23 pensou em “PENSAMENTO DO DIA

  1. O cara é fera!!!!
    Imperdível seu livro: “La clave es la libertad-el camino de la pobreza a la abundancia”, en la que analiza la causa y naturaleza de la riqueza de las naciones.

    Agustin Etchebarne, licenciado en Economía de la UBA, especializado en Desarrollo Económico y Mercados Internacionales; profesor de la Universidad de Belgrano y director de la Fundación “Libertad y Progreso”.

  2. “Es fácil ser comunista en un país libre, lo difícil es ser libre en un país comunista.” Agustín Etchebarne

    Sancho pergunta: Algum de nossos comunistas fubânicos poderia refutar tal argumento?

    • ¡Si! ¿Sabes qué es la verbena? ¿Una corrida de toros? ¿Una fiesta típica? Si no lo sabes, eres un caballo y no tienes derecho a hablar de flores, libertad y del sueño de un mundo comunista donde todos se toman de las manos y se abrazan como hermanos.

      • Classe Diandria, ordem Monogynia… hablamos de flores…
        Quanto ao sueño de un mundo comunista donde todos se toman de las manos y se abrazan como hermanos a história está repleta de cubanos e venezuelanos, só para não ir muito longe, que podem falar, com a propriedade que não possuo, sobre as maravilhas da fraternidade dos que vestem vermelho e cantam A INTERNACIONAL.
        Creio que todo e qualquer regime, seja comunista ou não, teria muito a ganhar se realmente acontecesse o sueño de un mundo donde todos se toman de las manos y se abrazan como hermanos.
        Passo meus dias em busca de tal ideário. Infelizmente nunca o encontrei. Fico imensamente feliz por saber que em seu peito tal ideário permanece firme e forte.
        Aproveito seu texto para mandar um beijo no coração de meu amigo Pasquim, um comunista maravilhoso que conheci, uando mais jovem, na Vila Anastácio-SP.
        Forte abraço e torço de coração que continue neste espaço fubânico ensinando a todos nós tais maravilhas (o JBF É O ESPAÇO DEMOCRÁTICO onde cabem esquerda e direita irmanados – ou não).
        Tanto a esquerda como a direita, se um dia se unissem por um mundo melhor seria maravilhoso para os fubânicos estarem irmanados com pessoas que querem o melhor para a humanidade.
        Como diria Fidel: Vamos bien!!!

        • Talvez fale o señor sobre outra bela flor – Miriam Lopes Verbena Ativista política pernambucana, foi militante do Partido Comunista Brasileiro Revolucionário (PCBR) e morta em 1972, em Caruaru (PE).

          • E lá vão nossos jovens lutando por seus belos ideias. E como é bom sonhar, viver intensamente cada sonho. Todos os que morrem por seus ideais deixam sempre um perfume de flor pairando no ar…

            • Realmente tenho que concordar com o Salvador: un mundo donde todos se toman de las manos y se abrazan como hermanos. Que sejamos hermanos, senõr neste grande sonha terreno.

              Recorro a um ícone da esquerda: “Eu não sou pobre, eu sou sóbrio, de bagagem leve. Vivo com apenas o suficiente para que as coisas não roubem minha liberdade.” José ‘Pepe’ Mujica

              • “Vine acá para terminar con los odiadores seriales y abrir los brazos para que nos unamos en busca de un destino común”, dijo Alberto Fernández, presidente de izquierda de la República durante el acto virtual por el 9 de julio, Día de la Independencia Argentina desde la residencia de Olivos.

                Me pregunto: “¿quién es quién para decir quién es el odiador con el que hay que terminar?”.

  3. Sancho assim vc provocou diretamente o Goiano, pois com certeza ele está preparação refutação quilométrica made “on google” sobre o conceito relativo de liberdade nos países comunista .

    • Mestre sanfoneiro,

      eu ia mandar um “viu, Goiano?”, mas daí você tirou o ineditismo daquilo que seria o meu post mais sucinto nessa gazeta escrota.

      #Chateado

    • Amicíssimo Gonzaga,
      A intenção não foi o Goiano, a quem muito admiro. Busquei alguns, que raramente se pronunciam e quando o fazem é apenas com frases curtas de ataque (sem qualidade argumentativa) ao governo, à direita, como se querer o bem do Brasil fosse algo criminoso.
      E olha que o direitista Sancho nem acha Jair tão de direita assim, pois o coloco sempre no time da social-democracia
      Já os contrários ao atual mandatário já o mandam direto para a tal extrema-direita, como se isso existisse no Brasil, um país onde todos os nossos partidos políticos são de esquerda (antiga matéria da Veja já tratou sobre o assunto).

