DEU NO JORNAL

O Plano Nacional de Imunização (PNI) inicia a semana com uma ótima notícia.

Sete meses após a primeira vacina de covid aplicada no país, o Brasil conta com quase 215 milhões de doses disponíveis à população, superando a relevante marca de mais de uma dose para cada habitante.

Atualmente, 177 milhões já foram aplicadas nos brasileiros, dos quais 55 milhões estão imunizados com duas doses ou a vacina de dose única.

Este é o 219º dia da campanha de vacinação, o que aproxima o Brasil de outra marca: disponibilizar, em média, um milhão de doses por dia.

A média diária de doses aplicadas pelo PNI nos 219 dias de campanha é de 816 mil, vacinando 61% da população total e quase 80% dos adultos.

Com 177 milhões de doses aplicadas na população, o Brasil chega ao dobro do que foi aplicado no Reino Unido, grande produtor de vacinas.

* * *

Estes números não saíram no Jornal Nacional.

Nem em nenhum dos órgãos da grande mídia funerária.

Mas saem aqui nesta gazeta escrota.

Fico feliz que só pinto no lixo sabendo que vou deixar putos os pessimistas e os componentes do time do contra, a patota do “quanto pior, melhor.”

Fazer essa turma ficar com raiva me dá uma alegria enorme.

Um saudável sadismo me enche o peito de satisfação.

Tenham todos vocês leitores fubânicos uma excelente semana!!!

2 pensou em “PRA COMEÇAR A SEMANA

  1. Está uma “briga entre as cidades de SP e RJ para ver quem termina primeiro a vacinação. A população adulta acima de 18 anos já foi vacinada e agora miram nos adolescentes.

    O Brasil é um só. Alguns estados estão com as vacinações defasadas em relação a SP e RJ, quer por incompetência ou pelo tamanho dos estados.

    O certo é que a vacinação vai muito bem para o Brasil como um todo, mas se olharmos as notícias da velha mídia, ouviremos que o MS não está entregando vacinas e que há postos de vacinação parados em SP e RJ.

    Sinto que falta uma melhor comunicação do Governo Federal quanto a estes fatos.

  2. Infelizmente a população mergulhou de cabeça, graças à mídia maconheira e a certos governadores nojentos e hipócritas, em substâncias experimentais produzidas por laboratórios que aumentaram seus lucros nos campos de testes em bilhões de dólares. Vacina sim, mas com segurança, eficiência e eficácia e não somente com eficiência.

Deixe uma resposta