CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Extra! Extra!

“Casseta Banânica Proficional vai receber apoio em US$ do FoiceBook!”

Agora atocharam na ximbica da Xôlinha, sem dó nem piedade!

Ô Editor!!!

Num vejo a hora de profissionalizar essa gazeta escrôta.

Já pensou a Chupicleide recebendo o “da semana” em dólar?

Junto com o Bosticler, ôxe!

Vão ficar ‘fedorentos de chique”.

Extra! Extra!

“Professional Banana Cassette will receive US$ SickleBook support!”

Now they hit Xôlinha’s ximbica, without pity or pity!

Ô Editor!!!

I can’t wait to professionalize this scrotum gazette.

Have you ever thought about Chupicleide getting the ‘give a week’ in dollars?

Along with the Bosticler, oxe!

They’re going to be ‘smelly chic’.

R. Meu caro, você quase mata de sufocação a dupla Chupicleide e Bosticler.

Os dois ficaram aqui entalados com essa sua sugestão desta gazeta escrota fazer parceria com o feicibuqui e faturar milhões em dólares.

E pagar os salários da dupla na moeda americana.

Até eu se entalei-se-me todinho com sua sugestão arretada, em inglês e em português.

Num sei nem o que diga.

Vôte!

Vou tomar um copo d’água.

3 pensou em “SPOCK LEE – NEW CASTLE, DELAWARE – USA

  1. É a famosa chamada para afinação de discurso.

    Essas ligações perigosas e nada republicanas, já existem de fato. A imprensa só reproduz a parte conveniente do Facebook e vice-versa.

    Será que o complexo midiático Besta Fubana terá direito a uma lasquinha da verba de Zuckerberg?

    Que se cuidem Comcast, Walt Disney, 21st Century Fox, Time Warner, CBS e outros concorrentes..

    Tomara.
    Até Polodoro iria refestelar-se com palha de boa qualidade (cevada, trigo ou aveia).

  2. Será que agora o g1 também vai apoiar o jornalismo democrático e profissional? O G1 diz que a rejeição do Bolsonaro atingiu 53% por isso acho que o pessoal que fez a manifestação no dia 7 de setembro representaram 47%. Portanto se a rejeição não chegar aos 90% o Bolsonaro será re-eleito em 2022. Com os atuais pré-candidatos não teremos nenhuma opção, à não ser re-eleger o Bolsonaro.

Deixe uma resposta