CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Domingo

Para pensar, pensar e … pensar.

O cabeçalho seria a frase do twitter da Dama de Ferro. Como foi publicado ontem no JBF não vou repeti-lo.

Então vamos lá.

Quem manda no planeta e em todos nós !!!

Encontrado finalmente QUEM dá a ordem para a vacinação. QUEM tem o monopólio da “vacina”

A obrigatoriedade das “vacinas” atende aos interesses dos acionistas majoritários das empresas farmacêuticas (einvestidor.com). Aí você vai dizer: isso eu já sabia.

Mas (ativo) quem são eles ?

Pra mim, que não sou mestre em debates científicos, essa informação foi crucial

Quem me vende ?

De quem eu compro?

Qualquer um pode encontrar as respostas simplesmente digitando no Google e clicando em uma bolsa de valores.

Assim verifica-se facilmente as seguintes informações:

O Maior acionista da Pfizer é o Grupo Vanguard.

O maior acionista da Johnson & Johnson é o Grupo Vanguard.

O terceiro acionista da AstraZeneca é o Grupo Vanguard.

O quarto acionista da Moderna é o Grupo Vanguard.

O terceiro maior acionista da Sanofi é o Grupo Vanguard.

O Vanguard é um fundo de pensão americano.

Ele administra absurdos $ 7 trilhões, mais do que o PIB de Alemanha e França juntos.

O maior acionista do Google (YouTube, Googlemaps, WhatsApp) é o grupo Vanguard.

O maior acionista do Facebook é o Vanguad Group.

O principal acionista da Microsoft é o Vanguard Group.

O principal acionista da Apple é o Vanguard Group.

O maior acionista da Akamai é o Grupo Vanguad. Akamai é a empresa líder mundial em armazenamento digital de dados. É ela, junto com a gráfica nacional, que armazena os dados da aplicação tousanticovid e por isso creio (deixo para vocês verificarem) que também armazena os dados do código QR utilizado por todos os locais onde se encontra para aplicar o passe saúde.

O principal acionista do Mac Donald’s é o grupo Vanguard.

O maior acionista da Coca-Cola é o grupo Vanguard.

Quem é o principal acionista da Disney ? Claro, o grupo Vanguard.

Philip Morris é o maior fabricante de tabaco do mundo. (o tabaco mata 8 milhões de pessoas por ano com aprovação do estado. E nos países onde pode, as crianças são seu principal alvo).

Ironicamente, o Champix é um dos medicamentos para fazer parar de fumar mais lucrativos da Pfizer.

Cacildis … câimbra nos dedos de tanto digitar grupo Vanguard.

Vamos dar um passeada entre os 80,9 % (pois uma das exceções é Sancho, uma mente perturbada – como ele chegou a este percentual é uma incógnita) das mentes brilhantes que circulam pelo JBF. Sejam em colunas, comentários, correspondências, edição, etc).

Já passamos pelo clichê “Era uma vez”. Que tal agora para, os que vão nos presentear com livros de coletâneas de “causos” (Magnovaldo e quem sabe Violante ou Cícero ou d.Matt ou o louco desvairado do Adonis e outros), espiar mais um clichê ?

“MAL ELES SABIAM”

Seja dito pelo protagonista, seja proferido pelo narrador para o leitor, esta frase (clichê) da literatura universal indica que algo está prestes a acontecer. De uso recorrente, principalmente em romances góticos ingleses do século XIX como estratégia para revelar alguns detalhes improváveis da trama, esta frase passou a atuar como um anticlímax, ou seja, quebrava a tensão ao entregar que o leitor deveria se preparar para algo importante (mas o bom não é a surpresa ? ou o susto?).

A primeira obra a utilizá-la ainda é incerta, mas (sossegado) você a encontra em livros de Ellen Wood (1814-1877) e Ann Marsh-Caldwell (1791-1874) no início da segunda metade do século XIX, até em Arthur Conan Doyle (1859-1930) já próximo do século XX. É isso.

