CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Caro Berto, bom dia.

Que o final de semana do caro amigo, e de sua família, seja repleto de paz, saúde e alegria.

Talvez vítima do acúmulo de idade, não me sinto confortável com a celeridade das modificações, principalmente as de comportamento, que a nova ordem mundial teima em nos empurrar goela abaixo. Quando escreveu que “certas épocas são doentes mentais. Por exemplo: a nossa”, Nelson Rodrigues talvez não imaginava que permaneceria tão atual mesmo que várias décadas depois.

Sei não, mas acho que é chegado o final dos tempos. O Armagedom envidando a profecia.

Sei lá, talvez seja mesmo a doença mental da época atual, vislumbrada pela privilegiada capacidade de percepção de Nelson Rodrigues. Ou não! Mas, que está tudo muito estranho, ah!, isso está. Se não, vejamos:

Há alguns anos, a mulher mais sexy do Brasil era homem, enquanto que, agora, o homem mais pegador é mulher!

O Clube dos Militares promoveu debate sobre liberdade de expressão e, como contra partida, o sindicato dos jornalistas abrigou e patrocinou movimento para censurar a imprensa.

A imprensa que garante que é nazista um presidente da República que lhe garante o direito de chamá-lo de nazista, canta odes inspiradas enaltecendo o fulgor democrático de juízes supremos que manda prender jornalistas.

Até pouco tempo, casal infértil procurava, à exaustão, por todas as possibilidades médicas para poder gerar um filho. Se ainda assim o intento se demonstrasse ineficaz, adotava uma criança. Hoje, casal fértil renovado busca recursos médicos para se tornar infértil. Consolidado o feito, adota um cachorro.

Por conta de uma tal pandemia, doutores da lei mandaram soltar quem deveria continuar preso e senhores feudais travestidos de prefeitos e governadores, apoiados por doutores da lei, mandaram prender quem deveria continuar solto.

Ainda na esteira da pandemia, cientista com mania de político, jornalista com mania de deus e político com mania de jornalista e deus, concluíram, de comum acordo, que o tratamento mais adequado para combater a peste era ficar em casa e lá permanecer até que a morte desse sinal de vida.

Evoluídos e antenados com as novidades que o “novo normal” facilita, nossa evolução(?) como raça – da configuração social até as comunicações, passando pela engenharia genética, bioquímica e transportes, entre outras -, nos induzem a pensar que, por direito, somos quase-Deus. Muitos dos manipuladores desses avanços buscam incessantemente inverter a ordem natural das coisas e têm certeza que, por imposição da criatura, ao Criador só restaria renunciar à Sua divindade. Em reconhecimento aos serviços prestados desde a fundação do mundo, Lhe seria concedido o direito de ser quase-humano. Coisas do ser humano. Para eles, é só uma questão de ponto de vista. Para mim, é o princípio do fim.

Pode ser apenas desvario de um cérebro devastado pelo ócio, mas que tá esquisito, tá. Tá ô num tá?

13 pensou em “MAURO PEREIRA – ITAPEVA-SP

  1. Mauro Pereira,
    Não poderia ler seu desabafo e não comentar.
    Tá tudo MUITO estranho. Você tem toda razão.
    Às vezes me sinto como se fosse de outro planeta (aliás sempre achei isso).
    Ou assistindo tudo como se fosse um filme e eu fosse apenas espectadora.
    A frustração de me ver incapaz de mudar os fatos é grande. Tento fazer minha parte da melhor forma. Nunca ficou tão clara a irracionalidade do SER que se diz racional.
    Princípio do fim ? Não tenho a resposta. Acredito que quem ainda tem esses “desvarios” como os seus estão em em um nível de espiritualidade mais( não sei como dizer ) elevado talvez pois percebem as inversões de tudo que um dia foi considerado “normal”.
    Só em ponto não concordo com você: cérebro devastado pelo ócio. Isso jamais. Dizem por aí que o ócio é pai de todos os vícios (nocivos).
    Enquanto estivermos nos inquietando com o que se apresenta pode ter certeza que estamos no rumo certo.
    Fique tranquilo e continue com seus desvarios.
    Abraços
    Schirley

    • Caríssima Schirley, prazer em conhecê-la, ainda que virtualmente.
      Fico honrado com seu comentário.
      Tenho o pressentimento que nossa civilização (judáico-cristã) caminha para o seu desenlace. Lamentavelmente, me parece inexorável a chegada da nova ordem mundial. Temo pelos meus netos que serão vítimas desse mundo novo diabólico.
      Talvez seja um pouco exagerado, mas acredito que Donald Trump e Jair Bolsonaro são a última trincheira contra esse despropósito. Se eles caírem, cairão os judeus e os cristãos. O cristianismo será varrido dos anais da história.
      Me assombram os uivos horripilantes da nova horda mundial.

      • Olá Mauro,
        Ainda resta em mim um fiapo de esperança de que a NOM sofra nocaute. Também acredito na trincheira Trump/Bolsonaro. Já temos a boa notícia hoje de Trump criando uma rede própria. O presidente da Colômbia reunido com Bolsonaro que acredito seja para discutir as delações que vêm ocorrendo na Espanha (narcotráfico bancando partidos políticos e Lula e o PT envolvidos). Investigações em andamento. Muitas coisas acontecendo que não ficamos sabendo. O que não podemos é desanimar, desacreditar. Os uivos da NOM são sim horripilantes.
        Sabemos que não é de hoje. Vamos aguardar com fé, com esperança de que a nuvem negra se dissipe. Tem um ditado que diz que depois da tempestade sempre vem a bonança.
        Abraços

  2. Caro Mauro, a hora mais escura é a que fica perto do amanhecer.

    Se hoje está muito escuro, é que o amanhecer está próximo.

    Acredite.

  3. Quem garante à imprensa o direito de chamar alguém de nazista não é o presidente da república.

    Quem garante este direito é a constituição federal.

  4. Duvido que gente de boa índole tenha votado consciente que seus eleitos fariam tamanha atrapalhada.
    Pelo que vemos a coisa não garante direito algum .
    Mas garante todos os esquerdos.

  5. Ledo engano dos democratas de ocasião. A constituição concede direitos, mas não os garante. Lula, por exemplo, deixou bem claro que, caso volte ao poder, não os garantirá.
    Franklin Martins, o homem forte da informação no governo Lula, disse que imprensa livre não informa, deforma. Parte do Judiciário tem sido seletivo na garantia de direitos.
    A constituição brasileira está desmoralizada.

Deixe uma resposta