos tentar ver essa personalidade de acordo com as indicações que o livro Santo nos dá para que possamos ver com antecedência e saber como combatê-lo e se proteger dele. Daniel, no capítulo 7 de seu livro, do Antigo Testamento diz que o príncipe que virá – note-se que o autor fala de uma personalidade, mas também de um espírito de época que preparará o caminho para esse ser -, cultuará deuses que seus pais não conheceram; desprezará amor das mulheres; fará com que todos lhe preste culto.

Transporte essas informações para nosso século XXI e vejam como essa definição cabe direitinho à forma como a esquerda opera. Ela busca o fim da religião cristã, seu rito é um misto de paganismo com aberrações animalescas, cultos antropocêntricos e crenças em civilizações extraterrestres que se comunicam por telepatia. Observem como a esquerda investe muito esforço na destruição da família, no casamento heterossexual e monogâmico (desprezará o amor das mulheres). A palavra de ordem, na atualidade, para o esquerdismo é “poliamor”. Uma aberração sexual que, caso você queira se casar com uma árvore, com um cachorro, ou mesmo um filho, filha, mãe, pai, avô, avó, irmão, ou seja, lá o que for, é válido. No Brasil o maior expoente dessa aberração é o PCdoB.

Buscam, incansavelmente, impor, nas escolas, nas igrejas, nas creches, nos clubes, ou onde mais eles puderem chegar essa mesma visão. Chegam ao ponto de dizer que, se uma criança de seis anos quiser se vestir de menina, cortar o bingolin e colocar uma perereca, tem que ser feito, afinal, isso seria expressão de sua sexualidade. A luta é ferrenha, dura e quase que inglória, pois se trata de uma profecia divina que irá acontecer. Só podemos rezar e orar para adiar o máximo possível essa catástrofe.

Mas quem é esse anticristo, ou a Besta que sobe do mar (no original grego João usa o termo thereon, ou seja, monstro). O apóstolo o vê como tendo sete cabeças e dez chifres. Agora olhemos para a construção do socialismo e vejamos quem são seus principais expoentes, ou cabeças: Karl Marx, Friedrich Engels, Vladimir Lenin, Joseph Stalin, Mao Zedong, Fidel Castro e Ernesto Che Guevara. Sete. Sete nomes do comunismo/socialismo que são os principais “cabeças” dessa ideologia e que inspiram esquerdistas de todos os cantos do mundo.

Mas João também fala que esse monstro tem dez chifres. Então contemos: ONU, OMS, OIT, UNICEF, UNESCO, FAO, OMC, OCDE, FMI e OPEP. Santa Cacilda! E não é que dá mesmo dez? E vejam que, na atualidade, todos esses organismos mundiais estão dominados por esquerdistas. Hoje eles preferem usar o termo “progressista”, para chocar menos a plateia. Mas, João diz que uma dessas cabeças foi ferida de morte e se recuperou. E é verdade. Em 1991 a queda do muro de Berlim e o fim da União Soviética foi um duro golpe na cabeça desse monstro que preparará o caminho para o anticristo escatológico, mas vejam como ele se recuperou.

Deu um passo atrás, renunciou a luta armada e foi se infiltrar nas universidades, nas escolas, nos governos, nas redações de jornais, nas emissoras de televisão, nas plataformas sociais, nos seminários religiosos, na cúpula das igrejas, nas entidades de classe, nos sindicatos. E, está ressurgindo mais forte e mais organizado do que nunca, a ponto de se tornar verdade o que está escrito no capítulo 13 de Apocalipse: “Quem é semelhante à besta? Quem poderá lhe fazer guerra?” São tempos sombrios que virão. A movimentação já começou pela proibição de culto, com a desculpa da pandemia. E outras medidas virão para destruir e perseguir cristãos, e tudo aquilo que se chama Deus, ou se é objeto de culto.

Você, meu caro leitor, pode até discordar de mim, ou mesmo negar o que estou dizendo. É seu direito, é sua liberdade. Porém, eu te digo e te dou o mesmo aviso que Cristo deu a João no fim do capítulo 13: “Quem levar em cativeiro, em cativeiro irá; quem matar a espada é necessário que à espada seja morto. Aqui está a sabedoria e paciência dos santos”. Então meus caros…preparemo-nos e confiemos em Deus, pois a esquerda organizada e seus arautos que prepara o mundo para a chegada do anticristo escatológico (PT, PCO, PCdoB, PSTU, PSDB, PDT, PSOL, Rede, Podemos, só para citar o caso brasileiro), desde a queda do muro de Berlim vem com ira, porque sabe que seu tempo é pouco, e procurará destruir todos aqueles que confessam e professam Cristo como seu Senhor.