FUJAM DOS CLICHÊS futuros escritores de 12 (simplório Magnovaldo) ou 1 milhão de cópias editadas.

Voltemos ao “monopólio”.

Agora fica mais fácil entender porque, de vez em quando, aparece uma NOVA variante do covid e em Israel a quarta dose da picadinha já é obrigatória.

O Grupo Vanguard “caga” (sorry, não pega bem para uma donzela falar assim, né Cícero ?) em e pra todo mundo.

E não há lei que os possa impedir uma vez que “compram” todos os governantes (raras exceções) com euros e dólares !!! Não podemos nos permitir ser subjugados por quem recebe cada vez mais doses de veneno.

ACORDEM, POR FAVOR !!!

E não falo mais neste assunto. tá Airton ? Está tudo escancarado. Só não vê quem …….. (deixo ao encargo de cada um completar a frase com o que achar melhor).

Um excelente domingo a todos que GANHAM seu tempo (e muito bem) lendo o JBF.

PS – falando em ganhos será ? Será que “alguém” ficou “milionér” no pôquer ontem a noite ? Saiu será o Straight Flush enviado telepaticamente ? Se sim, 50% pra cá descontada a taxa de frete baseado no dos cocos (hehe).

Seguindo o mestre:

PS1 – se por acaso alguém não viu a indicação de filme que Sancho deu ontem, eu reforço a indicação dele e os dados que ele passou. Vale muito a pena assistir e/ou rever.

Uma mente brilhante (A beautiful mind)

Direção de Ron Howard, EUA

Universal Pictures, 2001. 135 minutos

Agora fuiiiii de verdade

Bye

27 pensou em “SCHIRLEY – CURITIBA-PR

  1. Schirlei,

    Seu elucidativo texto me conduziu por um atalho até Orwell, mais precisamente ao melhor “romance” político de todos os tempos, o tal 1884. Winston Smith, personagem central da obra, trabalha no departamento de arquivos do Ministério da Verdade, que, pasmem os que o lerem, se ocupa a difundir mentiras.
    Smith, de existência igual à de tantos outros homens desprovidos de consciência individual, desperta no dia em que registra no seu diário secreto esta evidência subversiva: «A liberdade é a liberdade de dizer que dois e dois são quatro. Uma vez que se reconheça isto, tudo o mais virá por acréscimo.»

    Li e para melhor compreensão (confesso ser muito parvo no que concerne aos jogos do poder), reli e fiquei a matutar sobre o grupo Vanguard.

    Talvez algum outro leitor, ou até mesmo a cronista domingueira, possa elencar quais os nomes que se abrigam por trás das 4 paredes da empresa que parece dominar e dar as cartas no cenário mundial.

    E, por fim, causa-me surpresa e tristeza, que até o presente momento, tal texto não esteja repleto de comentários a elucidar tais “mistérios” do mundo empresarial. Onde foram parar nossos Sherlocks, Poirots,Marples, Clouseaus, Monks, Veronicas, Jéssicas, Lawliets, Tintins, Mulders, Scullys?

    Ah, antes que me esqueça: E veio você, querida amiga, a me ofertar o melhor Straight Flush possível, mas a velha faz milagres com qualquer mão que tenha e saiu mais uma vez depenando os patos. perdi pouco, apenas 50 reais de “preju”, conforme apurado na hora de trocar as fichas.

    • Oiê,

      Calor de rachar o coco hoje. (Bronquinha, Você escreveu meu nome com “i” no final, chinif, chinif).

      Sancho, o livro não seria o tal 1984 ? Li e concordo plenamente com sua opinião sobre ele.

      Bom, também não sou nenhuma “expert” (apenas curiosa) em jogos do poder.

