CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Dom Luiz Berto Fº:

Hoje, vendo uma série de vídeos, no YouTube, me convenci que animais selvagens somos nós, e não eles.

A começar com a gratidão que eles demonstram, ao contrário da maioria de nós que só sabe exigir ajudas e “dereitos”, e uma vez os obtendo, raríssimas vezes, alguém é grato, e ainda quer mais e mais.

É o que justifica a sabedoria popular, no conhecido ditado:

“A gente dá um dedinho e eles, depois, querem o braço”.

Vejamos, pois 2 exemplos, dos muitos sobre a gratidão dos animais.

1º – Reencontro entre um leão e seus amigos humanos em ambiente selvagem:

2º – A história do pinguim que volta todo ano ao Brasil:

E para nós que já perdermos a fé na justiça [a começar pelo $TF, isto é, “$uprema Tramóia Federal”, e a OAB, isto é, “Ordem de Apoio a Bandido$”], infelizmente esse é um juiz municipal [Francesco (“Frank”) Caprio, de Providence (Rhode Island)] e é de lá dos EUA.

Eis 2 vídeos, há muitos, desse exemplo de juiz, um dos mais justos do planeta.

1º – Vários exemplos:

2º – E a surpresa para uma mulher:

Um baita abraço,

Desde o Alegrete – RS,

Deixe uma resposta