VIOLANTE PIMENTEL - CENAS DO CAMINHO

O Brasil é um País muito grande, que luta para ser um grande País. Mas uma andorinha só não faz verão.

Precisamos de políticos honestos, que ajudem ao Presidente da República, na árdua tarefa do cargo que ocupa.

Antes do descobrimento do Brasil, como conta a História, os portugueses já cortavam os mares no caminho do Oriente, em direção às Índias. Numa dessas idas e vindas, houve aquela história das calmarias, e o Brasil foi descoberto. Mas, os portugueses tropeçaram nos índios, querendo torná-los invisíveis e usurpando a terra que eles sempre ocuparam. A “terra à vista”, já pertencia aos índios.

E, atualmente, os índios já aprenderam a dar nó no sapato e na gravata, apesar das intempéries que eles tem enfrentado.

Ainda estamos no meio da pandemia do Coronavírus. Aproximam-se as eleições municipais e o número de candidatos à reeleição para Vereador é impressionante. Maior ainda é o número de novos candidatos, que, no horário eleitoral gratuito, pedem votos, sem demonstrar, na sua maioria, as mínimas condições de representar o povo na Câmara Municipal. Os antigos Vereadores não querem abrir mão das regalias, que gozam há anos, e se agarraram ao poder, com unhas e dentes, sem querer passar o mandato à frente.

O problema do Brasil é que há carência de políticos dignos, em todas as esferas do poder. O Rio Grande do Norte está sem norte. Vai longe o tempo em que os políticos da terra defendiam o bem comum, sem desvio de dinheiro público, como acontece agora, vergonhosamente.

A Pandemia do Covid-19 continua atacando. Mas, para que possa haver Eleição, o vírus concordou em dar alguns dias de trégua, para que o povão vá às urnas votar, sem medo, e, antes disso, não perca as passeatas e comícios, onde há muita aglomeração, sendo dispensadas as máscaras e também o álcool- gel. Um “cessar fogo” capcioso e irresponsável.

“Mas na hora de votar, não esqueça a máscara, álcool-gel e a sua própria canetinha…”

Agora, aterrissou em Natal um estranho no ninho, senador petista, candidato a prefeito. Sem supostas raízes no Rio Grande do Norte, o candidato é “companheiro” de partido da governadora e de uma ex-vereadora, atual deputada federal. O “salvador da pátria” já prometeu, no horário eleitoral, se for eleito, transporte urbano 100/% gratuito para todos, benefício extraordinário à população de Natal. Onde estava esse benfeitor esse tempo todo?

Nesta época de eleições, os candidatos prometem realizar o bem comum. Mas a “amnésia pós-eleições”, uma doença antiga, ainda não foi erradicada do Brasil. Em primeiro lugar, eles. E em segundo, eles.

O povo sofrido de Natal já não acredita nas promessas dos candidatos a prefeito e a vereador, feitas na TV, no horário eleitoral. Essas promessas provocam riso. Ainda bem que sorrir faz bem à saúde.

Continuamos sendo tratados como palhaços.

8 pensou em “TEMPO DE POLÍTICA

  1. Violante,

    Muito bom o artigo sobre a qualidade dos candidatos a vereadores e políticos nessa eleição do próximo domingo. Compartilho uma literatura de cordel de autoria do escritor e poeta José Wilamy Carneiro com a prezada amiga:

    AS ANEDOTAS DO HOMEM MAIS MENTIROSO DA PRINCESA DO NORTE

    1

    Na região do Ceará.

    A localidade ele é apelidado,

    O homem que conta anedota….

    Quão ficou muito afamado.

    Por ter sempre em mente,

    E aprontar para sua gente,

    Até ficou mal falado.

    2

    Vive muito bem de vida

    Em sua quitanda ajustada.

    É de classe média alta.

    De família pouco abastada.

    Juntam-se até multidão,

    Fazendo aquele mutirão,

    Na sua bela calçada.

    3

    Um homem que enobrece.

    Com seu vasto conhecimento.

    De família nobre da cidade.

    Buscando seu talento.

    Não conta nada do passado,

    Pois diz ser aprumado!

    Tem o tal merecimento.

    4

    Com ele nada vem ao acaso

    Tudo vem da imaginação,

    Ao contar sua estória

    Junta toda multidão.

    Ele é primaz e inteligente

    Brinca com toda gente

    Tirando risada da população.

    5

    Pediram ao grande mentiroso

    P’ra ele se candidatar.

    Ele ficou furioso.

    Rapaz vai se lascar.

    Disse ele: Político é ladrão

    Tem pouca exceção!

    Nunca serei Parlamentar.

    6

    Parlamentar é um político

    De pouca palavra verdadeira

    Usa a lábia pra enganar seu povo

    Que não tem eira nem beira.

