8 pensou em “DEU NA GLOBOSTA AO VIVO

  1. Aí eu não entendo.
    Se não aparece na Globo, vem a conversa de “ai, isso a Globo não mostra”.
    Quando mostra, a história é essa : “ui, ui, ui, a Globo teve que mostrar”.
    Pra quem se comporta assim, a Globo nunca vai acertar. Nem poderá mudar de lado.

    • É, caro Berto, para mim ficou claro que; como o quadro é sobre assuntos mais falados do Twitter, sendo o programa ao vivo, não dá para escolher o que vai aparecer na tela.

      Bolsonaro estava no hospital e era massacrado pela velha imprensa por isso (foi acusado de internação por política), apareceram 3 ou 4 temas refletindo total apoio ao PR, para desespero visível da moça que respondia pelo programa.

      Não se pode afirmar com este episódio, que a Globo é isenta e que nós, os conservadores é que pegamos no pé dela.

      A Globo está longe de querer mudar de lado. É uma questão de sobrevivência para ela agora, que o Sistema (do qual ela faz parte) derrube JB.

      • João, todo mundo sabe que a globo apoiou o regime militar e depois apoiou o Collor. Os petistas viviam hostilizando a Globo, porque era contra o governo deles.
        Eu estava em Brasília no dia em que o Zé Dirceu foi preso pela primeira vez. Vi a agressividade dos petistas com a jornalista Cristina Serra, da Globo.
        De modo que, se a Globo é hoje contrária ao governo Bolsonaro, amanhã poderá ser a favor. Depois pode mudar de novo.

        • Caro M. Mairton, a Globo foi criada e cresceu no Regime Militar. Quem dava as cartas nesta época no assunto política da empresa era Roberto Marinho. Depois que ele morreu, muita coisa mudou no aspecto político, a ponto de os filhos renegarem a carta que o pai escreveu no início dos anos 80 reafirmando que não se arrependera do apoio ao Regime de 64.

          Petistas odeiam todos aqueles que não se submetem 100% aos seus ordenamentos, chegando ao ponto em que até uma ex guerrilheira como M. Leitão também ter sido hostilizada em um avião por petistas que voltavam de um convescote qualquer em Brasília.

          Hoje a coisa é diferente, está no nível ” infelizmente hoje temos que dar uma boa notícia sobre o governo” . Tudo bem, não foi na Globo, mas poderia ser.

          Abraço

    • Eu entendi o que houve, Berto.
      Só que eu acho que não houve nada demais.
      Se o pessoal da Globo quisesse, teria evitado mostrar essa nuvem de assuntos da internet, que é gerada por um algoritmo. No entanto, foi mostrada a informação.
      A apresentadora pode até não ter gostado do que viu. Mas viu, fez a leitura e tocou o programa pra frente.
      Os bolsonaristas (não você, que não sei se é) poderiam reconhecer que a Globo fez apenas o que tinha que fazer, mas celebram o suposto constrangimento.

Deixe uma resposta