REINADO DE TRISTEZA

O Brasil foi muito negligente com o vírus, quando continuou com o carnaval.

O mundo já sinalizava o desmantelo.

Foram quatro dias de “alegria” que durarão muito tempo de “tristeza”.

Hoje é quarta-feira de cinzas eterna para muitos.

Agora choram as viúvas
De negro fantasiadas
Lágrimas inconsoláveis
Herança das gargalhadas
Pelas ruas e avenidas,
Nas negligências geridas
Por quatro noites danadas.

Se calaram as batucadas
O samba em luto entrará
O Mestre Sala, coitado,
De triste não dançará
E até a Porta-Bandeira
Antes tão linda e faceira
O estandarte fechará.

E a morte continuará
Cuíca e surdo calando
A Colombina em prantos
Com o Pierrot vai chorando
E o pobre do Arlequim
Empunhando o tamborim
Marcha fúnebre vai tocando.

E Momo antes reinando
Por quatro eternos dias
Com tanto luxo e riqueza
Nas mais lindas fantasias
Já vê seu vivo reinado
Em tristeza transformado
Sem prazer, sem alegrias.

10 pensou em “REINADO DE TRISTEZA

  1. Jesus de Ritinha de Miúdo:

    O prazer é todo nosso, Grande Poeta, lermos do forno, aqui no JBF, suas poesias inteligentes: o lamento de uma irresponsabilidade de quem deveria cuidar de nós: os governantes, que escancaram a porteira para um carnaval sem futuro que, com suas consequências “coronavirais”, está ceifando vidas de inocentes.

    Pior, Jesus de Ritinha, é que estamos perdendo profissionais – médicos, enfermeiros, agentes de saúde… – que estão sendo vítimas da alegria da ganância do homem!

    Sua poesia nos provoca uma tristeza danada, mas é REALISTA!

    • Dileto Cícero, eu fico sem jeito com os confetes que você me joga.
      Mas agradeço do fundo do coração pelo carinho.
      É recíproco!

  2. Por falar em gente especial ………

    Que tal os poetas ???!!!…. como pode ??!!!

    De um tema, “Carnaval”, uma poesia sensacional ……

    Mas o talento é como amor de mãe …… incondicional …

    Parabéns ….. por essa e por todas as que eu deixei por bobagens ……

  3. Nós temos 5 estados que são responsáveis pelo número absurdo de morte: Amazonas, Ceará, Pernambuco, Rio e São Paulo. Carnaval foi muito importante e todo mundo assumiu o sucesso, agora vamos jogar as mortes nas costas do governo federal. Parabéns, Jesus. Muito bom o poema

  4. Por aqui um gestor de não se sabe o que , armou um carnaval e já se sabia do vírus. Agora com aquelas calças agarradas , vai ser difícil se virar nos trinta.

Deixe uma resposta