CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Prezado Berto,

É a primeira vez que envio um vídeo para o JBF.

Sempre evitei porque, nestes tempos “internáuticos”, todos nós recebemos toneladas de vídeos, todos os dias; humanamente impossível de assistir a tudo, sob a risco de não conseguirmos fazer mais nada na vida.

Mas há duas razões principais: primeiro, porque ando com um bloqueio terrível para escrever, por razões diversas, que já comentei com você.

E segundo, porque, como consequência do primeiro, o vídeo mostra de uma maneira magistral exatamente o que estou sentindo, e que não estou conseguindo escrever, neste momento alucinado da humanidade, da inversão total de valores, em especial no meu trabalho.

Para mim, o contexto como foi colocada a estorinha da professora é simplesmente genial!.

Me sinto, hoje, exatamente como essa professora. Um ET, estranho no ninho, dentro da minha própria casa, da minha universidade.

Dedico esse vídeo aos professores do JBF, em especial aos de matemática, como na estória, como você, Berto, como o próprio Assuero, o Neto Feitosa, o Rodrigo e outros ainda, que me perdoem a omissão.

E para todos os que ainda acreditam neste pobre país, e que esse quadro de destruição ainda possa ser revertido.

Eu confesso que ando sem forças para continuar lutando.

O estrago foi muito grande.

Um forte abraço a todos, com os votos de uma feliz e abençoada Páscoa para a família JBF.

13 pensou em “RÔMULO SIMÕES ANGÉLICA – BELÉM-PA

    • E veja: tudo indica que se passa nos EUA, que acabou de dar essa grande virada à esquerda, com a eleição empurrada goela abaixo do Biden.
      Muito triste tudo isso que estamos vivendo

  1. Meu caro amigo, está bela ciência está servindo para formar imbecis. Criaram uma disciplina na UFABC chamada afro-etno-matemática que não serve pra porcaria nenhuma. Obrigado

    • “Afro-etno-matemática”?!

      Essa porra calcula o quê? Quantos quilômetros é a carreira dada por um guepardo vegano não-binario?!

      • Caríssimo Nikolai,
        Aproveito a oportunidade para agradecer as suas palavras ao meu comentário no seu extraordinário artigo (O PORQUÊ SER ESQUERDISTA É DEPRIMENTE, https://luizberto.com/nikolai-hel-manaus-am-10/):
        “quando cansado, descansar é permitido. Desistir não”.
        Não esqueci suas belas palavras, nobre amigo, e como não fiz de pronto, uso esse espaço para o devido reconhecimento.
        E não deixe de escrever!!
        Este texto está guardado na minha pasta de favoritos, além de ter divulgado entre vários conhecidos, com muitos retornos.
        Um forte abraço.

        • Insigne Rômulo,

          me felicita e me honra saber que minha observação tenha lhe servido como uma pedra de toque. Nesse momento de batalha tão árdua o companheirismo e a cobertura mútua de nossas retaguardas são cruciais para decidir a crise ao nosso favor.
          Sua postagem não somente é primorosa, mas extremamente pertinente, pois mostra o quão essencial é usarmos das armas que esses malditos criam contra eles próprios.

          Forte abraço de Manaus. Força e saúde, nobre fubânico.

  2. Excelente vídeo ! Obrigado por compartilhar.
    Sugiro a leitura do texto _Parece revolução , mas é só neoliberalismo_ publicado pela revista Piauí 172 .

    • Prezado Marcelo,
      Muito obrigado pelo comentário, e pela indicação.
      E veja que coincidência.
      Soube deste artigo que você mencionou acima, através de um artigo do J.R.Guzzo, com o título “A UNIVERSIDADE MORTA”, publicado aqui mesmo, no JBF, em 30/01/2021.
      https://luizberto.com/a-universidade-morta/
      De pronto, fui atrás do artigo, tanto na internet, quanto nas bancas de jornais, para comprar a edição impressa. Acabei não encontrando e deixando de lado.
      Agora encontrei facilmente na busca na internet.
      Muito obrigado, mesmo. São textos que estou colecionando para serem referenciados em uma sequencia de artigos que estou preparando sobre a destruição da universidade pública brasileira.
      Ando sem escrever, por razões diversas, mas aos poucos estou retornando.
      Um forte abraço.

  3. Caríssimo Rômulo,
    ser CONSERVADOR e/ou LIBERAL (ou ambos) no mundo atual é ter que enfrentar um leão por dia independente da área de atuação dos que NÃO militam no campo progressista.

    Um ET, estranho no ninho… É EXATAMENTE assim que nos querem transformar…

    Mas temos ótimas notícias: A notícia é tão boa que a REPITO aqui depois de copiar do Ciço, o nosso Cícero Tavares: A meta de vacinar um milhão por dia, estabelecida pelo ministro Marcelo Queiroga (Saúde), batida na quarta (31) e elevada ontem (1º), mostrou o potencial do Plano Nacional de Imunização (PNI). Só faltavam as doses.

    • Amigo Sancho,
      A sensação que tenho, ou melhor, o sofrimento e angústia que estou atravessando, que parecem maiores do que a sua ou dos outros indignados como nós, tem uma razão:
      As universidades brasileiras – minha casa, há quase 40 anos, um dia escreverei sobre isso, sobre meu laboratório de pesquisa – são O LOCUS dessa gente maldita, que a destruiu, da maneira mais imunda e canalha possível, através da LOBOTOMIZAÇÃO de gerações e gerações de jovens. Imprestáveis para a sociedade, como já escrevi inúmeras vezes aqui. Só servirão para uma coisa: serem ativistas, e os de história e geografia, professores das nossas crianças, das futuras gerações que também sofrerão a mesma lavagem cerebral que eles tiveram, e que está tão bem reproduzido neste vídeo.
      Meu amigo, você consegue entender o tamanho da minha revolta, da minha amargura, da minha desilusão ?

      • Sei muito bem sobre o assunto, caríssimo, pois tenho uma irmã, professora de matematica em Sampa (já aposentada) que é vermelhinha, vermelhinha.

        Em reuniões familiares chegamos a acordar que política não seria prato servido em nossas conversas para não abalar a relação. Inclusive em ano eleitoral ficamos o mais distante possível do debate em família e dos olhos um do outro.

Deixe uma resposta