      Como até o momento nenhum dos nomes que você citou (a maioria desconheço) apareceu por aqui posso tentar clarear um bocadinho sobre
      alguns nomes que se “abrigam” entre as 4 paredes da empresa que “domina” e “dá” as cartas no cenário mundial.

      Qualquer equívoco “perdonami”.

      Temos outra empresa. A BlackRock que “possui tudo”. As ações da BlackRock são detidas pelo grupo Vanguard. Ao tentar descobrir quem são os verdadeiros donos da Vanguard as coisas se complicam. Pra saber quem está no controle, temos que pesquisar “quem” detém a riqueza do mundo.

      Os maiores fundos de investimento do mundo são BlackRock, Vanguard e State Street. As 3 juntas gerenciam mais de US $ 20 trilhões em ativos globais. Os ativos da BlackRock detêm uma participação de 97% das 500 maiores emmpresas do mundo.

      Aí é que entra o que acho que Sancho gostaria que fosse citado.
      Quem são os verdadeiros donos dessas empresas.
      Larry Fink, por exemplo, não é o dono da BlackRock. É o CEO da empresa que age apenas como fachada.

      Quais os 4 nomes então ? Vamos lá:

      . os Rockefellers;
      . os Rothschilds;
      . Duponts;
      . Morgans;

      . realeza européia (nobreza negra);
      . cúpula da cabala globalista ( controlam os bancos centrais e criam dinheiro “do nada” ).

      E por aí vai … é só pesquisar. Essa é a alma do neoliberalismo que nada mais é do que um sistema projetado para o domínio absoluto dessas famílias (satanistas) que criaram e financiam o socialismo, o comunismo, o nazismo, o fascismo. Resumo da coisa toda : “este é o poder da NOM”.

      Chega. Quem quiser saber mais tem as ferramentas nas mãos.

      Depois que você começa, aprende que o “buraco é bem mais embaixo”.
      Que o que enfrentaremos este ano não tem nada a ver com Lula e outros candidatos de esquerda. É muito maior pois são os “poderosos” que financiam estes candidatos e querem voltar ao poder a qualquer custo.

      Que o povo brasileiro realmente acorde. Conheça um pouco melhor o verdadeiro inimigo. Saiba que deveremos estar prontos pra tudo. Tudo mesmo:
      “Ou ficar a pátria livre ou morrer pelo Brasil”.

      Que o senhor dos céus abençoe nosso Brasil e os brasileiros de coração verde e amarelo.

      Parei aqui Sancho. Se o Xandão mandar me prender você fica encarregado de levar água de coco, sabonete, shampoo, etc, OK ?

      Ainda bem que não fui às compras gastar por conta o que Sancho NÃO ganhou no pôquer. Quem sabe na próxima.

      Um grande abraço de sua amiga de todas as horas,

      Schirley

      • Caríssima,

        Tens toda razão quanto ao “i” no final… snif, snif, quem chora é Sancho. Quanto ao nome ser 1984 também estás coberta de razão.

        Defendo-me: a gente vai digitando, digitando e ao enviar não observa as besteiras que por vezes surgem…

        Nunca vá às compras gastar por conta o que Sancho NÃO pode vir a ganhar no pôquer, pois gosto muito do jogo, mas a turma que se reúne á mesa é feita de viciados e quase profissionais no tal jogo. Aqui sempre está presente o Gê, irmão de meu genro, que até em Vegas já ganhou torneio. Isso sem falar na sogrona que é veterana em pano verde em cassinos clandestinos aqui em Sampa (não conta pra ninguém, mas em Sampa está cheio deles). E a velha faz bonito na arte do blefe.

        Quanto às famílias que dominam o mundo dos negócios os conheço de histórias que nos sopram aos ouvidos, mas não conhecia as empresas que as representam (Sancho não sabe da missa a décima parte).

