CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

ENQUANTO ISSO, NA ESPANHA – tem alguém doidão aí?

O partido de direita español Vox propôs que controles de drogas sejam feitos aos políticos que vão às Cortes Gerais (Congresso dos Deputados ou ao Senado) para detectar se os parlamentares de lá consomem “substâncias psicotrópicas”.

ALEGA A TURMA DA DIREITA que tal controle não seria nada demais, pois acontece com jogadores de futebol durante competições oficiais, que passam regularmente por testes antidoping.

“En el fútbol se hace” – O porta-voz do Vox, Jorge Buxadé, apresentou essa proposta após um pedido para que Santiago Abascal, o Bolsonaro de lá, se submetesse ao controle de armas antes de acessar o Congresso.

Buxadé concordou com a salutar ideia de controle de armas à entrada do Parlamento espanhol, mas aproveitou para cutucar: “O controle de armas deve ser feito, mas talvez os espanhóis gostem mais de saber se os representantes da soberania nacional vão às reuniões das comissões e da sessão plenária sem consumir substâncias psicotrópicas”.

Buxadé: “Pues hágase un control de drogas. En los partidos de fútbol se hace”.
Como é bom viver em um país de primeiro mundo como o Brasil, onde temos certeza absoluta de que nossos homens públicos são incapazes de fazer uso de qualquer substãncia proibida.

Deixo aqui meus parabéns a todos os integrantes dos TRÊS PODERES deste nosso Brasil, pois aqui jamais será necessário que alguém avente tal hipótese, pois seria puro desperdício de tempo e dinheiro tal controle, POIS nada de ilegal seria encontrado.

12 pensou em “SANCHO PANÇA – SÃO BERNARDO DO CAMPO-SP

  1. Aqui é a perfeição!

    Onde os que fazem as Leis se reservam o direito de não cumprir as leis feitas por eles mesmos e fica o dito pelo não dito. Exemplo: Lei Seca . . . Se recusam a assoprar o bafômetro.

  2. .

    O articulista me deixou algumas dúvidas ….

    Poderia ser considerado ilegal a presença de um ou mais sinistros, sem o reconhecido saber jurídico pois foi reprovado em dois exames para a carreira de juiz ……. ???
    OU

    Poderia ser considerado ilegal algumas sentenças emitida por algum sinistro, interessado em que a própria mulher ganhe a causa de seu Cliente, julgado pelo sinistro maridão….???

    OU

    Seria ilegal ( ou muito imoral), a sentença de libertação de um compadre, por mais de uma vez e por mais de duas vezes, mas por trez vezes, alegando que compadre, isto é, pai da afilhada do sinistro, não é parente….. ???

    OU

    Seria ilegal, um sinistro flagrado em grampo, participar da aprovação de um lobby sobre um negócio, ou negociata, liderado por um ex cheirador, digo ex senador, da república…..

    OU

    Seria ilegal um sinistro ter uma conversa baldia com um ex secretário de segurança, atual sinistro também, sobre um assunto não muito esclarecido até hoje …….???

    OU

    Seria ilegal deixar que os sinistros deixem novamente prescrever um “eventual” crime do mesmo ex cheirador, digo ex senador da república, por recebimento de propina de 65 milhões de reais, sem nenhuma investigação, solicitado pela PGR faz mais de 3 anos … ???

    OU

    A presença de um sinistro que devido a sua “carteirada”, digo “canetada”, suspendeu investigações em todo País pois ele e outro sinistro poderiam vir a serem investigados ….. ???

    Dúvidas, dúvidas e mais dúvidas, pois se algum dessas ações acima forem ilegais, naquele local de Brasilia não entra mais ninguém dos atuais titulares…..

    Vamos á corda …….. Quando será que ela arrebenta….. ??? pois com esta turminha de sinistros e o cafajeste do Alcolumbre segurando os pedidos de impeachement, vamos continuqar desgastando o Brasil sem nenhuma possibilidade de pacificação nacional ……..

    Espero que agora nossos patriotas não cometam o mesmo erro de 64 e LIQUIDEM o problema de vez ……

    São bastante conhecidos os arruaceiros e calhordas que não estão preocupados com o Brasil

    • “Wyrd bið ful ãræd.” Uhtred de Bebbanburg

      Ando tão aperreado com as coisas de nossa política, que passo noites insones em oração (um abraço grandioso em meu amigo e grande cristão, o rei Alfredo, de The Last Kingdom); Sancho anda mais sofrido que joelho de freira em semana santa, tchê!

      E um grandíssimo abraço ao imenso Tavares, o Arthur.

      • Sancho …. !!!!
        S
        ou um brasileiro comum, com pais nordestinos, classe média baixa e só sei muito mal e porcamente nossa lingua patria.

        Nunca viajei nem prus Estates nem pra Germany, como posso acompanhar o esplendor TOTAL dos seus textos e eventualmente entender ironias ou súplicas …..

        me ajuda aí
        “Wyrd bið ful ãræd.” Uhtred de Bebbanburg ………. PQP

        rsrsrsrsrsrsrsr…..

        • Caríssimo, vou te dar uma dica fantástica para você entender tudo de Uhtred de Bebbanburg e de Alfredo.
          A série The Last Kingdom, disponível na Netflix é fantásica (para quem gosta de séries históricas). Mostra o o iníco de reinos que viriam a ser tornar o poderoso berço de Margareth Tatcher e Winston Churchil.