16 pensou em “UM ALERTA NECESSÁRIO

  1. Cirúrgico seu comentário, assino em baixo, ao vermos o que essa esquerdalha brasileira apronta nas ruas, dá ânsia de vômito, temos que orar, vigiar e pedir misericórdia AQUELE QUÊ TUDO PODE!

  2. Caro Roque, v. foi perfeito em sua análise da atual conjuntura geopolítica global vista sob o ângulo cristão.

    Não é por acaso que a religião cristã é atualmente a mais perseguida no mundo.

    Hoje, se v. tentar entrar na China com uma bíblia, terá sérios problemas.

    O Cardeal Bergóglio, que usurpou a função de Papa do Bento XVI, com ajuda do Sistema, tem ligações íntimas com a China e o progressismo.

    Temos que nos preparar e lutar contra o que vem por aí.

    Temos um Presidente efetivamente Cristão. Não é perfeito, nem exemplo de dedicação cristã, mas se coloca como fiel a Deus, como nenhum outro antes se colocou.

    Não quero assistir aos acontecimentos como um mero espectador, pois é o meu futuro e das minhas futuras gerações que está em jogo.

    • Caro João

      O Bergoglio não usurpou o papado.

      Bento renunciou por problemas de saude e os cardeais escolheram Bergoglio. Se foram motivos políticos (eu acho provável que tenha havido uma grande disputa e ele foi a terceira via) talvez nunca se saberá.

      Abraços

      • Caro Hipólito, Bento XVI renunciou ao papado em 28/02/2013 em uma situação até hoje não muito clara.

        Problema de saúde não foi, visto que até hoje, mais de 8 anos depois continua vivo e lúcido; apenas escondido do público. Papa João Paulo II ao morrer estava em situação pior do que a do Bento.

        V. diz: “O Bergoglio não usurpou o papado.” Isso é sua opinião, que eu respeito, mas eu tenho a minha.

        A verdade é que a igreja Católica sofreu uma mudança radical depois que Bento XVI saiu, o que levou a uma dependência econômica e submissão dos interesses da Igreja à China.

        Este papa nunca falou nada sobre a aprovação do aborto na Argentina, defende o regime da Venezuela e considerou a saída da Dilma um Golpe, não vindo mais ao BR depois disso.

  3. Grande Roque:
    Já a algum tempo ouço comentários e divagações aqui e ali sobre esse tema, mas sua análise detalhada abriu minha mente uma enormidade. Não é que você está certo e chegou exatamente aos pontos principais?
    Parabéns pela avaliação correta dos tempos em que vivemos.

    • Meu amigo.

      São elocubrações minhas, mas apontam para esse fim, principalmente se pensarmos nas cabeças e nos chifres e como seria esse “thereon’ descrito por João. Estão vindos tempos sombrios. Isso que estamos vendo, perseguição a cristãos, vilipêndio de imagens sacras, ataques à família, à infância, destruição de valores morais é só a ponta do iceberg. Coisas piores acontecerão.

  4. Caro Roque, sem prejuizo do valor de seu artigo, tenho alguns reparos, que me permito:

    – Em seu último parágrafo certamente há um engano. Não consta este aviso em João, 13. Aliás, ao que conheço do Novo Testamento, Cristo nunca disse palavras deste teor. (ACF)
    – João não falou em monstro de dez chifres (ACF)
    – Como cristão, repudio qualquer assemelhança das esquerdas à termos da Bíblia, principalmente ao Novo Testamento

    Parece que tens uma vontade ferrenha de associar tudo de ruim à esquerda, mas nem sempre a esquerda socialista teve governos ruins ou ditatoriais. Lembro os países nórdicos, alíás mestres no respeito à dignidade humana e liberdade de expressão.

    Mas respeito os seus escritos e, como você pediu, os leio pacientemente.

