3 pensou em “OS SEM VOTOS É QUE TÊM O PODER

  1. Com certeza, no dia que tirarmos a bunda gorda do sofá e levantarmos da cadeira ao redor da mesa da cerveja, e sairmos da teoria para a prática. Quando “agirmos”!

  2. Como acabei de dizer em outro local desta aguerrida publicação, comentando manifestação de nosso Adonis de Oliveira: “E salve o General Olímpio Mourão Filho, que sabia e hora e fez acontecer….”

  3. Essa, é a pergunta que não quer calar.
    Há um bom tempo ela é feita por todos nós.
    Pelo cidadão do bem, pagador de impostos. Cumpridor dos seus deveres.
    Obediente da Lei e da Ordem.
    Eleitor que vota para as mudanças, as melhorias e o crescimento do seu País e de sua vida.

    Tudo isso, infelizmente, é solapado, assim que as vossas excrescências são eleitas.
    E ultimamente, o protagonismo da judicialização invadindo as outras esferas dos Poderes. Convenientemente cumpliciada e conivente com a patifaria partidária, reles, vil e rasteira dos esquerdopatas.

    Coloca todos nós diante dessa indelével pergunta: “Até quando teremos que suportar isso?”

Deixe uma resposta