CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Você sabe o que sua namorada mais quer?

Algumas mulheres querem que você se apaixone por elas. Algumas mulheres querem que você corra atrás delas. Algumas mulheres querem que você sinta que nunca poderia tê-las.

Algumas mulheres querem que você as corteje, seduza e faça amor com elas. Algumas mulheres só querem que você as ache incríveis.

Mas a única coisa que todas as mulheres têm em comum, é que todas querem é atenção!

Portanto, se você quiser manter a sua parceira a seu lado, dar atenção a ela é fundamental. E saiba que gestos simples ás vezes tem o poder de marcar tanto quanto um grande ato.

Como por exemplo enviar belas mensagens de bom dia como esta abaixo, disponível no site mixfrases:

Ou até mesmo enviar um belo cartão online de feliz aniversário para namorada também disponível no site mixfrases.

* * *

Poemas para namorada

Estes são três lindos poemas brasileiros para você enviar para sua namorada e deixar ela ainda mais apaixonada.

1 – As sem-razões do amor – Carlos Drummond de Andrade

Eu te amo porque te amo.
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.

Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.

Eu te amo porque não amo
bastante ou de mais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.

Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.

2 – Amar você é coisa de minutos… – Paulo Leminski

Amar você é coisa de minutos
A morte é menos que teu beijo
Tão bom ser teu que sou
Eu a teus pés derramado
Pouco resta do que fui
De ti depende ser bom ou ruim
Serei o que achares conveniente
Serei para ti mais que um cão
Uma sombra que te aquece
Um deus que não esquece
Um servo que não diz não
Morto teu pai serei teu irmão
Direi os versos que quiseres
Esquecerei todas as mulheres
Serei tanto e tudo e todos
Vais ter nojo de eu ser isso
E estarei a teu serviço
Enquanto durar meu corpo
Enquanto me correr nas veias
O rio vermelho que se inflama
Ao ver teu rosto feito tocha
Serei teu rei teu pão tua coisa tua rocha
Sim, eu estarei aqui

3 – Soneto da fidelidade Vinicius de Moraes

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Deixe uma resposta