        Sou tão tolinho no que concerne aos grandes vilões do mundo real…

        Quanto à prisão, não vejo motivo algum para que alguém venha a engaiolar a amiga;mas (livrai-nos de tal mas), se ocorrer, está garantido o kit coco e higiene. kkkkkkk

        Que a amiga me informe as marcas favoritas, faz favor.

        Sempre, até sempre.

        • Kkkkkk
          Marcas favoritas. Pra quem vai estar atrás das grades não importa. Já a água de coco ninguém entende melhor que Sancho.
          Mas (perfumado) vou dizer que no dia a dia gosto dos produtos da Phebo.
          Domingo Sancho folga ?
          Qto ao pôquer eu sou uma negação.

          Viu que o Ciço respondeu o pq de “Dama do Asfalto” ? Lá na tua coluna ? Estava curiosa.

          E o calor continua.

          Sempre, até sempre

    • Querido Sancho,

      A análise que o mestre dos cocos faz de “1984”, talvez o melhor romance político de todos os tempos, porque continua atual até o fim de tudo, acresce ao magnífico texto da queridíssima Schirley as inquietações de Winston Smith.

      Beijaço em ambos pela inteligência lúcida.

  2. Bom dia cara Schirley!

    É estarrecedor saber que um único grupo de investimento detém tanto poder, a ponto de superar o PIB de vários países em sua carteira de investimentos.

    Naquela pirâmide de poder que se apresentam, eles estão na penúltima escala (a última é reservada ao maligno).

    Abraço

    • Schiley, sugiro que v. pesquise sobre o grupo de investimentos Black Rock, com ativos de USD 10 tri (2 Brasis a mais que o Vanguard). Este também está lá no penúltimo degrau).

  3. Eis aí a grande razão que nos leva a viver eternamente na merda.

    Enquanto os gringos poupam para a aposentadoria em fundos de investimento e estes, saem pelo mundo afora, esfolando os bestas a fim de dar lucros monstruosamente gordos.

    Nós, aqui em Pindorama, vemos o dinheiro poupado para as aposentadorias ser todinho açambarcado por uma casta de lombrigões gordos, escastelados nos diversos escaninhos da estrutura de poder que nos estupra.

    Quando é depois, chegam com umas aposentadorias de merda, só para engabelar a multidão de otários, e que é feito camisa de vênus: SÓ DESENROLA NO PAU! Se não entrar na “justiça” e brigar por anos, não recebe nunca.

    Dão também umas migalhas aos milhões de mortos de fome que nunca contribuíram com porra nenhuma, e chamam essa esmola de “APOSENTADORIA”, SÓ PARA QUE ESSA MASSA DE MISERAVEIS CONTINUE APOIANDO E VOTANDO NOS MESMOS CRÁPULAS.

    Sabem quando vamos sair desta merda? NUNCA! A não ser que exterminemos esta raça maldita que nos infelicita desde sempre.

    • Oi “brabeza pura”,

      Concordo com você. É uma merda. Se vamos conseguir “eliminar” o inimigo através do voto vai ser uma dura batalha.
      Espie o que respondi pro Sancho (é longo por isso não quero repetir aqui) e prepare-se para saber quem são os inimigos. “A raça maldita”.

      Abração

  4. Tô de volta e quero “opinar”. E vou opinar mantendo o respeito que o ambiente exige (arre égua!), dizendo que, quem autorizou tudo, foi alguém que “descaga” ou num linguajar bem nordestino, “quem caga pra dentro”! E olhem que minha falecida Avó me avisou faz muito tempo: “meu fii, tu ainda num viu foi nada, visse – te aprepara pra ver mais coisa”. Aproveito o espaço pra lançar um desafio: ganha um cento de mariola e dois pedaços de rapadura, quem acertar os nomes da quinta e da sexta cepas dessa pandemia! Tá valendo!

  5. Olá José,

    o “X” da questão não são as vacinas. A “picadinha” é uma grande jogada. Não podemos continuar sendo subjugados.