    Engana a população!

    Prometendo ao cidadão,

    Até dinheiro da sua carteira.

    7

    Mas quando chega a eleição

    Tudo está consumado.

    Ele vai às urnas

    Ver seu resultado.

    Caso fique no Legislativo.

    Pega seu quantitativo

    E fala: Estou empregado.

    8

    Após passar a tal Campanha

    Não conhece mais seu eleitor.

    Some de sua cidade.

    Vai morar no exterior!

    Emprega toda família.

    Troca toda sua mobília.

    Vira ele contraventor!

    9

    Anda em carro de luxo.

    Vira um grande charlatão!

    Pega nome de mentiroso,

    Pois enganou o cidadão.

    Vive em passeio turístico

    Se amiga com um místico.

    Que se lasque a população.

    10

    Quando chega nova campanha

    O mentiroso aparece.

    Freqüenta até a Igreja

    Ajoelha-se e faz sua prece.

    É aquela armação,

    Com eleitor: Total enganação,

    Sua idolatria envaidece.

    11

    Vai à casa do pobre,

    No prato come só feijão

    Fala com todo mundo,

    É aquela enganação.

    Anda nas ruas a pé,

    Diz ser primo de migué,

    E o povo cai na armação.

    12

    OH! BICHO BESTA É GENTE!

    Diz o grande mentiroso.

    Fácil é enganar o eleitor.

    Com seu discurso enganoso.

    Bastam três palavrinhas,

    Troco votos por farinhas,

    Vira um ciclo vicioso.

    13

    O homem mais mentiroso do mundo

    Faz a mentira profissão

    Tira do povo carente.

    Sua maior idealização.

    Promete emprego e salário,

    Ele é um grande salafrário,

    E tremendo sem noção.

    14

    Entre ano e sai ano

    As coisas se repetem.

    Resultados nas urnas

    Nada lhes comprometem.

    Casos em toda cidade,

    Acaba com sua vaidade,

    No país. As economias enfraquecem!

    15

    O grande mentiroso

    Sempre vai aprontar.

    Quando chegar a Eleição.

    Faz promessa pra ganhar

    Diz ser seu protetor.

    Pra mais uma vez se candidatar!

    16

    Arruma seus talentos

    Agora com uma nova missão

    Já cansou de ser VEREADOR

    Quero ter nova promoção

    Vou virar PREFEITO!

    Já arrumei um jeito

    De enganar a população!

    17

    Dois anos se passou

    Agora ele PREFEITO

    A cidade vira esculhabação!

    Nem tudo está perfeito!

    Falta Saúde! Saneamento! Educação!

    Nada disso não têm não!

    Emprego! Segurança!Sem jeito!

    18

    Agora o prefeito sumiu

    É aquela decepção.

    Cadê nosso parlamentar?

    Viajou pro Japão!

    A cidade esburacada,

    A população decepcionada,

    Só aparece na próxima eleição!

    19

    O povo toma como exemplo

    Nos anos de eleição.

    Vai votar em outro mentiroso

    Tirando o prefeito de circulação.

    Elege outro parlamentar

    Será que este vai prestar?

    Ou vai ser a mesma embolação!

    20

    Chega de tanto mentir

    Já é hora da população

    Mudar pra melhor

    E virar a ser cidadão!

    Fazer o seu voto valer

    Pra o povo crescer,

    E o país ser uma nova Nação!

    21

    Não se engane eleitor

    Do político mentiroso

    Ele só que seu voto.

    Pra se eleger e ficar famoso

    Não liga para a população

    É um grande charlatão

    Nas urnas vamos ser cauteloso!

    22

    Quem lê esse cordel

    Se atente querido leitor

    Nas falsas promessas

    De um político contraventor.

    Ele só pensa em se dar bem

    Não respeita ninguém,

    Sem medo, não lhe dará valor.

    23

    Falo em forma de literatura

    Toda regra tem sua exceção

    Vamos eleger o melhor

    Para nossa população.

    Quem é bom não deixa rastro

    Na eleição não tem palhaço,

    Em melhoria de nossa NAÇÃO!

    24

    O voto é popular

    Uma arma por cidadão,

    Exercer sua cidadania

    Em nossa grande NAÇÂO

    O Brasil tem jeito

    Não é um país perfeito

    Mas ainda tem solução!

    25

    Na época do sufrágio

    Você eleitor tem a opção

    De escolher seu candidato

    Não vá cair na armação

    Nas urnas você vai votar

    Mande o mentiroso se lascar

    É pro bem da Nação

    26

    Não esqueça o que aconteceu

    Pense o que vai melhorar

    Se votar no mau candidato.

    Emprego e Educação não há.

    Veja nossa situação,

    Do Brasil no Mensalão,

    A tal corrupção não piorar.

