MARCELO BERTOLUCI - DANDO PITACOS

Você sabe identificar quando um político está mentindo ou manipulando você? É fácil: sempre que ele estiver falando.

Piadas à parte, acostume-se a usar estas dicas para filtrar as lorotas que os políticos nos contam:

1 – Substitua a palavra “crédito” por “dívida”. É a mesma coisa, afinal quem usa crédito automaticamente fica com uma dívida. Veja como as frases otimistas dos políticos ficam diferentes:

“Nossa recuperação econômica será fortalecida pela expansão do crédito”
“Nossa recuperação econômica será fortalecida pela expansão da dívida”

“Com mais crédito, a vida dos pobres vai melhorar”
“Com mais dívida, a vida dos pobres vai melhorar”

2 – Sempre que um político disser que o governo está dando algo, acrescente a expressão “com o dinheiro dos outros”, porque o governo não produz riqueza.

“Em nosso país, todos têm direito a receber saúde, educação e segurança”
“Em nosso país, todos têm direito a receber saúde, educação e segurança com o dinheiro dos outros”

“Nossa cidade está se beneficiando das obras feitas pelo governo federal”
“Nossa cidade está se beneficiando das obras feitas pelo governo federal com o dinheiro dos outros”

“A previdência garante a aposentadoria do pobre”
“A previdência garante a aposentadoria do pobre com o dinheiro dos outros”

3 – Quando ouvir “lei”, “regulamentações legais” ou expressões semelhantes, substitua por “deputados”, “vereadores” ou “políticos”, porque são eles que fazem as leis.

“Se você trabalha, deve pagar impostos de acordo com as determinações legais”
“Se você trabalha, deve pagar impostos de acordo com o que os deputados querem”

“Você é dono de um terreno mas só pode construir nele o que as regulamentações legais permitem”
“Você é dono de um terreno mas só pode construir nele o que os vereadores permitem”

“Nossas escolas ensinam às crianças que nossos direitos são limitados pela lei”
“Nossas escolas ensinam às crianças que nossos direitos são limitados pelos políticos”

6 pensou em “TRÊS DICAS

  1. Políticos brasileiros, suas promessas e feitos. Não desperdiçam saliva… Lembro que foi o Nelson Rodrigues quem disse: “O subdesenvolvimento não se improvisa: é obra de séculos”.

    E o Greca é pule de 10 neste pleito?

    Recorro a Adônis para xingar Marcelo: Seus artigos estão cada dia melhores, se é que isso ainda é possível.

Deixe uma resposta