    Repetindo Sancho:

    “A LIBERDADE de dizer que dois e dois são quatro. Uma vez que se reconheça isso, tudo o mais virá por acréscimo”.

    • Sem pretender rotular nada: picadinha, picadona, pica isso ou pica aquilo, tudo tem a nossa permissão e conivência. Isso só vai acabar, quando “nos levantarmos” – em todos os sentidos. Duvido que alguém que use e acredite na Homeopatia, algum dia vá recorrer à pícadinha! A Homeopatia, sabemos, não trata o mal ou a doença. Trata o homem, o ser. Na semana que terminou, estivesse fortemente gripado. Nem médico procurei. Já estou curado: com chá de alho e limão; e chá de erva doce. Sem “picadinha”. Claro que sei que os organismos são diferentes uns dos outros.

      • Bom dia

        Desculpe o atraso.
        A natureza é sábia.
        Mas (acordado) como você mesmo disse, os organismos são diferentes. Muitas vezes precisamos de intervenção rápida nos tratamentos.

        Abraços

  6. Queridíssima Schirley, a Dama de Ferro me fascina, assim feito você.

    Margaret Thatcher, a primeira-ministra britânica que mudou a concepção do mundo com o liberalismo econômico, a força, a garra, a coragem, a determinação e a percepção modernizante, era o que não lhe faltavam.

    A outra Dama de Ferro que a interpretou no cinema, Meryl Streep, em 2011, também merece os encômios recebidos pela sua extraordinária capacidade interpretativa do personagem, por isso mesmo ganhou o Oscar.

    Sancho tem uma mente brilhante como à daquele velhinho de 95 anos da Aldeia onde todos os ancestrais haviam se encantado e ele sabia de cor o nome de cada um e os apelidos. Puta memória!

    Schirley, como pajé da tribo “para as mães não só um beijo basta”, pode soltar todos os palavrões nas suas frases formuladas. O mundo é livre, e a natureza dá as ordens, dizia o pajé meu avô.

    Abraçaçação, com muitos beijos e rosas gira-sóis!

    Uma mente brilhante (A beautiful mind)

    Direção de Ron Howard, EUA

    Universal Pictures, 2001. 135 minutos.

    É fantástico!!

  7. Simplesmente brilhante, todos os comentários realizados por tão nobres Fubânicos.

    Isso que faz a gente ser sempre grato pelo privilégio de conviver com tão seleto grupo de pessoas. Em um espaço repleto de conhecinentos, cultura, ensinamentos, erudição e aprendizado do mais alto nível.

    Começando com a Schirley com seu excelente artigo. Tão importante, revelador e resultado surpreendente de suas pesquisas de campo. Depois o Sancho, o João Francisco, o Adônis Oliveira,
    o José de Oliveira Ramos e o Ciço Tavares. Acho que não esqueci de ninguém.

    O domínio de povos e nações, sempre se dá pela ação eficaz e determinante de quem detém o poder e o dinheiro.

    Tem coisas que são diretas e autoexplicáveis. Então vejamos:
    1) A indústria farmacêutica representa de 6%/7% do PIB mundial.
    2) O G-20 (onde com certeza essas famílias abastadas, influentes, poderosas, gananciosas, controladoras e donas das maiores empresas
    nos diversos setores estratégicos) vivem e habitam, mais precisamente G-5/G-7. Detêm mais ou menos 70%/80% do PIB mundial. Isso significa que os 90% restantes dos países, ou seja, 180 países ficam com o percentual remanescente da economia do mundo para dividir entre eles. Considero estarrecedores esses dados. Há quanto tempo isso é assim? Será que vai mudar um dia?
    Mais terrível e preocupante fica, quando tomamos conhecimento das informações da Schirley, que esse Grupo Vanguard controla em torno de 20 trilhões de dólares. Talvez seja a metade do que os 180 países possuem.
    3) Não nos esqueçamos que o Sr. Elon Musk do Grupo Tesla, tem um patrimônio que equivale ao PIB do Brasil, algo em torno de 1,4 trilhão de dólares.
    4) Essas sociedades secretas, grupos fechados de famílias seculares. Estão sempre por trás
    dessas situações de privilégios que escravizam o restante da humanidade.
    5) Pesquisa realizada no Brasil, talvez há dois ou três anos atrás.
    Revelou que só 8% da população são proficientes.
    Pode parecer sem importância, como muitos já falaram.
    No qual discordo totalmente. Acredito que esse estudo revela
    o nível de atraso mental e intelectual da população brasileira e consequentemente as sucessivas eleições desastrosas e equivocadas que
    sao realizadas pelo eleitor. Além da possibilidade de fraudes nas
    nas urnas.
    2022 é Jair ou já era.

