CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Prezado editor do JBF,

por favor divulgue em sua gazeta esse absurdo do governo Bolsonaro.

É inconcebível, é terrível.

É pra arrombar a tabaca da Xolinha!!!!!

3 pensou em “LUIZ PEIXOTO – FORTALEZA-CE

  1. E tá governinho gaveteiro. Como pode antecipar a inauguração de uma obra dessas em quase seis meses? Esse ministro deve tá é doitcho!

  2. Ponte que estava sendo esperada há décadas. Pelo informe com a foto do Ministro.
    Não é mesmo?

    Iria passar outras décadas e não ficaria pronta. Caso a população não tivesse tirado o governo comunista da Presidência.

    Continuaria com a empulhação e a enganação de sempre. Contratando empreiteiras amigas do rei. Cartas marcadas nas licitações.
    Depois, aditivos daqui, aditivos dali.
    Pagaria-se, oito, nove, dez pontes. Com o suado dinheiro do Público e não ficaria pronta nem a metade de uma.

    Acabou essa sacanagem.
    Povo do Piauí e do Maranhão. Brasileiros de todos rincões.
    Por favor, vamos fazer por onde
    essa sacanagem, nunca mais volte.
    Vamos nos encher de brios, de orgulho e patriotismo.

    Atenção com o nosso voto nessas eleições pra vereadores e prefeitos.
    Temos que pesquisar muito sôbre cada candidato.
    Não elejamos nenhum comunista.
    Comunista vive da miséria do povo. É covarde, mentiroso, ladrão, traiçoeiro, antipatriota…
    Adora dizer que defende pobre.
    Mas, concentra toda riqueza do País nas suas mãos.

    Vamos dar um basta nesses bostas.

  3. Não será de se estranhar que logo após a entrega dessa ponte ao tráfego normal, surjam os “técnicos abalizados” que vão declarar que a obra tem erros e defeitos abissais que não permitem o tráfego nem de um carrinho de mão e que em decorrência desses problemas corre sério risco de desabamento.
    Imediatamente o gunverno estdaduá vai interditá-la e elaborar um projeto de sua recuperação, a ser financiado pela União e por muitas emendas parlamentares (pra lamentar).
    Afinal uma obra pública não pode ser e com executada nos prazos projetados.
    Ou, pior!
    Antes do vencimento desses prazos.
    E se sobrar verba, vai ser um Deus no acuda.

Deixe uma resposta