8 pensou em “IMPRENSA BANÂNICA NO FUNDO DA FOSSA

  1. Barroso apenas repetiu o que disse seu mestre, J. Dirceu, o “Daniel” em agosto de 2018 em uma entrevista ao El País, jornal de esquerda da Espanha:

    “É uma questão de tempo pra gente tomar o poder. Aí nós vamos tomar o poder, que é diferente de ganhar uma eleição”.

    Barroso está sintonizado com seu gurú.

  2. As urnas eletrônicas e Lulu Boca de Veludo já garantiram a eleição de Lula ano que vem. Quem tem dinheiro saia deste país enquanto é tempo.Quem não tem, vai comer cachorro e gato, porque o demônio do Lula, eleito pelas urnas eletrônicas e por Lulu boca de veludo vai vir com ódio contra todos os brasileiros.

  3. EDUARDO CUNHA APRESENTA UMA EXCELENTE CARTA NA MANGA PARA APROVAÇÃO DO VOTO IMPRESSO**

    Eduardo Cunha, sem nenhum cargo, volta ao cenário político fazendo muito barulho.

    Veja o que diz o seu artigo publicado na página do Poder360:

    “Na verdade, a discussão hoje na Câmara dos Deputados nem precisaria existir.

    A Casa já aprovou em 2015 uma proposta de emenda constitucional, a *PEC 182J de 2007, que está no Senado desde 2015, onde leva o número 113/2015.

    Essa PEC foi relatada na Câmara pelo deputado Rodrigo Maia.

    *A parte do voto impresso, em seu art. 9º, foi aprovada pela quase totalidade da casa*.

    Em 2016, o texto foi desmembrado.

    Só o seu artigo 4º foi votado, concedendo uma janela de 30 dias para troca de partidos sem perda de mandato.

    Naquele momento, diversos deputados trocaram de legenda –incluindo o então deputado Jair Bolsonaro, que trocou o PP pelo PSC.

    Os demais artigos da PEC, incluindo o do voto impresso, seguem na CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) do Senado aguardando deliberação.

    *Para que a confusão na Câmara?*

    Certamente, só para servir de palanque para alguns, que querem usar isso como discurso nas suas respectivas reeleições.

    Não há a menor necessidade disso.

    Chegamos ao ponto de partidos, por objetivos políticos atuais, chegarem a trocar os integrantes da comissão especial que analisa o assunto na Câmara para derrotar a proposta.

    É um desgaste no processo, que pode inviabilizar a discussão no Senado do texto que já foi aprovado antes.

    A discussão sobre o voto impresso podia perfeitamente ser feita já no Senado.

    Bastaria propor um novo desmembramento do artigo 9º da PEC e continuar a sua tramitação na CCJ e no plenário.”

    O artigo 9º desta PEC determina o seguinte:

    “o art. 14 da Constituição Federal passa a vigorar acrescido dos seguintes §§ 13, 14 e 15:

    13. No processo de votação eletrônica, a urna imprimirá o registro de cada votação, que será depositado, de forma automática e sem contato manual do eleitor, em local previamente lacrado.

    14. O processo de votação não será concluído até que o eleitor confirme a correspondência entre o teor do registro de seu voto, após impresso e exibido pela urna eletrônica, e o voto que efetuou.

    15. No processo estabelecido nos §§ 13 e 14, será garantido o total sigilo do voto”.

Deixe uma resposta