JESUS DE RITINHA DE MIÚDO

Mote:

Quem nasceu pra ser gigante
Não mora em terra de anões.

Glosa:

Caminha sempre adiante
Não pisoteia ninguém
Semeando o amor e o bem
Quem nasceu pra ser gigante.
Da bondade é praticante
Amante das compaixões
Fomentador de perdões
Sendo bom por natureza
E por toda essa grandeza
Não mora em terra de anões.

Deixe uma resposta