DALINHA CATUNDA - EU ACHO É POUCO!

Quem um dia já foi cana
Agora é só bagaço

Mote da colunista

Hoje você me procura
Mas não lhe dou atenção
Morreu a velha paixão
Virou pó na sepultura
Olhando sua figura
Mal reconheço seu traço
Escapo do seu abraço
Pois meu olhar não se engana
Quem um dia já foi cana
Agora é só bagaço

Deixe uma resposta