DEU NO JORNAL

Nada como um Tribunal Superior Eleitoral (TSE) imparcial.

Foi buscar o ex-ministro da Defesa e general Fernando Azevedo e Silva, desafeto de Bolsonaro, para ser diretor-geral da Corte na eleição de 2022.

* * *

Mais escancarado que isso, impossível.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

É phoda dupla:

Com “ph” de pharmácia, dois “o” de cooperativa, dois “d” de Toddy e dois “a” de caatinga.

6 pensou em “MAIS ESCANCARAMENTO

  1. O que não falta é desafeto

    Entre parlamentares do Centrão, há um senso de pragmatismo. A avaliação é: a rejeição de 55% é proibitiva para quem disputa a reeleição e pode prejudicar a campanha de deputados, senadores e governadores.
    Especialmente na região Nordeste, onde o ex-presidente Lula aparece com 63% das intenções de voto.
    A percepção é que, mesmo com o lançamento do programa Auxílio Brasil, com o pagamento de R$ 400 para as famílias mais pobres, não haverá espaço para reversão na popularidade de Bolsonaro.
    “Nesse momento, Bolsonaro ficou muito pesado para ser carregado pelas bases. Nesse cenário, é melhor se afastar para não ser contaminado pela rejeição”, explicou uma influente liderança do Centrão.

    • É só Bolsonaro sair À rua e é só desafeto que ele encontra. Impressionante. Não importa o lugar; seja na Bahia, em Campo Grande, MG, no Brasil inteiro. Se o povo de uma cidade sabe que ele vai lá é desafeto para todo lado.

      Já o Lulla…., quase 100% de aprovação (com a margem de erro dá mais). Vive nos braços do povo.

      Moro tem um certo problema de timidez. Tá tentando resolver isso com mídia training, fonoaudiólogos, personal empatia. Até o ano que vem será um Silvio Santos do carisma.

      • Mais um desafeto

        Presidente da Frente Parlamentar Mista dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, o deputado federal Nereu Crispim, do PSL, lembra que Bolsonaro gravou um vídeo em 2018, pouco antes do fim da greve, tratando da política de preços da petroleira, do valor do frete e se comprometendo a defender a pauta dos caminhoneiros.
        – Quase três Anos de governo se passaram e ele (Bolsonaro) traiu a categoria. Não fez nenhuma ação em favor das reivindicações de 2018. O ministro Tarcísio de Freitas não resolveu nenhuma pauta.

        • Os caminhoneiros estão tão decepcionados que em 07/09/2021 ameaçaram uma greve contra o STF e depois desistiram diante do apelo do Bolsonaro para interromper o movimento.

  2. Kkk, daqui a pouco maior ladrão da historia política alcança dez vezes esse índice aí, vai para 630, e o povo irá comer cachorros e gatos enquanto tiver como na Venezuela. Estarrecido? Que nada, esse é o país do futebol e do carnaval.

Deixe uma resposta