    27

    E no dia de votar

    No ano de ELEIÇÃO

    Vamos acreditar no Brasil

    E contagiar a população

    Em escolher o melhor candidato

    Quer Presidente, Senador ou Deputado,

    P’ra melhor gerir EDUCAÇÂO!

    Um final de semana pleno de paz, saúde e alegria

    Aristeu

    • Obrigada pelo gratificante comentário, prezado Aristeu, e por compartilhar comigo o maravilhoso e pertinente Cordel, de autoria do escritor e poeta José Wilamy Carneiro!
      Inteligente e muito verdadeiro, esse Cordel retrata o perfil da maior parte dos políticos espalhados por nosso País. Gostei imensamente!

      Grande abraço e um ótimo fim de semana!

      Violante

  2. prezada colunista ,este negocio de voto é uma coisa estranha,é obrigatorio,então não é democratico ,na minha cidade os dois candidatos com condição de serem eleitos,são mais sujos que pau de galinheiro,resultado, não voto em ninguem, agora escutar que o voto é uma arma do cidadão , da vontade chorar, porque são sempre os mesmos, que ganham as eleições.um destes candidatos tem mais de 60 processos e ta disputando a eleição. coisas do brasil. abraços
    ..

    • Obrigada pelo gentil comentário, prezado francisco pereira!

      O que ocorre na sua cidade é regra geral, para todos os candidatos a cargos eletivos no Brasil. É uma vergonha. Na minha cidade, no interior nordestino (RN), o ex-prefeito, que já ocupou a Prefeitura por mais de uma vez, está tão sujo perante o TCE, que, pra tapear o povo, lançou a esposa como candidata. Ridículo. Deveria ser proibido esse jogo sujo. Se conta nos dedos o número de políticos que são “fichas-limpas”. São animais em extinção…rsrs

      Grande abraço!.

      Tudo de bom!

  3. Escreve Violante: Essas promessas provocam riso. Ainda bem que sorrir faz bem à saúde.

    Violante,
    Seria tão mais gostoso se menos promessas fizessem, menos saliva gastassem e muito mais trabalhassem por esse povo maravilhoso que possui este país.

    Escreve Sancho: Textos de Violante provocam reflexão. Uma pena que poucos são os políticos que passam pelas páginas fubâncias, pois em textos como os seus, aprenderiam a dimensão dos cargos que ocuparão após as eleições.

    E “amnésia pós-eleições” parece ser doença que ataca nossa classe política (e não é de hoje).

    Grande abraço sanchiano (seu fã de carteirinha e crachá). Confesso que sinto uma ternura imensa quando a vejo, às quintas, entre tanta testosterona no Caberé do Tio Berto.

    Um beijo em vosso coração e até sempre…

    • Obrigada pela gentileza do comentário, prezado Sancho. Fiquei feliz com suas palavras.

      As promessas que os candidatos fazem aos eleitores são hilárias. O horário eleitoral é um misto de programa de humor com terror,,,, rsrs

      Grande abraço!

  4. Primoroso texto, Violante.

    A angustia que você sente em relação aos nossos políticos, é o sentimento da maioria deste sofrido povo brasileiro.

    Várias cidades pelo país afora, foram invadidas por alienígenas alijados de suas mamatas em cargos políticos de seus estados de origem e que procuram ,desesperadamente, dar continuidade a sua insana busca de dinheiro e vida fácil.

    Transporte 100% grátis, até que já existe em 13 cidades brasileiras. Nove estão no Sudeste. Três municípios ficam em Minas Gerais, três em São Paulo e três no Rio de Janeiro.

    Lembrando que Natal é uma cidade com quase 900 mil habitantes. E que não existe almoço grátis.

    O IPTU pode dar um pipoco gigantesco pra cobrir as insanidades do candidato carioca, caso ele vença as eleições.

    Mas, pelo visto, Álvaro está reeleito.

    Bom fim de semana e não vote em J…

    .

  5. Obrigada pelo gratificante comentário, prezado Marcos André!

    O marasmo político em que vive o RN é de dar dó e piedade. É um ciclo vicioso, ao qual o povo já se acostumou. Não se escolhe o melhor candidato e sim o menos ruim. Se os filhos da terra decepcionam o povo, quanto mais os forasteiros.

    Álvaro Dias deve ser eleito no 1º turno. Melhor do que o candidato petista, que já é senador pelo RN, graças à (des) governadora., que se aproveitou da Pandemia do COVID-19, , para encher os bolsos com o dinheiro enviado pelo Governo Federal, “Comprou” respiradores que nunca chegaram a Natal. Para variar, ficou tudo por isso mesmo…

    Grande abraço, e uma excelente semana!

Deixe uma resposta