CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Papa Luiz Berto a sua bênção!

Uma notícia alvissareira, vinda dos confins do sertão norte-rio-grandense deixou o mundo boquiaberto hoje: a Universidade de Timbaúba dos Batistas anunciou a descoberta de uma vacina contra o coronavírus.

No processo de fabricação, os cientistas da UTB usaram calangos e preás, além de esperma de jumento na formulação da vacina.

Além de ser uma descoberta da bixiga lixa, a matéria-prima é ecologicamente sustentável.

A sua seleta turba de escrotos e desocupados precisa tomar conhecimento desta fantástica notícia: se tiver um espaço, publique aí nesta gazeta da bixiga taboca.

Pense na alegria que esta notícia proporcionará às milhares putas, maconheiros, viados, sapatões e outros bichos escrotos em geral, hoje impedidos de trabalhar por causa deste vírus fela da puta que está com os dias contados.

Um abraço!

R. Que descoberta da porra!!!

Uma vacina que contém até gala de jumento, é coisa pra arrombar.

O coronavírus tá fudido.

E a divulgação para todo o Planeta Terra  só poderia mesmo ser feita pela escrotíssima página Bar de Ferreirinha, uma das que constam na lista de Comparsas do JBF, aí do lado direito.

Quem quiser ficar bestinha lendo o desmantelo completo, é só clicar na ilustração abaixo:

2 pensou em “ROBERTO FONTES – CAICÓ-RN

  1. Que lindo fazer parte desta “seleta turba de escrotos e desocupados”. Ganhei meu dia, com muito orgulho. Muito obrigado, Roberto.

  2. Taquipariu!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!! Dixero que o cientista conseguia o esperma jumentício, atolando o pau do bicho na boca e fazendo um bólquéti!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
    Segure Polodoro que o cientista vai fazer o mesmo nele!!!

Deixe uma resposta