DALINHA CATUNDA - EU ACHO É POUCO!

Deus me livre desse mal
Inda tenho tanta vida
Trago meu sorriso largo
Alguém me chama querida
Eu não quero ir agora
Ai, ai, ui, ui,
Ô meu pai me dê guarida.

Quero viver utopias
Tenho tanto amor pra dar
No calor da minha rede
Inda quero me embalar
Mesmo no outono da vida
Ai, ai, ui, ui,
Vejo meu sonho brotar.

Quero meus dias brejeiros
As noites de cantoria
Com viola e lua cheia
Deus do céu me alumia
Salve todos do naufrágio
Ai, ai, ui, ui,
Nos poupe dessa agonia.

Faço prece pra Maria
Faço prece pra Jesus
Peço a Deus onipotente
Aquele que nos conduz
Que tire dos nossos ombros
Ai, ai, ui, ui,
Essa tão pesada cruz.

Deixe uma resposta