DEU NO JORNAL

O jornal ultra esquerdista Folha de S.Paulo disse que Bolsonaro não tinha provas para chamar traficantes que roubam e matam de “traficantes que roubam e matam”.

Segundo o folhetim, como as investigações não foram concluídas, o presidente não poderia ter dito que a patota que portava uma sub-metralhadora, fuzis, granadas e até munição anti-tanque, eram traficantes.

A vida no jornal esquerdista anda tão difícil que sua matéria é um elogio ao presidente. Ao prestar homenagem ao policial morto durante a ação, Bolsonaro fez o que qualquer pessoa com um mínimo de senso faria.

Fora das redações, a polícia ainda é respeitada e vista como parte importante da segurança pública. No mundo real, onde não se politiza sobre cadáveres, há ainda uma distinção entre quem protege e quem ameaça a vida, independentemente de cor, gênero ou opção sexual.

Esse é o mesmo jornal que criou uma das mais bizarras formas de inventar factóides de todo mundo: o “diz leitor”.

* * *

De fato, esta putaria do “diz leitor” inventada pela Folha pra mentir de cara lavada é de lascar.

Foi a maior presepada já imaginada por este papel higiênico que se passa por jornal.

O único lugar onde o “disse leitor” quer dizer que o leitor disse mesmo, é aqui nesta gazeta escrota.

Diz aí se é ou não, caro leitor fubânico!!!

7 pensou em “SÓ AQUI É QUE O LEITOR DIZ MESMO

  1. Papa Berto, os esquerdalhas sofrem quando não passam uma vergonha. Eles não podem ver uma vergonha, que já querem passar. A máxima aqui é que bandido sempre apoia bandido. Essa é a filosofia de vida desse pessoal canhoto. Por isso, sem sombra de dúvida, que eu mando essa raça do Satanás, à grã puta que os pariu.

  2. Eu já disse no Deu no Twitter logo avaixom as repito, porque esta é a nossa realidade hoje:

    Eu acho que agora Facchim dará 48 horas para Bolsonaro explicar de onde ele tirou a ideia de que os traficantes mortos “roubam e matam” sob pena de ser retirado imediatamente do cargo.

    Ora esta, traficantes são comerciantes estigmatizados pelos reacionários, que têm preconceito contra quem trás alívio e estimula a alegria na sociedade. De vez em quando precisam defender seus territórios, interesses e dar alguns esculachos em que não paga o que consome. Trazem segurança, conforto e progressos às “cuminidadjjis” a que pertencem

  3. A mídia tradicional os grandes veículos de comunicação no mundo inteiro tornaram-se meios de desinformação, uma temeridade sobremaneira sos jovens ávidos por informações e em busca de educação de qualidade e, quando falo da mídia, me refiro a mídia desinformativa no mundo inteiro!

  4. A Foice de São Paulo está quebrada e em dificuldades financeiras. Logo irá apelar para a recuperação judicial.
    Basta ver a tiragem baixa deste tabloide.

  5. A Folha de São Paulo já prestou no tempo em que seus diretores, redatores, jornalistas tinham moral e ética.

    Hoje viraram um esgoto público a céu aberto todos os seus noticiários, reportagens e editoriais.

  6. Pingback: EDITOR AMOSTRADO | JORNAL DA BESTA FUBANA

Deixe uma resposta