      • Sancho Pança, agradeço pela admiração, sinceramente recíproca, apesar de seres um direitista safado, mas não ver que Jair Messias Bolsonaro é, filosoficamente, um extremodireitista – é tapar os olhos, os ouvidos, o nariz, a boca e os demais furinhos do corpo (refiro-me aos poros) com óculos de chumbo por onde não passa nem raios xis. Primeiro sintoma: desejo de eliminar a esquerda (ele manifestou isso por mais de uma vez, numa delas empunhando uma metralhadora giratória). Segundo sintoma: Desrespeito aos direitos humanos (ele afirmou que é favorável à tortura). Terceiro sintoma: Querer fuder com o meio ambiente (para isso escolhe ministros que querem passar a boiada para dentro da floresta, mas não é só, despreza ambientalistas). Quarto sintoma: É autoritário, não preza a liberdade de imprensa (ameaça o quanto pode e não só ameaça, já tomou providências restritivas, chantageou e diz que vai fazer e acontecer com os veículos que ele odeia. Tem mais sintomas, estão à disposição para quem quiser exercer a sagrada obrigação de pesquisar e analisar, porra.

    • Gonzaga está ca-rre-gado de razão|: o conceito de liberdade é relativo. Digamos, por exemplo, que Gonzaga era um cara solteiro e resolveu se casar, o que aconteceu? Ele abdicou de sua liberdade solteiriça, voluntariamente, por um bem maior, o amor. Namoradas, futebol, barzinho com os amigos, o jogo de pôquer e toda a liberdade foi por vontade própria ou cancelada ou limitada, em prol da constituição da célula mãe da sociedade, a família.
      No Brasil, também há uma certa restrição às liberdades, em face da segurança nacional, do bem social, de certos direitos individuais, restrições nada comparáveis à imensa restrição dos governos comunistas.
      Entende-se que os comunistas, isto é, os de rabo grosso, abrem mão de muitas de suas liberdades em troca de um bem que consideram maior, que é a ditadura do proletariado – a restrição das liberdades, para eles, visa à preservação do regime que consideram o reinado do povo (ou do povão, melhor diria).
      E por falar em ditadura do proletariado, muitas ditaduras de direita também têm historicamente podado as liberdades, o que não parece nada bom.

  4. ao salvador de si , caso o comunismo tenha sonhado alguma onde todos fossem irmaos e se dessem as maos , ceramente seria apenas um sonho visto que quando acordados eles quereem que seus escravos se deem as maos para acorrenta~los e lhes tirarem a liberdade , , e ai a populaçao quando acorda deste sonho de manos dadas estao com elas estendindas pedindo as esmolas de sobrevicencia e levando aos que lhes mostraram este sonho , que aquilo nao seria um snho seria apenas um pesadelo , como a historia de joao e maria …

  5. Alberto, o comunismo não leva à miséria. Tem tido muitos defeitos, mas, se não conduz os homens a serem ricos (e isso, sim, é um sonho, talvez até realizável utopicamente), em geral os leva a um sistema mais igualitário e justo, ainda que eventualmente falte papel higiênico, vez por outra sabonete e em geral filé minhom. Vimos a URSS progredir bastante e a história da derrocada do regime merece uma verificação histórica, porque afinal foram eles que botaram o primeiro satélite no espaço sideral.
    Os comunistas acreditam que não adianta ter liberdade e ser miserável, eles abrem mão da liberdade de contestar o governo desde que lhes sejam dados trabalho, escola, saúde, casa, comida, sem a ilusão de comprar iate.

    • Demoro hein Goiânio. Mas sua refutação deve servir pra suas negas. E cá entre nós vc gosta de ser miseravel lá na Paris capitalista invés de ser livre em Havana

  6. Gonzaga, minhas negas não só aceitam minha refutação como vão comigo para Paris. Qualquer dia desses vou dar um chego em Cuba só para te agradar. Já estou vendo com meu agente de viagens para passar uns dias em Varadero. Aprecio muito o conforto, apesar de ser um petista moleque, safado, cachorro e bon vivant.

Deixe uma resposta