CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Boa tarde caríssimo

Não sei se já lhe enviaram esse documento consagrador da extrema dedicação da Dra. Ludhmila ao trabalho, prova inconteste de que nosso Presidente não premia os verdadeiros heróis nacionais.

Pela dedicação ao trabalho e à população brasileira essa incansável profissional merece reverências que nem ouso imaginar.

R. Meu caro amigo e leitor fubânico, esquerdista é igual tolôte de bosta: quanto mais mexe, mais fede.

Essa dotôra Ludhmila, uma aguerrida militante lulo-dilmaico-petralha,  é um exemplo perfeito deste brocardo popular.

E vamos ao documento que você nos mandou:

11 pensou em “ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

  1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk isso é pura magia – ela deve ter aprendido no Instituto Lula, cujo “dono” ganhava dinheiro proferindo palestras no exterior, enquanto dava expediente no Palácio do Planalto.

      • Amado Goiano estou disponível para palestras depois de meu horário de expediente coquínico. É que estou precisando de uns caraminguás para pagar o aluguel do barraco, pois com o tal LOQUINDAU está difícil vender cocos (as praias fechadas e os comércios começando a não ter horário para funcionar) e manter em dia o “alugúer du imóvi” e as prestações do Quixote Véi di Guerra.

        Se continuar nesta toda não sera necessário a tal “Boa Bala para um Bom Direitista”, pois a tendência é um Sancho morto de fome.

          • Toda vez que entro em algum estabelecimento para vender meus cocos e a tv está sintonizada na Globo SAIO do recinto e peço para ser atendido do lado de fora.

            Esta emissora não entra em meu lar desde o início da campanha presidencial de 2018.

            Está complicado vender os cocos e ganhar o pão com tantas restrições a bares e restaurantes. Perdi principalmente a clientela dos quiosques de praia que estão fechados a um bom tempo.

            E em alguns lugares estão fechando postos de combustíveis, o que fará parar meu Quixote Véi di Guerra de vez, levando o velho Sancho a comer sopa de papelão no belíssimo ABC paulista.

            Deixei de ir às putas e ás amantes. Só ando comendo comida caseira… kkkkkkkkkkk

    • Caro Ramos, O Larápio passou a viajar o mundo em jatos fretados e dar palestras de 400 mil reais (internas) e (U$D 200 mil externas) depois que saiu da presidência da República, assim como passou a frequentar um sítio totalmente reformado pela OAS e Odebrecht.

      Foram dezenas de palestras e a única que foi registrada em vídeo foi uma em PE na inauguração de uma fábrica de cervejas, onde ele aparece num palanque falando praticamente sozinho, enquanto bebia cerveja. Do que ele falava? Ora, bem de seu governo.

      Ô povo que gostava de pagar caro para ver (ou não) um falastrão elogiar seu governo. O mais importante era a grana depositada.

      Ah, a maioria (senão a totalidade) das empresas que o contratava tinha negócios com o governo, uma simples coincidência.

      A Dra. Ludhmila tem a quem seguir.

        • Goiano,

          Só sendo muitíssimo imbecil, principal característica de qualquer petista, para acreditar que haja alguém minimamente interessado em escutar as imbecilidades defecadas verbalmente por esse bêbado ladrão. (Ou será ladrão bêbado ?)
          A única razão plausível para se quedar a ouvir essas merdas orais seria o puro e simples “Tráfico de Influência”! O famoso toma lá dá cá!
          Essa tem sido a maneira clássica de “lavar” os milhões de Reais em propinas, tocos, bolas, subornos, pixelecos, ou como queiras chamar, arrecadados por este larápio de famigerada memória.

          • Caro Adônis, estou de acordo com cada palavra sua colocada acima.

            Tem mais, depois que começou a Lava Jato e o PT saiu do poder, cessaram todas as palestras, o instituto Lula Fechou e a empresa LILS foi à falência.

  2. Caríssimos cumpanheros
    Num adianta ficar discutindo essas migalhas de pixulecos, quando se apresenta uma oportunidade única de usarmos parte desses recursos financeiros para comprar um carro novo ou trocar de rocinante, aproveitando a excepcional oportunidade que o ínclito gunvêrno pernambucano nos dá, mantendo as concessionárias de veículos (marcas de excepcional qualidade, somente) em pleno funcionamento.
    Corram que as filas estão muito grandes.

Deixe uma resposta