CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Berto,

tomo a liberdade de entrar em contato com você para dizer que a live do professor Adônis foi de arrebentar a boca do balão.

Sempre fiquei como espectador durante as lives, inventadas pelo professor Mauricio Assuero  de Lima.

Mas, ontem deixei de lado a timidez e entrei no mundo dos lampadários da Besta Fubana, para fazer uma gozação com o professor Roque, que saindo do Mato Grosso do Sul, com destino a Paris, paga em Euro, para comer um viado brasileiro, que aqui, certamente, comeria de graça.

Depois dizem que nós os mineiros é que compramos bonde dos cariocas espertos.

Um grande abraço Papa, e por favor, transmita ao professor Adônis, meus parabéns pela excelente apresentação.

Um grande abraço do “mineiro residente em São Paulo, e Corinthiano de coração.”

R. Os parabéns pro Adônis já estão dados aí na sua mensagem. Que ele certamente vai ler ainda hoje.

O relato das peripécias de Adônis nos quatro cantos do planeta Terra, feito por ele próprio, aprontando presepadas em tudo quanto é lugar em cima da redondura do mundo, foi uma viagem arretada!

Relato com direito a muitas imagens que deram mais vida ainda ao nosso encontro.

A plataforma criada pelo colunista Maurício Assuero pra sediar nosso encontro semanal é fantástica.

Pois é, meu caro leitor, a reunião semanal da patota fubânica está crescendo e ganhando mais participantes a cada quinta-feira.

O debate de ontem, com a palestra do colunistas Adônis, foi tão animado e teve tanta participação das pessoas presentes que o horário foi ultrapassado.

Ao invés de terminar às 20:30, o desmantelo teve que ser espichado e só acabou depois das 21:00.

E pode aguardar que tem mais na próxima quinta-feira.

Abraços e um excelente final de semana!!!

11 pensou em “PAULO TERRACOTA – CRUZEIRO-SP

  1. Muito triste por ter perdido, meus amigos.
    Muito triste mesmo.
    Mandei um texto para o Berto explicando os meus motivos

  2. Rômulo, não te avexes, fostes apenas um dentre os para mais de 126.000 ausentes que o IBOPE registrou que não compareceram. Por outro lado, enquanto a ridícula da PM informou o comparecimento de no máximo mais ou menos entre 23 e 24 pessoas, o registro acurado, com equipamentos modernos, de última geração, feito pela organização do evento, mostrou que a palestra de Adônis, O Sanguinário, bateu todos os recordes, chegando a 72.837 participantes, ativos e passivos (na verdade, garantido ativo mesmo só eu, não boto a mão no fogo, aliás nem boto uma unha do mindinho no fogo pelo resto).

  3. Rômulo, Goiano e Terracota… Que noite!!!!! O Adônis parecia uma metralhadora, com seus disparos em rajada percorrendo as oitavas maravilhas do mundo. Só acho que ele “papou” a velhota… kkkkkkkkkk. O cabra falou tanto que conseguiu até silenciar, por instantes) os sempre falantes Berto, Maurino, Roque e De León. Show de bola!!!!!!!!!!!!

  4. Adonis tem combustível para 3 ou mais livre.

    Casos pitorescos e acontecimentos locais (cidade), que mereceria um encontro no sacro cabaré, para cada paragem do home.
    Viajamos juntos com ele.
    Fantástico, Adonis.

  5. Em dado momento, foi perguntado a Adônis se ele durante as suas viagens pegou varas caboca e ele respondeu que muito menos do que ele gostaria…

  6. Paulo….

    Essa, como diz o Papa Berto, foi para arrebentar a tabaca de Xolinha…. sair do Brasil pra comer viado em euro na Cidade Luz, é trabalho grande demais… aqui com uma tubaina e um sanduba se leva dois…Muito boa, até agora estou rindo de sua presepada com este sul-mato-grossense… só espero meus alunos não lerem essa sem-vergonhice de nos dois…..te espero na próxima quinta.

  7. Meus mui prezados confrades,

    É difícil de encontrar palavras para expressar adequadamente a alegria que me dá por vocês terem gostado desse nosso maravilhoso bate-papo.

    Um grande abraço a todos e até a próxima quinta feira, se Deus quiser e assim o permitir.

Deixe uma resposta