    Continue assim, abraços

    • Hipólito..
      Agradecendo seu comentário, mas devo refutar, com todo o respeito de admiração. As traduções da Bíblia para a Língua Portuguesa falam do anticristo em Apocalipse 13. Na sua forma traduzida, João vê uma “Besta” que sobre do mar e que tem sete cabeças e dez chifres. Não nos esqueçamos que o Novo Testamento foi escrito em grego. A palavra grega que João usa para se referir à “Besta” é “thereon” que em grego significa monstro, figura monstruosa, de aparência medonha e aterrorizante.
      Quando à sua segunda refutação, leia Apocalipse capítulo 13, versículo 10. Lá está essa advertência falada pelo próprio Cristo. E isso é comum nas três versões da Bíblia que eu tenho: a Almeida Revista e Ampliada, a King James e a Bíblia de Jerusalém.
      Terceiro, eu não tenho uma vontade de associar tudo de ruim à esquerda, apenas exponho uma reflexão minha à luz de uma hermenêutica bíblica e à marcha da história. E, o Apocalipse não é literal, mas uma alegoria, ou uma parábola metafórica para o que ocorre na história da humanidade.
      Mas isso é uma interpretação teológica particular minha, e não uma verdade absoluta, apenas interpretações.
      Quanto ao que você fala sobre os países nórdicos, veja como eles renunciaram ao Cristianismo: casamento de pessoa do mesmo sexo, poliamor, o politicamente correto que transformou igrejas em bares e casas de prostituição, avanço de uma mistura religiosa baseada no antropocentristo e um animismo irracional. Note-se que na Suécia teve corrente religiosas dizendo que aquela adolescente irritante e burra, a Greta Thumberg seria um “novo Cristo” para a atualidade. Pense nisso.

      Cordiais abraços

    • Caro Hipólito, a falácia de que nos países nórdicos existem governos socialistas de esquerda é mais uma que não se sustenta diante dos fatos.

      A Dinamarca, a Suécia e a Noruega são monarquias constitucionais parlamentaristas, em que o chefe de Estado é um monarca, com poderes e funções meramente oficiais e cerimoniais. Em todos eles há o Primeiro Ministro, que responde ao parlamento.

      Tendem a uma social democracia, o que é muito diferente do socialismo.

  5. Jésus avant le Christ…

    Sancho é Cristão e incluiria aí o Povo Judeu (a quem muito admiro) como alvo dos citados por Roque no inquitante, contundente e reflexivo texto acima.

    Eis uma leitura interessante e uma bela dica de livro…

    (trecho de reportagem de Marie-Lucile Kubacki, publicada por La Vie, 17-10-2019.): “Por que Deus escolheu um judeu circuncidado, religioso, tradicional, crente, para salvar a humanidade? A universalidade teria sido melhor testemunhada se ele tivesse escolhido um egípcio, um fenício, um grego ou um romano ou qualquer outro… Por que ele escolheu um judeu, um judeu circuncidado em seu corpo, um judeu ortodoxo que usava as franjas (tzitzit) em todas as suas roupas, um hasid?” Alguns argumentarão dizendo que só Deus poderia responder. Mas a pergunta não tem nada de anedótico. Ela ainda é bem atual e profunda para um grande especialista no pensamento judaico, Armand Abécassis, e consagra a ela um novo livro, Jésus avant le Christ (Jesus antes de Cristo, Presses de la Renaissance).

    • Caro San Cho Coco Loco

      Todas as tentativas de explicar as escolhas que Deus faz esbarram no versículo

      “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor.” Isaías 55:8

      Deus nos fez pequenos para que nunca pensemos nos porquês e aceitemos com o coração Seus pensamentos e caminhos.

      Mas respeito os que investigam, os curiosos da história

      Abraços

  6. Na sopa de letrinhas roquiana (PT, PCO, PCdoB, PSTU, PSDB, PDT, PSOL, Rede, Podemos) não teria faltado o PSB? Vai que os caras ficam chateados pelo esquecimento, não é mesmo!?

      • Mas eu não disse que essas siglas partidárias, ao que você chama de sopa de letrinha seriam os chifres, mesmo porque seria muita arrogância achar que esses partidos brasileiros seriam os dominadores do mundo. O que eu chamei de chifres são os organismos internacionais (ONU, OIT, FMI, etc.). O que eu disse foi que os partidos de esquerda no Brasil, são arautos desse anticristo escatológico que prepara a sua vinda. Evidentemente o PSB está nesse jogo, assim como o DEM, o PSD, o PSL. São pós cristãos e que vestem uma roupa cristã para enganar. Veja que, nenhum partido político, apenas alguns políticos, criticaram o fechamento de igrejas e a proibição de se cultuar o divino. Leia o texto como ele está escrito.

Deixe uma resposta para Roque Nunes da Cunha Cancelar resposta