CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Amigo Berto!

Os ministros do STF Rosa Weber, Carmem Lucia, Luiz Roberto Barroso e Edson Fachin votaram contra as emendas do tal “Orçamento Secreto”, e o placar está 4 X 0!

Trata-se de mais um ataque à independência e autonomia dos poderes!

Nesse caso é a coisa mais bem feita que já vi!

Os deputados e senadores estão pagando caro por sua inércia, por terem, de joelhos, beijado a mão do STF em vários casos de interferência (notadamente no vergonhoso caso do Deputado Daniel Silveira).

Escreva o que eu digo: Não vai demorar muito e os urubus vão dar uma carcada merecida no rabo da imprensa bajuladora que tem assinado embaixo de todas as cagadas desses malas!

R. Meu caro, os urubus já estão de plantão.

Ansiosos pra dar a carcada…

3 pensou em “SERGIO RIEFFEL – CÁCERES-MT

  1. Tem coisas que ninguém fala na “grande mídia”, porém é verdade. O tal orçamento do relator no valor de 20 bi, que não é secreto, pois quando sai é publicado no D. O. foi criado numa PEC votada em dois turnos com menos de 2 horas de diferença. Presidente da Câmara à época: Rodrigo Maia, que azeitou tudo para sair rapidinho. Bolsonaro vetou tal item da PEC, mas na época o veto foi derrubati rapidinho também.

    Com o relator (pau mandado) tendo 20 bi nas mãos, o Nhônho achou que estava bonito para mais um mandato. Levou um tombo. Já Bolsonaro, do limão fez uma limonada. Ajudou a eleger o Presidente da Câmara e conseguiu que este dinheiro fosse direcionado para obras de seu interesse (e do Brasil).

    Aí o que era bom ficou ruim. Nhônho e a oposição sentiram o golpe. Passou a criticar o tal dinheiro. Lembremos que tal dinheiro já é destinado há vários anos e só agora, véspera de eleição virou escândalo.

    E assim caminha a humanidade.

Deixe uma resposta