DEU NO JORNAL

Governos de 21 países, incluindo Estados Unidos, Brasil e Colômbia, condenaram “as detenções e prisões em massa de manifestantes em Cuba” e também exortaram o governo da ilha “a respeitar os direitos e liberdades universais do povo cubano, incluindo o livre fluxo de informação a todos os cubanos”.

A declaração foi assinada pelos ministros das relações exteriores de Áustria, Brasil, Colômbia, Croácia, Chipre, República Tcheca, Equador, Estônia, Guatemala, Grécia, Honduras, Israel, Letônia, Lituânia, Kosovo, Montenegro, Macedônia do Norte, Polônia, Coreia do Sul, Ucrânia e Estados Unidos.

Citando os protestos realizados em 11 de julho, quando milhares de cubanos protestaram pacificamente em todo país contra as péssimas condições de vida e a falta de liberdade, os ministros dos países signatários afirmaram que os cubanos “exerceram as liberdades universais de expressão e reunião, direitos consagrados na Declaração Universal dos Direitos Humanos” e demandaram ao governo cubano a “libertar os detidos” e a “restaurar o acesso à Internet”.

Manifestantes cubano-americanos se reúnem em frente à Casa Branca em Washington DC, EUA, 26 de julho de 2021

* * *

Não vou comentar esta notícia aí de cima.

Passo a palavra para o colunista fubânico Rodrigo Constantino:

1 pensou em “CONDENANDO A TIRANIA

  1. E o dinheiro do Povo Brasileiro (BNDES) doado à Cuba pelo larápio Lula da Silva vai ficar nesta impunidade???
    Nenhum jornalista sequer comenta este assalto ao erário nacional?

Deixe uma resposta