        • Dom Arthur Tavares:

          Significa ““O destino é inexorável”” no antigo idioma anglo/saxão, idioma que veio a dar origem ao inglês.

          “Wyn eal gedreas.

          Isso é parte de outro poema que às vezes ouço ser cantado no meu castelo.”

          Fonte: https://citacoes.in/citacoes/691083-bernard-cornwell-wyn-eal-gedreas-isso-e-parte-de-outro-poema-que-a/

          É um poema triste, e portanto um poema verdadeiro.

          “Wyrd bið ful ãræd”, diz ele.
          O destino é inexorável.
          “E wyn eal gedreas.”
          Toda alegria morreu.
          [Bernard Cornwell]

          Fonte: https://citacoes.in/citacoes/691083-bernard-cornwell-wyn-eal-gedreas-isso-e-parte-de-outro-poema-que-a/

          Bernard Cornwell, OBE é um dos mais importantes escritores britânicos da atualidade.

          Já publicou mais de 40 livros e teve obras traduzidas para mais de 16 idiomas.

          O autor é um apaixonado pela história em geral e da Inglaterra em especial, o que se reflete em romances que retratam conflitos ocorridos em território inglês

          Fonte: https://citacoes.in/autores/bernard-cornwell/

          Wyrd é um conceito na cultura anglo-saxônica que corresponde ao destino pessoal; algo tão forte que não se pode resistir.

          O termo em nórdico antigo é Urðr, que é também personificado como uma das Nornas.

          Essas três bruxas governam o destino tecendo e entrelaçando os fios da vida de todos os mortais em uma tapeçaria, sob os ramos da árvore Yggdrasil.

          Mais sobre as Nornas em http://pt.wikipedia.org/wiki/Nornas

          Quanto a Uhtred de Bebbanburg:

          Uhtred é o personagem principal e narrador das Crônicas Saxônicas, série de ficção histórica do autor Bernard Cornwell.

          Segundo o autor, Uhtred é baseado em outro Uhtred que viveu na mesma época e teria governado a fortaleza de Bebbanburg, localizada ao norte da Nortúmbria.

          Na narrativa de Cornwell, Uhtred nasceu filho de Uhtred, Senhor de Bebbanburg, e aprendeu desde cedo a ter raiva dos reinos vizinhos Mércia, Ânglia Oriental, Wessex, Escócia e também dos dinamarqueses.

          Uhtred era originalmente chamado de Osbert enquanto foi o filho mais novo de Uhtred.

          O nome Uhtred era sempre do filho mais velho, mas depois que seu irmão foi morto em um ataque contra os dinamarqueses seu nome foi mudado.

          Até seus 9 anos de idade, Uhtred nunca havia aprendido a usar uma espada, devido ao fato de sua madrasta querer que ele fosse padre.

          Em uma tentativa de expulsar os dinamarqueses de suas terras, Uhtred é caputado pelo jarl Ragnar Ravnsson, que o adota e treina para ser um guerreiro.

          Uhtred achou que, vivendo com os dinamarqueses, teve muito mais liberdade que se tivesse ficado com os devotos cristãos e sacerdotes de Bebbanburg.

          Então adotou os deuses dinamarqueses Thor, Odin e Hoder.

          Uhtred passou a amar Ragnar como um pai e a seus filhos Ragnar, Rorik e Thyra como irmãos.

          Um baita abraço,
          Desde o Alegrete – RS
          Adail.

  3. Arthur foi muito certo em colocar estas indagações que eu acho todas ilegais. Mas infelizmente são estes mesmos sinistro que decidem o que é legal ou não neste país de bananas

  4. Já tô imaginando o custo da licitação e o custo do teste anti drogas a serem efetuados. Com toda certeza o fornecedor dos kits de testes seria o mesmo fornecedor do ex cheirador, digo, ex senador da “repúbrica”. Tem tudo para dar certo. Toca o enterro.

  5. Sobre esse assunto já se pronunciou o profeta maior, Raul Seixas:

    “Veja o poeta, inspirado em Coca-cola
    Que poesia mais sem graça
    Ele iria expressar…”

    Que os políticos daqui e de lá tomem decisões inteligentes, é o que eu peço. Inspirados por quem ou pelo quê, é um assunto deles.

  6. Meus prezados,

    Eu estou cagando e andando, feito vaca, para quem fuma, quem cheira, quem injeta, quem enfia no rabo (Vide Fernando Collor) qualquer substância propiciadores de estados alterados de consciência.

    Acho inclusive que o governo deveria fornecer gratuitamente quantidades cavalares de todos os “arrebites” preferidos da galera. Em cada Universidade Federal, em cada bairro, em cada repartição, em cada Assembléia Legislativa, deveria haver uma imensa mesa com todo tipo de droga. Quem quisesse, era só ir lá e meter a mão.

    MORRAM!!! De preferência, o mais rápido que puderem.

    Só não venham depois, quando estiverem lascados e nos estertores da morte, choramingando e querendo “socializar” o custo da assistência médica. Quer dizer: Botar nós, os otários de sempre, para pagar a conta da bandalheira.

    Por mim, mandaria jogar tudinho no aterro de Muribeca.

    Não vejo nenhum desses panacas usando fraldas ou chupando chupeta. Cada um decida o que quer para si.

Deixe uma resposta