    • Luís, pela primeira vez li o nome desse “cidadão”. Será que ele vive ou vegeta? Será que, quando ele “desencantar” vai levar alguma coisa? Entendo que, riqueza é saber dividir., Bom dia.

      • Caro José.

        Elon Musk.

        Sugiro que você procure saber quem é.

        Bolsonaro recentemente fechou parceria com ele.

        Se você observar o céu em noites claras verá muitos satélites da Space X que forma uma “constelação” de satélites e são desse senhor que você diz que nunca ouviu falar.
        Dê uma espiada.

        Abraços

  8. Sancho,

    Espie o que o Peninha fez comigo hoje
    Perdi o chão …
    Vou, por minha conta e risco, dividir essa semana com você que gosta de boa música.

    “Quando eu entregar meu coração …”
    Com um AMIGO DE VERDADE, que divide e suporta tudo, sei que você saberá do que falo.

    Sempre, até sempre.

    • Morro de medo de escrever pra Sancho.

      Mas (pensativo) você é ” my best friend” virtual.

      Saiu errado.

      “Quando eu entregar meu coração …(o que não é tão fácil)”

      PARA um amigo de verdade …

  9. Além do que a Schirley falou Sr. José Ramos.
    A idéia dele é colocar “chips” nos cérebros das pessoas para serem monitorados pelos 12 mil satélites (já possue mais de 4 mil) que ele quer colocar em órbita da terra.
    Com o magnânimo propósito de curar os males que assolam o corpo e a mente da raça humana.
    É outro, desenteresseiro visionário, bem como o Sr. Bill Gates, que já está prevendo que a próxima pandemia será pior do que essa.
    Nossa dileta, estudiosa e bem informada fubânica Schirley já nos alertou em seu artigo que a empresa (Microsoft) desse Sr. Gates. Tem como principal acionista esse grupo Vanguard.
    Todos elos da corrente são unidos e inquebrantáveis.
    Pelo que já li do Sr. Musk. Não podemos afirmar se é verdadeiro ou falso. Ele nunca criou nada. Apenas paga pelas invenções dos outros. É um excelente empreendedor e um negociante astuto. E hoje é dono da maior fortuna do mundo.
    Não quero me alongar mais, para não tornar-me enfadonho.

    Como disse a Schirley também, se o senhor quiser, dê uma pesquisada sôbre esse cidadão e suas empresas.

    E com certeza, quando “desencantar” não levará coisa alguma. Como é a lei natural das coisas.
    Um forte abraço para o senhor e para todos fubânicos.

    • Luís, quero distância dessas pessoas. Prefiro continuar comendo minha espiga de milho verde cozida; assando castanha de caju e bebendo água de pote em vez de Perrier. Mas, aprendi a respeitar os direitos dos outros e nada tenho contra quem usufrui dessas benesses.

  10. Sábia e inconteste decisão,
    Sr. José Ramos.

    O senhor, agora me fez lembrar o grande mestre Ariano Suassuna que disse: “Não troco meu oxente pelo Ok de ninguém”.
    Tenha um excelente dia com as bênção de Deus.

Deixe uma resposta