CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

AGRO É VIDA

Duzentos milhões em ação, pra frente Brasil, do meu coração… (quem lembra da música, quando éramos noventa milhões apenas!?) E lá vai o AGRO carregando o Brasil nas costas. A projeção para a safra de 2019/20 prevê produção de 250,5 milhões de toneladas de grãos, 3,5% acima da última safra, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento.

Da roupa que cobiçamos nas vitrines do shopping à comida que ingerimos, o agro é parte viva, fornecendo principalmente, insumos e commodities para a produção de bens e manutenção de pecuárias. A tropicalidade climática do Brasil somadas ao alto e progressivo investimento do governo e dos produtores rurais (saudade lacrimosa de meu velho pai, Nelson Pança, agricultor de mãos cheia em minha Desengano querida) resultaram no status de “fronteira agrícola do mundo” ou “o celeiro do mundo”, com projeção de ultrapassar os Estados Unidos em BREVE.

E nunca é bom esquecer que cultura tem tudo a ver com ciclos lunares (por exemplificando, é na lua-de-mel a melhor época para plantio da mandioca).

O Brasil ocupa a posição de 2º maior produtor de alimentos do planeta, depois dos Estados Unidos (se cuida, Mr Trump), e com potencial para, em pouco tempo, se tornar o 1º nesse ranking. Como o agronegócio brasileiro se tornou tão forte? Com a palavras os “especialistas”.

O que a comunidade fubânica pode dizer à “turma do campo” e à ministra da da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias?

Que tal “agradecido”!?

19 pensou em “SANCHO PANÇA – SÃO BERNARDO DO CAMPO-SP

  1. Putz! Sancho!. Agro é tudo!. Por aqui teve um cara que meteu o pau neste slogan. Se ele estiver vivo e se porventura os que o acompanharam no raciocínio ( se é que houve) aqui ainda estiverem , a cobra vai fumar. E meu amigo , mandioca e fumo podem ser plantados em qualquer ” lua” .

    • Putz! Joquimfrancisco!. JBF é tudo!. Quinzinho, meu bom Quinzinho faz tempo que o véi Sancho não pratica essas modalidades de plantio. É que com essa pandemia, a horta das meninas do cabaré da Joana Hundentesó faz tempo que não funciona para cultivo e irrigação.

  2. Grande Sancho, devemos dar toda a nossa atenção ao campo que nos fornece, além de comida, matéria prima para tudo o que usamos desce quando acordamos até dormir.

    O Agro segurará o nosso PIB este ano para não desabar tanto, pois o agro cresce, mesmo em tempos de pandemia.

    Estamos longe de comparar nossa produção de grãos dos EUA – 500 mi de ton com a nossa de 250 mi de ton, mas a distância já foi muito maior. Lá nos EUA o percentual da terra que é usada na agricultura é de 18% e aqui no Brasil é de 7%, ou seja, é 2,5 vezes menor e os EUA são maiores que o BR.

    Nossa vantagem, é que 33% da nossa terra é agricultável e podemos fazer até 4 safras ao ano, enquanto que nos EA é uma.

    V. pode não saber, pois a imprensa não divulga isso, porém, segundo o site de negócios rural business estamos em plena 3ª guerra mundial, que é a guerra mundial pela segurança alimentar. Estamos bem nesta parada, pois temos condições de alimentar 20% do planeta, o que não é pouco e a China produz menos da metade do que consome, o que a tornará dependente adivinha de quem?

    Dá para perceber como a guerra interna aqui no Brasil de todos contra JB tem relação com a disputa China – EUA?

    A Argentina, outro grande player no negócio de grãos, pois equivale a MT; já se entregou aos chineses.

    • Grande João,
      A Argentina colhe (????) os frutos de ter sucumbido de novo, novamente e outra vez ao peronismo à la Kirchner. Em breve terão que importar até trigo. Infelizmente foram às urnas e escolheram muito mal (que desfrutem o votado). Gosto muito dos porteños, principalmente das belas bonaerenses. Mereciam melhor sorte, mas assim como os Venezuelanos, escolheram o caminho a seguir estravés do voto.

      • O Ultimo Dinossauro da Direita foi um “renomado professor ” e colunista que ensinou economia neste jornal . Com o apoio financeiro e cultural desta gazeta partiu para a China em uma viagem de três meses . A brincadeira com “ressuscitação” deve-se aos cientistas russos com o fóssil encontrado na Sibéria . Daí a pergunta quem vai ressuscitar o Ultimo Dinossauro da Direita ? A China ( ele disse que ia para lá) ? Ou a Besta Fubana ? que o tornou em enVIADO ESPECIAL.

  3. O HOMEM QUERIA FALAR COM A RENATA. Um homem invadiu a sede do jornalismo da emissora da Renata Vasconcelos, no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio, no início da tarde de quarta-feira (10/06). Armado com uma faca, ele fez a repórter Marina Araújo refém. Quando Renata apareceu o sujeito largou a faca e se entregou à polícia. Tinha uma Bíblia na mão.

    Tempos estranhos, muito estranhos.

  4. A ministra da da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Tereza Cristina é competente e pouco afeita aos holofotes. E lá vai o agro alimentando os famintos.

  5. Por São Lampião, luz de nosso candeeiro, há certos primeiros lugares que ninguém deseja…O Nordeste (êita disgramêra sô!!!!) registrou 11.611 novos casos de vírus chinês e chegou a 272.280 infectados. Com isto, a região ultrapassou o Sudeste, que contabilizou 10.351 novos diagnósticos nas últimas 24 horas e passou a 271.534 casos.

    • Que nossos “jovencitos” fubânicos, que em sua imensa maioria são cabras machos da gota serena, que brilham intensamente em solo nordestino não vacilem nos cuidados contra essa inimigo traiçoeiro. Estendo esse comentário às belíssimas Dalinha e Violante, que são tudo de bom.

  6. Sancho

    Primeiro teremos que agradecer à turma da Embrapa.
    Tudo que o Agro produz hoje passou pelos tecnicos que trabalham là.
    Em 1982 plantavamos soja em mato grosso uma variedade denominada DOKO vinda dos EUA apos 3 anos de plantio de arroz sequeiro.
    Nao tinhamos milho safrinha e nossas melhores vacas produziam em media 6 litros dia.
    Em segundo lugar aos pioneiros que sairam da zona de conforto e desbravaram o centro oeste e o restante do País.
    Nós tecnicos merecemos tambem uma parcela deste sucesso.
    Somos ainda um dos unicos paises do mundo onde o crescimento do Agro pode se estender horizontalmente.
    Para chegarmos aos 500 mi de toneladas de graos vai ser questaode tempo.
    É so os governos e os do contra não pertubarem.
    Espero em vida ver isso.

    Eng. Agro Welinton Alencar

    • Escreve o Eng. Agro Welinton Alencar: Nós tecnicos merecemos também uma parcela deste sucesso.

      Señor Alencar todos os que trabalham PELO Brasil, como é o seu caso e o dos vários integrantes do corpo técnico da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária merecem todo o reconhecimento de Sancho, do JBF e da NAÇÃO.

      Não os citei APENAS e TÃO SOMENTE porque os senhores são vinculados à pasta da Tereza Cristina, o que em meu entender os englobam em meu reconhecimento ao belíssimo trabalho.

      A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) é uma Empresa Pública de pesquisa VINCULADA ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil.

      Sinta-se, portanto, señor Alencar, devidamente abraçado por Sancho.

Deixe uma resposta