CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Lembrar é bom.

Relembrar é melhor!

Um vídeo com a música intitulada “Pica-Fumo”, que foi vencedora da 28° Ronda de São Pedro, ano de 2019.

Este festival é promovido pelo Centro Nativista Boitatá, da cidade de São Borja, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul,

R. Meu caro amigo Pedro Malta, nordestino nascido no sertão de Pernambuco, General da Reserva do Exército Brasileiro e colunista do Jornal da Besta Fubana:

A saudade me bateu forte no peito quando vi este vídeo que você nos mandou.

Os tempos de caserna, que trago com muito orgulho e carinho dentro do coração, voltaram à minha lembrança.

A caserna onde convivi com gaúchos, com baianos, com acreanos, com paulistas, com mato-grossenses, com fluminenses, com maranhenses, com camaradas de todo o Brasil, de Norte a Sul, de Leste a Oeste.

Aquela caserna que une todos que lá estão, falem eles com qualquer sotaque e sejam eles de qualquer ponto deste país de dimensões continentais.

O sotaque na caserna é um só:

Um sotaque chamado Brasil, onde o pica-fumo, o arataca, o laranjeira, o tabacudo, o reco, o cabo-velho e o mocorongo se irmanam e sentem o coração bater forte de amor por esta nossa Pátria-Mãe, por este solo que abriga e aquartela o Exército Brasileiro, braço forte, mão amiga.

Gratíssimo, meu caro, por este belíssimo presente que você nos mandou. 

Este vídeo alegrou o meu dia.

O toque de alvorada antes do início da música me deixou emocionado e cheio de saudades.

5 pensou em “PEDRO MALTA – RIO DE JANEIRO-RJ

  1. BENDITO EXÉRCITO BRASILEIRO!!!
    BENDITA AERONÁUTICA BRASILEIRA!!!
    BENDITA MARINHA BRASILEIRA!!!
    BENDITAS FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS!!!

  2. Eita… até me arrepiou…. lembranças de meu tempo como soldado infante do Décimo Sétimo Batalhão de Caçadores na fronteira com a Bolívia, no oeste deste nosso imenso Brasil…

    “Somos nós a infantaria, das armas a Rainha/Por ti daria a vida minha/És a gloria prometida nos campos de batalha/estar contigo/frente ao inimigo/ pelo fogo da metralha….”

  3. Pingback: INFANTARIA: A RAINHA DAS ARMAS | JORNAL DA BESTA FUBANA

Deixe uma resposta