DEU NO JORNAL

O prefeito Bruno Covas (PSDB) sancionou nesta quinta-feira o aumento de 46,6%, em média, dos salários do prefeito, do vice e dos secretários da capital paulista.

O texto foi publicado no Diário Oficial.

De autoria do Executivo, ou seja, do próprio Bruno Covas, o projeto foi aprovado em segunda votação na Câmara de Vereadores de São Paulo na tarde da última quarta-feira.

* * *

Como é de saber sabido e verdadeiro, Rio de Janeiro e São Paulo são dois estados cujos portadores de título de eleitor são todos politizados e esclarecidos.

E, portanto, só votam em gente decente.

Gente assim feito Doria.

É de fama alardeada e amplamente divulgada que eleitor burro e atrasado só tem aqui no meu Nordeste.

Mas, pelos nomes e figuras que Rio e São Paulo elegeram nos últimos anos – pras prefeituras de suas capitais e pras governanças dos seus estados -, eles devem ter sido contaminados pelo eleitorado desinformado, atrasado e analfabeto daqui de cima.

É o vírus Coronabostus se espalhando a partir daqui do nosso recanto de mundo pro resto do Brasil.

Vôte!

Impolutos e éticos governadores colocados no Palácio Guanabra pelo eleitorado mais politizado do Brasil. Além de Wilson Witzel, claro

3 pensou em “FORAM CONTAMINADOS PELO VÍRUS DAQUI DE CIMA

  1. Abstenção não anula eleição .
    Voto em branco ( provavelmente, em breve, mudarão essa expressão , por ser ” racista ” ) não anula eleição.
    Voto nulo não anula eleição .
    E os partidos só nos oferecem os mesmos ou mais dos mesmos .
    O que resta ao povo ?

  2. Em Sampa, era Covas ou Ricardo Boulos, entre uma hiena e um urubu rei, os paulistanos que foram votar, ficaram com o carniceiro menor.

Deixe uma resposta