FRED MONTEIRO - MASCATEANDO

De BESTA ela não tem nada…
Num estilo bem bacana
que envolve a macacada
numa prosa tão FUBANA
quanto o papo bem esperto
d’um escritor consagrado
( O querido Luiz Berto
Editor mui estimado )

Andei por aqui uns tempos
escrevinhando e rimando
os dias correndo lentos
e a alegria dominando
Uma turma bem unida
esclarecida, informada
que sempre levava a vida
como deve ser levada

Com muito humor e às vezes
também indignação
as brigas foram revezes
a que dei atenção
Pois aqui a LIBERDADE
De exercer opinião
é levada com vontade,
com muita dedicação

E o Papa Berto tranquilo
Sacerdote fervoroso
comungava mais de quilo
de “tira gosto” gostoso
agora só bebe suco
num regime fervoroso
Deu adeus à gengibrina
Orgulho de Pernambuco

Eu trago uma novidade
para todos os amigos
Tô voltando com vontade
pois esse sonho persigo
desde que saí da BESTA
fiquei triste, macambúzio,
Fui bola fora da cesta,
Marisco fora do búzio !

A coluna fica, então,
uma vez só por semana
e pra não dar confusão
com aquela DAS LEMBRANÇAS
seu nome é MASCATEANDO
pois em tempo sem bonanças
meus versos ficam minguando
Ainda assim, entro na dança

Um abraço forte aos amigos e poetas desta gazeta arretada de boa.

E meu agradecimento ao Papa Berto por receber de volta este Mascate Velho.

Recife, 21 de dezembro de 2020

(Primeiro dia dos setenta e cinco anos de vida e também primeiro dia do meu Jubileu de Ouro de Bacharelado)

10 pensou em “MASCATEANDO

  1. MASCATEANDO chegou para animar a festa do JBF.

    O MASCATE VELHO continua mais criativo e novo!

    Feliz volta Fred Monteiro a esta casa de onde nunca saiu.

  2. Mestre Fred Monteiro,

    É muito boa sua vinda
    Soma mais uma pessoa
    Grupo fica mais forte
    Pra gente tocar numa boa
    É um novo ritmo
    Agora, a gente voa!

    Saudações fraternas,

    Aristeu

  3. Alvíssaras ao Papa Berto e ao JBF, pelo precioso “resgate” do grande colunista Fred Monteiro! Parabéns querido amigo Fred, pelo seu retorno à comunidade fubânica e pelo Jubileu de Ouro do seu Bacharelado!

    Parabéns, ainda, pelo seu aniversário natalício! Muitos anos de vida, Saúde e Felicidade!

    “Voltar é uma forma de renascer. Ninguém se perde na volta”. (José Américo de Almeida, em ” A Bagaceira”).

    Um Feliz Natal e um Venturoso Ano Novo, para você e seus familiares!

    Grande abraço!

  4. Muito obrigado, caros amigos pela recepção ! Aristeu, não sou Mestre, somente um aprendiz de vocês… Cícero, o Mascate tá véio mesmo. Mas procurando se renovar , nessa energia boa da Besta Fubana…Tem razão a querida Violante, qd cita José Américo.. ninguém se perde no caminho de volta.. E Jesus, eu num te disse que tu mia ter uma surpresa, macho réi? kkkkkk

  5. Logo na estréia cometi um descuido ( NA PRESSA DE MANDAR O TEXTO)… Na terceira estrofe, a quarta linha é “A QUE NEM DEI ATENÇÃO.”.. Do jeito que mandei, está num sentido inverso.. Desculpem nossa falha !

  6. Oi Marcos!
    Na verdade, alguém já falou aí…eu saí uma vez da Besta, mas ela nunca saiu de mim. Kkkk obrigado pelo comentário

  7. E eu que não conhecia o Fred Monteiro na primeira versão junto as grandes colunas do JBF, dou-lhe agora boas vindas ao regaço desta gazeta escrota, mas nada besta.
    Nestes tempos de pandemia e pandemônio estamos mesmo precisando mais de poetas do que polemistas.

    • Obrigado, Brito
      Vamos conversando, por aqui ou lá no Cabaré do Berto, hehehe
      A Besta é Fera / Fubana, não cubana, / Pra quem curte / Não desespera / e apesar de Besta / É muito Humana !

Deixe uma resposta